Publicidade

MAR Jangadeiro

por Orlando Nunes

dezembro 2016

Esgotaram-se ou esgotou-se um milhão de ingressos?

Por Orlando Nunes em Concordância verbal

01 de dezembro de 2016

Duas frases novinhas do noticiário nacional para revermos uma velha questão: a concordância (verbal e nominal) com a palavra MILHÃO.

Concordância verbal

“Esgotaram-se, em menos de 24 horas, um milhão de ingressos para os cem shows do artista na Europa.”

Temos na frase acima um caso de verbo anteposto ao sujeito (verbo + sujeito). Na ordem direta (sujeito + verbo), escreveríamos “Um milhão de ingressos … esgotou-se ou esgotaram-se”.

Nessa segunda estrutura (ordem direta), portanto, há dupla possibilidade de concordância verbal. O verbo pode concordar com o núcleo do sujeito, no singular (um milhão esgotou-se), ou concordar com o termo especificador do núcleo do sujeito (um milhão de ingressos esgotaram-se), por atratividade (concordância do verbo com o termo mais próximo).

Entretanto, na primeira estrutura (verbo + sujeito), a concordância verbal deve ser feita com o núcleo do sujeito, quer na concordância lógica (gramatical), quer na concordância atrativa, pois o verbo agora está mais próximo do núcleo do sujeito do que de seu especificador.

Reescritura:

“Esgotou-se, em menos de 24 horas, um milhão de ingressos para os cem shows do artista na Europa.”

Concordância nominal

“Mais de duas milhões de pessoas assinaram o projeto de iniciativa popular.”

Milhão, já comentamos isso noutros posts, é vocábulo masculino. Assim, em vez de “duas milhões”, deveríamos ter na frase acima “dois milhões”. O desvio de concordância se dá em razão de o redator fazer concordar o numeral (duas) com o substantivo feminino “pessoas”. Contudo, “dois” é, nesse caso, determinante do vocábulo masculino “milhão”.

Reescritura:

“Mais de dois milhões de pessoas assinaram o projeto de iniciativa popular.”

Até!

leia tudo sobre

Publicidade

Esgotaram-se ou esgotou-se um milhão de ingressos?

Por Orlando Nunes em Concordância verbal

01 de dezembro de 2016

Duas frases novinhas do noticiário nacional para revermos uma velha questão: a concordância (verbal e nominal) com a palavra MILHÃO.

Concordância verbal

“Esgotaram-se, em menos de 24 horas, um milhão de ingressos para os cem shows do artista na Europa.”

Temos na frase acima um caso de verbo anteposto ao sujeito (verbo + sujeito). Na ordem direta (sujeito + verbo), escreveríamos “Um milhão de ingressos … esgotou-se ou esgotaram-se”.

Nessa segunda estrutura (ordem direta), portanto, há dupla possibilidade de concordância verbal. O verbo pode concordar com o núcleo do sujeito, no singular (um milhão esgotou-se), ou concordar com o termo especificador do núcleo do sujeito (um milhão de ingressos esgotaram-se), por atratividade (concordância do verbo com o termo mais próximo).

Entretanto, na primeira estrutura (verbo + sujeito), a concordância verbal deve ser feita com o núcleo do sujeito, quer na concordância lógica (gramatical), quer na concordância atrativa, pois o verbo agora está mais próximo do núcleo do sujeito do que de seu especificador.

Reescritura:

“Esgotou-se, em menos de 24 horas, um milhão de ingressos para os cem shows do artista na Europa.”

Concordância nominal

“Mais de duas milhões de pessoas assinaram o projeto de iniciativa popular.”

Milhão, já comentamos isso noutros posts, é vocábulo masculino. Assim, em vez de “duas milhões”, deveríamos ter na frase acima “dois milhões”. O desvio de concordância se dá em razão de o redator fazer concordar o numeral (duas) com o substantivo feminino “pessoas”. Contudo, “dois” é, nesse caso, determinante do vocábulo masculino “milhão”.

Reescritura:

“Mais de dois milhões de pessoas assinaram o projeto de iniciativa popular.”

Até!