OS COCHILOS DO FILME 'ARGO', VENCEDOR DO OSCAR - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

OS COCHILOS DO FILME ‘ARGO’, VENCEDOR DO OSCAR

Por Nonato Albuquerque em CINEMA

25 de Fevereiro de 2013

200x200--22921-7015-1“Argo” ganhou a disputa. Tudo bem, o filme é bom. É um ‘triller’ imaginativo e que busca seguir as pegadas que um agente da CIA percorreu para resgatar reféns durante a crise entre EUA e o Irã dos aiatolás. Mas, pelo visto, a produção cochilou em alguns pontos, deixando escapar erros que começam a ganhar as redes sociais. Vejam alguns exemplos:

1. Quando o personagem Tony Mendez viaja à Hollywood, o filme mostra o letreiro famoso da meca do cinema dilapidado. Construído em 1920, ele passou por isso em meados de 1970, mas foi remodelado com novas letras em novembro de 1978, um ano antes da crise no Irã.

2. A TV mostra discurso da vitória de Ted Kennedy nas primárias de New York e Connecticut. Isso aconteceu em 25 de março de 1980, e a missão foi concluída em 27 de janeiro.

3. Ao longo da cena do avião decolando de Dulles para Londres, o filme mostra um bimotor a jato, que não era geralmente liberado para uso em voos transatlânticos até 1985.

4. Os fuzileiros navais dos EUA na embaixada estão vestindo uniformes de batalha, roupas só introduzidas no outono de 1981.

5. Durante a cena na mesa de leitura, o robô que fala tem LED azul nos olhos. LEDs azuis não foram inventados até 1993.

6. Na reunião no escritório de Max Klein, há uma cópia da autobiografia de Sid Caesar, “Onde eu estava?”, na estante. Este livro de memórias não foi publicado até 1983.

7. O personagem de Ben Affleck, Tony Mendez, usa um Rolex Sea-Dweller DEEPSEA relógio (número de referência 116660), que foi introduzido primeiramente em 2008.

8. A maior parte dos vidros usados ​​têm um revestimento anti-reflexo que parece de cores azulada/violeta. Esse tipo de revestimento não era utilizado em 1979-1980.

9. Ao dirigir-se ao aeroporto de Dulles fora de Washington, a construção do terminal não é mostrada com precisão. Os terminais não foram construídos até 1996. Em 1979/1980, o terminal só tinha metade do tamanho do que é agora.

10. É indicado como o ano de 1980, quando o Bósforo de Istambul é visto, mas a balsa mostrada é de uma ‘ferry’ moderna que cruza os lados asiático e europeu do Bósforo.

11. A canção “A Little T & A” dos Rolling Stones aparece na trilha sonora porém essa música não foi liberada até 1981.

12. No ‘close up’ de Tony olhando através da janela e do plano geral da casa, as janelas com recolocação do vinil são mostradas. Esse tipo de janela não estava disponível em 1980.

13. Tony Mendez tem acesso via passarelas no Aeroporto Internacional de Dulles. Não havia ‘jetways’ em Dulles em 1980: passageiros atravessavam uma rampa para chegar aos seus voos.

14. O projeto do Boeing 747 da Swissair, como mostrado no filme não foi usado antes de 1981.

15. Em uma cena em Istambul, em Bósforo, há uma grande bandeira turca em uma coluna. Esses sinalizadores apareceram primeiro no século 21.

16. O Boeing 747 da Swissair é pintado com as cores que somente foram introduzidas por ocasião do seu 50º aniversário em 1981.

17. O vidro de segurança no portão Swissair quando quebrado pelos guardas iranianos soou como um painel (nonsafety) regular de vidro quando bateu no chão.

Erro de caracteres

18. Perto do fim do filme, quando Mendez (Affleck) e O’Donnell (Cranston) reunem-se pela primeira vez após a missão de resgate, Mendez saúda O’Donnell mas ele cumprimenta com a mão esquerda.

Erros de continuidade

19. Quando Mendez encontra o primeiro ‘script’ de “Argo”, ele tem uma capa de vinil preto com letras em relevo de ouro. Quando ele sai para o pátio, a cobertura desaparece.

20. Quando está em Istambul, o agente Tony Mendez entra na Mesquita Azul para encontrar-se com um companheiro, mas a próxima cena com a sua conversa está ocorrendo na antiga Basílica de Santa Sofia – Igreja Ortodoxa (há mesmo close-up de quadros com afrescos bizantinos de santos).

21. Quando Tony chama seu filho enquanto assistia TV, um saco do McDonald’s é visto com o logotipo claramente visível, mas quando ele se levanta para mudar o canal, já não aparece nenhum logotipo para ser visto.

22. Quando Tony Mendez emite o bilhete de passagem ele recebe 1C assento. Esta é a primeira classe do assento antepara corredor. Quando ele embarca no avião que ele está em um assento de janela.

ORIGINAL: Badinga

Publicidade aqui

leia tudo sobre

OS COCHILOS DO FILME ‘ARGO’, VENCEDOR DO OSCAR

Por Nonato Albuquerque em CINEMA

25 de Fevereiro de 2013

200x200--22921-7015-1“Argo” ganhou a disputa. Tudo bem, o filme é bom. É um ‘triller’ imaginativo e que busca seguir as pegadas que um agente da CIA percorreu para resgatar reféns durante a crise entre EUA e o Irã dos aiatolás. Mas, pelo visto, a produção cochilou em alguns pontos, deixando escapar erros que começam a ganhar as redes sociais. Vejam alguns exemplos:

1. Quando o personagem Tony Mendez viaja à Hollywood, o filme mostra o letreiro famoso da meca do cinema dilapidado. Construído em 1920, ele passou por isso em meados de 1970, mas foi remodelado com novas letras em novembro de 1978, um ano antes da crise no Irã.

2. A TV mostra discurso da vitória de Ted Kennedy nas primárias de New York e Connecticut. Isso aconteceu em 25 de março de 1980, e a missão foi concluída em 27 de janeiro.

3. Ao longo da cena do avião decolando de Dulles para Londres, o filme mostra um bimotor a jato, que não era geralmente liberado para uso em voos transatlânticos até 1985.

4. Os fuzileiros navais dos EUA na embaixada estão vestindo uniformes de batalha, roupas só introduzidas no outono de 1981.

5. Durante a cena na mesa de leitura, o robô que fala tem LED azul nos olhos. LEDs azuis não foram inventados até 1993.

6. Na reunião no escritório de Max Klein, há uma cópia da autobiografia de Sid Caesar, “Onde eu estava?”, na estante. Este livro de memórias não foi publicado até 1983.

7. O personagem de Ben Affleck, Tony Mendez, usa um Rolex Sea-Dweller DEEPSEA relógio (número de referência 116660), que foi introduzido primeiramente em 2008.

8. A maior parte dos vidros usados ​​têm um revestimento anti-reflexo que parece de cores azulada/violeta. Esse tipo de revestimento não era utilizado em 1979-1980.

9. Ao dirigir-se ao aeroporto de Dulles fora de Washington, a construção do terminal não é mostrada com precisão. Os terminais não foram construídos até 1996. Em 1979/1980, o terminal só tinha metade do tamanho do que é agora.

10. É indicado como o ano de 1980, quando o Bósforo de Istambul é visto, mas a balsa mostrada é de uma ‘ferry’ moderna que cruza os lados asiático e europeu do Bósforo.

11. A canção “A Little T & A” dos Rolling Stones aparece na trilha sonora porém essa música não foi liberada até 1981.

12. No ‘close up’ de Tony olhando através da janela e do plano geral da casa, as janelas com recolocação do vinil são mostradas. Esse tipo de janela não estava disponível em 1980.

13. Tony Mendez tem acesso via passarelas no Aeroporto Internacional de Dulles. Não havia ‘jetways’ em Dulles em 1980: passageiros atravessavam uma rampa para chegar aos seus voos.

14. O projeto do Boeing 747 da Swissair, como mostrado no filme não foi usado antes de 1981.

15. Em uma cena em Istambul, em Bósforo, há uma grande bandeira turca em uma coluna. Esses sinalizadores apareceram primeiro no século 21.

16. O Boeing 747 da Swissair é pintado com as cores que somente foram introduzidas por ocasião do seu 50º aniversário em 1981.

17. O vidro de segurança no portão Swissair quando quebrado pelos guardas iranianos soou como um painel (nonsafety) regular de vidro quando bateu no chão.

Erro de caracteres

18. Perto do fim do filme, quando Mendez (Affleck) e O’Donnell (Cranston) reunem-se pela primeira vez após a missão de resgate, Mendez saúda O’Donnell mas ele cumprimenta com a mão esquerda.

Erros de continuidade

19. Quando Mendez encontra o primeiro ‘script’ de “Argo”, ele tem uma capa de vinil preto com letras em relevo de ouro. Quando ele sai para o pátio, a cobertura desaparece.

20. Quando está em Istambul, o agente Tony Mendez entra na Mesquita Azul para encontrar-se com um companheiro, mas a próxima cena com a sua conversa está ocorrendo na antiga Basílica de Santa Sofia – Igreja Ortodoxa (há mesmo close-up de quadros com afrescos bizantinos de santos).

21. Quando Tony chama seu filho enquanto assistia TV, um saco do McDonald’s é visto com o logotipo claramente visível, mas quando ele se levanta para mudar o canal, já não aparece nenhum logotipo para ser visto.

22. Quando Tony Mendez emite o bilhete de passagem ele recebe 1C assento. Esta é a primeira classe do assento antepara corredor. Quando ele embarca no avião que ele está em um assento de janela.

ORIGINAL: Badinga