Jessica Chastain Archives - Cinema Sinergia 
Publicidade

Cinema Sinergia

por Thiago Sampaio

Jessica Chastain

Crítica: Inferior ao primeiro, “It – Capítulo 2” compensa com muitos bons valores

Por Thiago Sampaio em Crítica

11 de setembro de 2019

Foto: Divulgação

A nova versão de “It – A Coisa” (It, 2017) foi o longa de terror mais bem sucedido em bilheterias do cinema, faturando mais de U$ 700 milhões pelo mundo. Uma continuação era inevitável não apenas por causa dos resultados, mas pela necessidade de encerrar a história escrita por Stephen King (ainda que o primeiro tenha fechado de maneira satisfatória).

Os números parecem ter subido à cabeça dos realizadores, colocando em prática a ideia de que tudo pode ser ampliado. “It – Capítulo 2” (It Chapter Two, 2019) tem os seus excessos, mas ainda garante vários momentos convincentes e uma conclusão digna para aquela trama, ainda que o horror fique em partes de lado. O que não necessariamente é um problema.

A sinopse: 27 anos depois dos eventos do longa anterior, Mike (Isaiah Mustafa) percebe que o palhaço Pennywise (Bill Skarsgard) está de volta a cidade de Derry. Ele convoca os antigos amigos do “Clube dos Otários” para honrar a promessa de infância e acabar com o inimigo.
Leia mais

Publicidade

Crítica: “A Colina Escarlate” é uma homenagem de Del Toro ao terror gótico

Por Thiago Sampaio em Crítica

03 de novembro de 2015

393485.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Foto: Divulgação

Não tem como negar que o cineasta Guillermo Del Toro tem uma visão diferenciada quando o assunto é lidar com obras sombrias ou com seres sobrenaturais. Mesmo carregando consigo o fantástico “O Labirinto do Fauno” (El Laberinto Del Fauno, 2006) como referência maior, o cineasta mexicano prova a cada novo projeto o seu talento de exprimir suas principais influências de maneira estilosa e eficiente. Com “A Colina Escarlate” (Crimson Peak, 2015) não é diferente, cumprindo o dever de prender a atração do espectador do início ao fim, ao mesmo tempo em que exibe um show visual.

Sinopse

A trama apresenta a escritora Edith Cushing (Mia Wasikowska), que desde jovem tem tendências a ter contato com mortos. Crescida, ela se apaixona pelo misterioso Sir Thomas Sharpe (Tom Hiddleston) e se muda para sua sombria mansão no alto de uma colina. Habitada também por sua fria cunhada Lucille Sharpe (Jessica Chastain), a casa tem uma história macabra e a forte presença de seres não demora a abalar a sanidade da jovem.

Leia mais

Publicidade

Crítica: “Perdido em Marte” é a redenção de Ridley Scott

Por Thiago Sampaio em Crítica

08 de outubro de 2015

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No dia 28 de setembro de 2015, a Nasa divulga provas da existência de água líquida em Marte. Por “coincidência”, tal feito aconteceu na semana da estreia de “Perdido em Marte” (The Martian, 2015). Medida estratégica ou não de promoção do longa-metragem, o episódio serve para mostrar que o filme está longe de ser uma ficção científica distante da realidade. Mas acima de tudo, ela mostra a redenção do diretor Ridley Scott que, após anos oscilando entre produções irregulares, consegue transformar uma trama de sobrevivência em um inteligente produto inserido na cultura pop sem perder os cunhos científicos.

Sinopse

Adaptação do livro homônimo de Andy Weir, a trama conta a história do astronauta Mark Watney (Matt Damon), enviado a uma missão em Marte. Após uma severa tempestade ele é dado como morto, abandonado pelos colegas e acorda sozinho no misterioso planeta com escassos suprimentos, sem saber como reencontrar os companheiros ou retornar à Terra.

Leia mais

Publicidade

Crítica: Apesar de irregular, “Interestelar” mantém o alto nível da carreira de Christopher Nolan

Por Thiago Sampaio em Crítica

20 de novembro de 2014

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Com um currículo mais do que admirável, o cineasta Christopher Nolan já se tornou uma garantia de visibilidade ao ter o seu nome vinculado a algum projeto. Desde o pouco visto “Following” (1998), passando pelos aclamados “Amnésia” (2000), “Insônia” (2002), “O Grande Truque” (2006) e “A Origem” (2010), além de reinventar o modo de adaptar super heróis para o cinema com a mais recente e sombria trilogia Batman (2005, 2008, 2012), o jovem diretor de 44 anos conquistou autonomia para trazer o seu estilo particular às suas obras. Com esse novo “Interestelar” (Interstellar, 2014), pela primeira vez ele demonstra derrapar nas próprias pretensões, ainda que o produto final seja firme, cheio de tensão e aberto à reflexão.

Sinopse

A trama apresenta o fazendeiro Cooper (Matthew McConaughey), um ex-astronauta viúvo, que vive ao lado dos filhos em um planeta Terra devastado, com reservas naturais escassas, humanos sofrendo com a seca e a fome. Ele é chamado para liderar uma missão, ao lado de Brand (Anne Hathaway), Jenkins (Marlon Sanders) e Doyle (Wes Bentley), de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial, possibilitando a continuação da espécie, mesmo sabendo que pode nunca mais ver os filhos. Com o passar dos anos, sua filha Murph (Jessica Chastain, na fase adulta) tenta superar a partida do pai enquanto tenta os próprios meios para salvar a humanidade.

Leia mais

Publicidade

Crítica: Apesar de irregular, “Interestelar” mantém o alto nível da carreira de Christopher Nolan

Por Thiago Sampaio em Crítica

20 de novembro de 2014

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Com um currículo mais do que admirável, o cineasta Christopher Nolan já se tornou uma garantia de visibilidade ao ter o seu nome vinculado a algum projeto. Desde o pouco visto “Following” (1998), passando pelos aclamados “Amnésia” (2000), “Insônia” (2002), “O Grande Truque” (2006) e “A Origem” (2010), além de reinventar o modo de adaptar super heróis para o cinema com a mais recente e sombria trilogia Batman (2005, 2008, 2012), o jovem diretor de 44 anos conquistou autonomia para trazer o seu estilo particular às suas obras. Com esse novo “Interestelar” (Interstellar, 2014), pela primeira vez ele demonstra derrapar nas próprias pretensões, ainda que o produto final seja firme, cheio de tensão e aberto à reflexão.

Sinopse

A trama apresenta o fazendeiro Cooper (Matthew McConaughey), um ex-astronauta viúvo, que vive ao lado dos filhos em um planeta Terra devastado, com reservas naturais escassas, humanos sofrendo com a seca e a fome. Ele é chamado para liderar uma missão, ao lado de Brand (Anne Hathaway), Jenkins (Marlon Sanders) e Doyle (Wes Bentley), de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial, possibilitando a continuação da espécie, mesmo sabendo que pode nunca mais ver os filhos. Com o passar dos anos, sua filha Murph (Jessica Chastain, na fase adulta) tenta superar a partida do pai enquanto tenta os próprios meios para salvar a humanidade.

(mais…)