Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
Opinião Archives - Cinema Sinergia 
Publicidade

Cinema Sinergia

por Thiago Sampaio

Opinião

Bong, Scorsese e a importância da consolidação de “Parasita”

Por Thiago Sampaio em Opinião

10 de Fevereiro de 2020

Foto: Reprodução

Martin Scorsese viu o seu “O Irlandês” sair de mãos vazias no Oscar 2020, mas teve o seu valor reconhecido pelo grande vencedor da noite, Bong Joon-ho. Sorrisos sinceros que simbolizam a importância da consagração de “Parasita”, o primeiro longa falado em língua não inglesa a levar o troféu de Melhor Filme. Na verdade, todo real apreciador do cinema se deu como satisfeito pela vitória do longa sul-coreano, ainda que tivesse outros preferidos.

É costumeiro ver obras de tom “neutro”, de difícil rejeição, serem premiadas. Assim, “O Discurso do Rei” tirou o prêmio de “A Rede Social” ou “Cisne Negro” em 2011, “Spotlight” tirou de “Mad Max – Estrada da Fúria” em 2016 e, ano passado, o de péssimo gosto “Green Book” tirou de “Infiltrado na Klan” ou “Roma”. Tudo indicava que em 2020 o escolhido seria “1917”. É correto e visualmente deslumbrante. Mas felizmente desviaram da aposta “segura”.
Leia mais

Publicidade

Opinião: a perseguição ao filme ‘Ted’ não passa de uma grande estupidez

Por Thiago Sampaio em Opinião

26 de setembro de 2012

Banner de "Ted" deixa explícita a censura

Banner de “Ted” deixa explícita a censura

Um assunto que tomou conta das redes sociais na última terça-feira (25) foi a “perseguição” do deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) ao filme “Ted”, em cartaz nos cinemas brasileiros, alegando que o longa-metragem induz que o estilo de vida sem pudores e consumindo drogas é positivo.

Antes de tudo, o filme conta a história de John Bennett (vivido por Mark Wahlberg), um adulto que tem uma profunda amizade com o seu ursinho de pelúcia, que ganhou vida anos atrás graças ao encanto. Acontece que o bichinho é mal-humorado, mulherengo, sem papas na línguas e adora consumir produtos ilícitos.

Voltando para Protógenes, o deputado teve a “brilhante” ideia de levar o filho de 11 anos, pensando se tratar de apenas um filme infantil sobre um bichinho fofinho. Espantado, ele não poupou críticas através do seu Twitter: “Acionarei os meios legais, a fim de impedir que o lixo do filme infanto-juvenil ‘Ted’ seja exibido nacionalmente e apurar responsabilidades”.

E ele completou: “O filme não está apropriado para nenhuma faixa etária. Incentivar o consumo de drogas é crime, usando ainda ícones infantis”. Como se não bastasse, ainda lançou uma campanha para proibir a distribuição do longa-metragem no Brasil. “#ForaFilmeTED das telas do cinema brasileiro. Não aceitamos mais esses enlatados culturais americanos no Brasil”, escreveu.

Leia mais

Publicidade

Opinião: a perseguição ao filme ‘Ted’ não passa de uma grande estupidez

Por Thiago Sampaio em Opinião

26 de setembro de 2012

Banner de "Ted" deixa explícita a censura

Banner de “Ted” deixa explícita a censura

Um assunto que tomou conta das redes sociais na última terça-feira (25) foi a “perseguição” do deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) ao filme “Ted”, em cartaz nos cinemas brasileiros, alegando que o longa-metragem induz que o estilo de vida sem pudores e consumindo drogas é positivo.

Antes de tudo, o filme conta a história de John Bennett (vivido por Mark Wahlberg), um adulto que tem uma profunda amizade com o seu ursinho de pelúcia, que ganhou vida anos atrás graças ao encanto. Acontece que o bichinho é mal-humorado, mulherengo, sem papas na línguas e adora consumir produtos ilícitos.

Voltando para Protógenes, o deputado teve a “brilhante” ideia de levar o filho de 11 anos, pensando se tratar de apenas um filme infantil sobre um bichinho fofinho. Espantado, ele não poupou críticas através do seu Twitter: “Acionarei os meios legais, a fim de impedir que o lixo do filme infanto-juvenil ‘Ted’ seja exibido nacionalmente e apurar responsabilidades”.

E ele completou: “O filme não está apropriado para nenhuma faixa etária. Incentivar o consumo de drogas é crime, usando ainda ícones infantis”. Como se não bastasse, ainda lançou uma campanha para proibir a distribuição do longa-metragem no Brasil. “#ForaFilmeTED das telas do cinema brasileiro. Não aceitamos mais esses enlatados culturais americanos no Brasil”, escreveu.

(mais…)