Publicidade

MAR Jangadeiro

por Orlando Nunes

ordem crescente

Ordem jornalística

Por Orlando Nunes em Dica

02 de dezembro de 2014

“Justiça nega ao ex-deputado do PT João Paulo Cunha prisão domiciliar”

Na estrutura da frase jornalística, normalmente damos prioridade à ordem direta dos termos (sujeito-verbo-complemento verbal) e, a partir desta, à ordem “termo menor + termo maior”.

Na frase de referência, temos a seguinte estrutura:

sujeito (S): Justiça; objeto indireto (OI): ao ex-deputado do PT João Paulo Cunha (integra esse complemento verbal um aposto especificativo: João Paulo Cunha); objeto direto (OD): prisão domiciliar. Observe agora que o OI é bem maior que o OD.

Assim, dê preferência à seguinte ordem: S — OD (complemento menor na frase de referência) — OI (complemento maior:

“Justiça nega prisão domiciliar ao ex-deputado do PT João Paulo Cunha”

Até!

leia tudo sobre

Publicidade

Ordem jornalística

Por Orlando Nunes em Dica

02 de dezembro de 2014

“Justiça nega ao ex-deputado do PT João Paulo Cunha prisão domiciliar”

Na estrutura da frase jornalística, normalmente damos prioridade à ordem direta dos termos (sujeito-verbo-complemento verbal) e, a partir desta, à ordem “termo menor + termo maior”.

Na frase de referência, temos a seguinte estrutura:

sujeito (S): Justiça; objeto indireto (OI): ao ex-deputado do PT João Paulo Cunha (integra esse complemento verbal um aposto especificativo: João Paulo Cunha); objeto direto (OD): prisão domiciliar. Observe agora que o OI é bem maior que o OD.

Assim, dê preferência à seguinte ordem: S — OD (complemento menor na frase de referência) — OI (complemento maior:

“Justiça nega prisão domiciliar ao ex-deputado do PT João Paulo Cunha”

Até!