Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
matt damon Archives - Cinema Sinergia 
Publicidade

Cinema Sinergia

por Thiago Sampaio

matt damon

“O Regresso” e “Perdido em Marte” são os principais vencedores do Globo de Ouro 2016

Por Thiago Sampaio em Cinema

11 de Janeiro de 2016

O Regresso - Foto: Divulgação

O Regresso – Foto: Divulgação

A Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood realizou, neste domingo (10), o Globo de Ouro 2016. Os grandes vencedores da noite foram “O Regresso” e “Perdido em Marte”, que levaram os prêmios de Melhor Filme de Drama e Comédia ou Musical, respectivamente. Os dois filmes também tiveram os seus protagonistas, Leonardo DiCaprio (sim, ele venceu!) e Matt Damon, premiados, o que promete acirrar a competição para o Oscar.

Confira a lista completa dos vencedores:

Cinema

Melhor Filme de Drama

Carol
Mad Max – Estrada da Fúria
O Regresso
Room
Spotlight – Segredos Revelados

Melhor Filme de Comédia ou Musical

A Grande Aposta
Joy – O Nome do Sucesso
Perdido em Marte
A Espiã Que Sabia de Menos
Descompensada

Leia mais

Publicidade

Mad Max e Wagner Moura são surpresas entre os indicados ao Globo de Ouro 2016

Por Thiago Sampaio em Cinema

10 de dezembro de 2015

Mad Max - Estrada da Fúria

Mad Max – Estrada da Fúria

A Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood divulgou na manhã desta quinta-feira (10) a lista de indicados ao Globo de Ouro 2016. Entre as “surpresas” (mas nem tanto!) está a presença de “Mad Max – Estrada da Fúria”, blockbuster com orçamento de U$ 150 milhões na principal categoria. Apesar de ser considerado unanimidade como um dos melhores filmes dos anos pela crítica especializada, é um tanto incomum produções de tal calibre emplacarem indicações. E o Brasil está bem representado, com Wagner Moura sendo indicado na categoria Melhor Ator em Série Dramática por “Narcos”.

A cerimônia será realizada no dia 10 de janeiro, em Los Angeles, com o humorista Ricky Gervais na apresentação.

Confira a lista completa dos indicados:

Leia mais

Publicidade

Crítica: “Perdido em Marte” é a redenção de Ridley Scott

Por Thiago Sampaio em Crítica

08 de outubro de 2015

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No dia 28 de setembro de 2015, a Nasa divulga provas da existência de água líquida em Marte. Por “coincidência”, tal feito aconteceu na semana da estreia de “Perdido em Marte” (The Martian, 2015). Medida estratégica ou não de promoção do longa-metragem, o episódio serve para mostrar que o filme está longe de ser uma ficção científica distante da realidade. Mas acima de tudo, ela mostra a redenção do diretor Ridley Scott que, após anos oscilando entre produções irregulares, consegue transformar uma trama de sobrevivência em um inteligente produto inserido na cultura pop sem perder os cunhos científicos.

Sinopse

Adaptação do livro homônimo de Andy Weir, a trama conta a história do astronauta Mark Watney (Matt Damon), enviado a uma missão em Marte. Após uma severa tempestade ele é dado como morto, abandonado pelos colegas e acorda sozinho no misterioso planeta com escassos suprimentos, sem saber como reencontrar os companheiros ou retornar à Terra.

Leia mais

Publicidade

Crítica: “Elysium” é um superprodução inteligente

Por Thiago Sampaio em Crítica

25 de setembro de 2013

Pôster de Elysium

Pôster de Elysium – Foto: Divulgação

Longas metragens abordando um futuro pós-apocalíptico não são novidades na indústria. Desde cults como a saga Mad Max (1979; 1981; 1985) e Fuga de Nova York (1981), até os mais recentes Eu Sou a Lenda (2007), A Estrada (2009) e a excepcional animação Wall-E (2008), a fórmula já foi bastante revirada por Hollywood. Este Elysium (2013) não foge à regra, mas consegue se destacar pelo bem elaborado contexto político e social, sem perder as raízes de superprodução.

A trama se passa em 2154, em um mundo dividido entre dois grupos: o primeiro, riquíssimo, mora na estação espacial Elysium, enquanto o segundo, em situação de extrema pobreza, vive na Terra. Nesse contexto, a secretária do governo Rhodes (Jodie Foster) faz de tudo para preservar o estilo de vida luxuoso de uma minoria favorecida. Enquanto isso, na terra, o ex-presidiário Max Da Costa (Matt Damon) entra em uma missão para salvar a própria vida, mas que pode trazer de volta a igualdade entre os humanos.

Leia mais

Publicidade

Crítica: “Elysium” é um superprodução inteligente

Por Thiago Sampaio em Crítica

25 de setembro de 2013

Pôster de Elysium

Pôster de Elysium – Foto: Divulgação

Longas metragens abordando um futuro pós-apocalíptico não são novidades na indústria. Desde cults como a saga Mad Max (1979; 1981; 1985) e Fuga de Nova York (1981), até os mais recentes Eu Sou a Lenda (2007), A Estrada (2009) e a excepcional animação Wall-E (2008), a fórmula já foi bastante revirada por Hollywood. Este Elysium (2013) não foge à regra, mas consegue se destacar pelo bem elaborado contexto político e social, sem perder as raízes de superprodução.

A trama se passa em 2154, em um mundo dividido entre dois grupos: o primeiro, riquíssimo, mora na estação espacial Elysium, enquanto o segundo, em situação de extrema pobreza, vive na Terra. Nesse contexto, a secretária do governo Rhodes (Jodie Foster) faz de tudo para preservar o estilo de vida luxuoso de uma minoria favorecida. Enquanto isso, na terra, o ex-presidiário Max Da Costa (Matt Damon) entra em uma missão para salvar a própria vida, mas que pode trazer de volta a igualdade entre os humanos.

(mais…)