Jeremy Renner Archives - Cinema Sinergia 
Publicidade

Cinema Sinergia

por Thiago Sampaio

Jeremy Renner

Crítica: “Vingadores: Ultimato” é o desfecho à altura da grandiosidade do projeto

Por Thiago Sampaio em Crítica

26 de Abril de 2019

Foto: Divulgação

Análise sem spoilers

“Vingadores: Ultimato” (Avengers: Endgame, 2019) é um raro caso de produção que já nasce vendida sozinha, com papo de bater recordes de bilheteria, sem nem precisar revelar muita coisa nos trailers. Aquele típico evento cinematográfico que acontece num intervalo de gerações. Ele encerra aquela saga que se iniciou há 11 anos, passando por 21 filmes, atenuada pela curiosidade do público após os eventos trágicos ocorridos no ótimo “Vingadores: Guerra Infinita” (Avengers: Infinity War, 2018).

Por mais que o longa anterior tenha iniciado essa conclusão, agora é o momento de cravar um destino para alguns personagens importantes que estávamos acostumados a estarem sempre ali, garantindo um entretenimento de qualidade. E o resultado é não apenas um deleite para os fãs, mas uma produção que realmente trata com muito carinho os seus heróis.

Na trama, após Thanos (Josh Brolin) eliminar metade das criaturas vivas, os Vingadores precisam lidar com a dor da perda de amigos e seus entes queridos. Com Tony Stark (Robert Downey Jr.) vagando perdido no espaço sem água e comida, Steve Rogers (Chris Evans) precisa liderar a resistência contra o titã louco e, junto aos aliados restantes, elaborar um plano para salva os amigos que desapareceram e restaurar a ordem do universo.
Leia mais

Publicidade

Crítica: “Te Peguei!” é hilário na mesma proporção que é absurdo

Por Thiago Sampaio em Crítica

24 de agosto de 2018

Um bando de adultos levando à sério uma brincadeira de pega-pega é algo bizarro? Sim. Pois tem uma turma que há 30 anos faz isso e rendeu matéria de capa do Wall Street Journal. Ainda assim, se trata de uma premissa tola demais para a realização um filme. Mas uma nova geração de longas de comédia tem conseguido extrair graça das situações mais simples possíveis. Se jogos de tabuleiro eram o pano de fundo de “A Noite do Jogo” (Game Night, 2018), uma das principais surpresas do ano, a Warner Bros. volta a acertar com “Te Peguei!” (Tag, 2018), uma produção que agrada na mesma medida que não tem compromisso algum com seriedade.

Na “trama”, desde a primeira série na escola, um grupo de cinco amigos tem um hábito curioso que realiza sempre uma vez ao ano: brincar enlouquecidamente de pega-pega, correndo em uma competição para ser o último homem a não ser tocado, arriscando seus empregos e relacionamentos. No ano do casamento do único jogador invicto da turma, eles tentam de tudo para alcançá-lo.

Leia mais

Publicidade

Crítica: ‘Trapaça’ funciona pelo humor refinado e o ótimo elenco

Por Thiago Sampaio em Crítica

20 de Fevereiro de 2014

Pôster de 'Trapaça'

Foto: Divulgação

Com apenas sete filmes no currículo, o diretor David O’Russell já pode ser considerado o novo queridinho de Hollywood, emplacando seus três últimos projetos – “O Vencedor” (2010), “O Lado Bom da Vida” (2012) e “Trapaça” (2013) – entre as principais indicações ao Oscar nos últimos quatro anos. Seu projeto mais recente, “Trapaça” (American Hustle, 2013), é o mais fraco entre os títulos citados.

Fato é que ver que a produção ser indicada a 10 Oscars – Melhor Filme, Diretor (David O’Russell), Ator (Christian Bale), Atriz (Amy Adams), Ator Coadjuvante (Bradley Cooper), Atriz Coadjuvante (Jennifer Lawrence), Roteiro Original, Edição, Direção de Arte e Figurino –  pode transmitir uma falsa impressão, pois nem de longe é o melhor filme do ano. Mas não tem como negar que um elenco de primeira qualidade, conduzido pela direção refinada Russell, garante um produto diferenciado.

Leia mais

Publicidade

Crítica: ‘Trapaça’ funciona pelo humor refinado e o ótimo elenco

Por Thiago Sampaio em Crítica

20 de Fevereiro de 2014

Pôster de 'Trapaça'

Foto: Divulgação

Com apenas sete filmes no currículo, o diretor David O’Russell já pode ser considerado o novo queridinho de Hollywood, emplacando seus três últimos projetos – “O Vencedor” (2010), “O Lado Bom da Vida” (2012) e “Trapaça” (2013) – entre as principais indicações ao Oscar nos últimos quatro anos. Seu projeto mais recente, “Trapaça” (American Hustle, 2013), é o mais fraco entre os títulos citados.

Fato é que ver que a produção ser indicada a 10 Oscars – Melhor Filme, Diretor (David O’Russell), Ator (Christian Bale), Atriz (Amy Adams), Ator Coadjuvante (Bradley Cooper), Atriz Coadjuvante (Jennifer Lawrence), Roteiro Original, Edição, Direção de Arte e Figurino –  pode transmitir uma falsa impressão, pois nem de longe é o melhor filme do ano. Mas não tem como negar que um elenco de primeira qualidade, conduzido pela direção refinada Russell, garante um produto diferenciado.

(mais…)