Publicidade

MAR Jangadeiro

por Orlando Nunes

travessão

Gols e travessões duplos

Por Orlando Nunes em Pontuação

24 de Janeiro de 2015

 

“Tricolor do Pici empatou na rodada inaugural da competição, longe de casa – em Iguatu, e estreou no Estádio Presidente Vargas no domingo”

Como estou mesmo na arquibancada, vou soltar um palavrão: pontuação parentética.

Essa expressão abrange o conceito de vírgulas, parênteses ou travessões duplos. Isso significa dizer que, no contexto de pontuação parentética, se empregamos a primeira vírgula, o primeiro parêntese ou o primeiro travessão, temos de concluir a pontuação com idêntico sinal (outra vírgula, outro parêntese ou outro travessão. Em outras palavras, ajoelhou, tem de rezar. É o caso do fragmento acima, entre aspas.

O termo “em Iguatu” tem à sua esquerda um travessão, e, à sua direita, uma vírgula.

Ninguém agrada a dois senhores; então, resta-nos uma de três alternativas:

  1. empregar travessões duplos

“Tricolor do Pici empatou na rodada inaugural da competição, longe de casa – em Iguatu – e estreou no Estádio Presidente Vargas no domingo”

  1. empregar vírgulas duplas

“Tricolor do Pici empatou na rodada inaugural da competição, longe de casa, em Iguatu, e estreou no Estádio Presidente Vargas no domingo”

  1. empregar parênteses duplos

“Tricolor do Pici empatou na rodada inaugural da competição, longe de casa (em Iguatu) e estreou no Estádio Presidente Vargas no domingo”

É isso. E, para completar, no meio da semana o Fortaleza tomou gols duplos em Juazeiro.

Paciência, as coisas hão de melhorar, inclusive nossa pontuação na tabela, seja ela parentética ou não.

 

 

 

leia tudo sobre

Publicidade

É Neuer, é nóis!

Por Orlando Nunes em Pontuação

12 de julho de 2014

Pontuação parentética

“Copa do Mundo de 2014 já conhece seus finalistas – Argentina e Alemanha se enfrentam no próximo domingo (13), mas antes de o Mundial começar, jornalistas do Sistema Jangadeiro fizeram apostas sobre quem seria a campeã.”

Olho no lance: veja que nome campeão: “pontuação parentética”. Bonito, não?

Pontuação parentética é a pontuação típica dos parênteses, e quem abre parêntese deve fechá-lo, certo? O travessão, às vezes, tem o mesmo valor do parêntese (travessões duplos). Assim, “abriu” um travessão, “feche-o” também.

Em outras palavras, a frase intercalada ficará entre travessões.

“Copa do Mundo de 2014 já conhece seus finalistas – Argentina e Alemanha se enfrentam no próximo domingo (13) –, mas antes de o Mundial começar, jornalistas do Sistema Jangadeiro fizeram apostas sobre quem seria a campeã.”

Note que a vírgula que antecede a segunda oração permanece em seu lugar, ela não está nem aí para o travessão, que entrou em campo por outro motivo (fechar a intercalação).

Palpite em riba da hora         

Antes de o Mundial começar, “chutei” que a Argentina de Messi e Di María seria campeã (que Deus, brasileiro que era – até o 7×1 –, me perdoe). Sabia também que a Alemanha tinha uma seleção quase tão poderosa quanto a do meu Fortaleza Esporte Clube, mas achei que o sol brasileiro derreteria a Müller e Cia. Arre égua, esses alemães conquistaram até o astro-rei e se tornaram mais amigos do Sol do que eu, um filho legítimo das caatingas do sertão. Cruz, credo! A esta altura da Copa, pelo que vi (mas não cri), mudo meu palpite em riba da hora: se o tal Lionel não fizer chover no Rio, o sol vai brilhar para a Alemanha no Maracanã. É Neuer, é nóis!

Estou no marjangadeiro@gmail.com

Até!

Publicidade

É Neuer, é nóis!

Por Orlando Nunes em Pontuação

12 de julho de 2014

Pontuação parentética

“Copa do Mundo de 2014 já conhece seus finalistas – Argentina e Alemanha se enfrentam no próximo domingo (13), mas antes de o Mundial começar, jornalistas do Sistema Jangadeiro fizeram apostas sobre quem seria a campeã.”

Olho no lance: veja que nome campeão: “pontuação parentética”. Bonito, não?

Pontuação parentética é a pontuação típica dos parênteses, e quem abre parêntese deve fechá-lo, certo? O travessão, às vezes, tem o mesmo valor do parêntese (travessões duplos). Assim, “abriu” um travessão, “feche-o” também.

Em outras palavras, a frase intercalada ficará entre travessões.

“Copa do Mundo de 2014 já conhece seus finalistas – Argentina e Alemanha se enfrentam no próximo domingo (13) –, mas antes de o Mundial começar, jornalistas do Sistema Jangadeiro fizeram apostas sobre quem seria a campeã.”

Note que a vírgula que antecede a segunda oração permanece em seu lugar, ela não está nem aí para o travessão, que entrou em campo por outro motivo (fechar a intercalação).

Palpite em riba da hora         

Antes de o Mundial começar, “chutei” que a Argentina de Messi e Di María seria campeã (que Deus, brasileiro que era – até o 7×1 –, me perdoe). Sabia também que a Alemanha tinha uma seleção quase tão poderosa quanto a do meu Fortaleza Esporte Clube, mas achei que o sol brasileiro derreteria a Müller e Cia. Arre égua, esses alemães conquistaram até o astro-rei e se tornaram mais amigos do Sol do que eu, um filho legítimo das caatingas do sertão. Cruz, credo! A esta altura da Copa, pelo que vi (mas não cri), mudo meu palpite em riba da hora: se o tal Lionel não fizer chover no Rio, o sol vai brilhar para a Alemanha no Maracanã. É Neuer, é nóis!

Estou no marjangadeiro@gmail.com

Até!