Keri Russell Archives - Cinema Sinergia 
Publicidade

Cinema Sinergia

por Thiago Sampaio

Keri Russell

Crítica: “Star Wars: Episódio IX – A Ascensão Skywalker” é um desfecho covarde para uma saga memorável

Por Thiago Sampaio em Crítica

27 de dezembro de 2019

Foto: Divulgação

Se tem algo que pode definir essa recente trilogia da longínqua franquia “Star Wars” é: falta de sincronia. “O Despertar da Força” (The Force Awakens, 2015) funcionou ao apelar para a nostalgia com um notório remake de “Uma Nova Esperança” (A New Hope, 1977) enquanto apresentava os novos personagens. “Os Últimos Jedi” (The Last Jedi, 2017) gerou a revolta de fãs conservadores por tomar rumos inéditos e ousados. Chegaram até, pasmem, a pedir que ele fosse retirado do cânone.

Diante do risco de desagradar os “roteiristas de internet”, este “Star Wars: Episódio IX – A Ascensão Skywalker” (Star Wars: Episode IX – The Rise of Skywalker, 2019) basicamente se resume a desfazer o que o anterior fez e a “pedir desculpas” ao “Fandom”, soando como um desfecho genérico e com pouco valor próprio.

Na trama, com o retorno do Imperador Palpatine (Ian McDiarmid), todos voltam a temer seu poder e, com isso, a Resistência toma a frente da batalha que ditará os rumos da galáxia. Treinando para ser uma completa Jedi, Rey (Daisy Ridley) ainda se encontra em conflito com seu passado e futuro, mas teme pelas respostas que pode conseguir a partir de sua complexa ligação com Kylo Ren (Adam Driver), que também se encontra em conflito pela Força.
Leia mais

Publicidade

Crítica: ‘Planeta dos Macacos: O Confronto’ é um reflexo contundente da vida real

Por Thiago Sampaio em Crítica

31 de julho de 2014

Pôster de "Planeta dos Macacos: O Confronto" -

Pôster de “Planeta dos Macacos: O Confronto” –

O ano é 2014. Ligamos a TV, e vemos no noticiário barbaridades tomando conta da Faixa de Gaza. Enquanto israelenses e palestinos se mutilam por território, o que se vê são situações em que pessoas como nós julgam uns aos outros como inferiores e merecedores de menor ou nenhum direito. E quanto mais se passam as décadas, parece que a sociedade apenas regride na escala da evolução. Bem, essa introdução serve apenas para situar que “Planeta dos Macacos: O Confronto” (Dawn of the Planet of the Apes, 2014), por mais que se trate de uma ficção científica e uma superprodução hollywoodiana, genialmente reflete a vida real.

Sinopse

A trama de passa dez anos após a conquista da liberdade mostrada no filme anterior. César (Andy Serkis) e os demais macacos vivem em paz na floresta próxima a San Francisco. Lá, eles desenvolveram uma comunidade própria, baseada no apoio mútuo, enquanto os humanos enfrentam uma das maiores epidemias de todos os tempos, causada por um vírus criado em laboratório. Sem energia elétrica, um grupo de sobreviventes planeja invadir a floresta e reativar a usina lá instalada. Malcolm (Jason Clarke), único que conhece bem os símios, tenta agir pacificamente e impedir que o confronto aconteça.
Leia mais

Publicidade

Crítica: ‘Planeta dos Macacos: O Confronto’ é um reflexo contundente da vida real

Por Thiago Sampaio em Crítica

31 de julho de 2014

Pôster de "Planeta dos Macacos: O Confronto" -

Pôster de “Planeta dos Macacos: O Confronto” –

O ano é 2014. Ligamos a TV, e vemos no noticiário barbaridades tomando conta da Faixa de Gaza. Enquanto israelenses e palestinos se mutilam por território, o que se vê são situações em que pessoas como nós julgam uns aos outros como inferiores e merecedores de menor ou nenhum direito. E quanto mais se passam as décadas, parece que a sociedade apenas regride na escala da evolução. Bem, essa introdução serve apenas para situar que “Planeta dos Macacos: O Confronto” (Dawn of the Planet of the Apes, 2014), por mais que se trate de uma ficção científica e uma superprodução hollywoodiana, genialmente reflete a vida real.

Sinopse

A trama de passa dez anos após a conquista da liberdade mostrada no filme anterior. César (Andy Serkis) e os demais macacos vivem em paz na floresta próxima a San Francisco. Lá, eles desenvolveram uma comunidade própria, baseada no apoio mútuo, enquanto os humanos enfrentam uma das maiores epidemias de todos os tempos, causada por um vírus criado em laboratório. Sem energia elétrica, um grupo de sobreviventes planeja invadir a floresta e reativar a usina lá instalada. Malcolm (Jason Clarke), único que conhece bem os símios, tenta agir pacificamente e impedir que o confronto aconteça.
(mais…)