15 de Maio de 2020 - Vagas Online 
Publicidade

Vagas Online

por Márcia Catunda

15 de Maio de 2020

Coordenador de Delivery

Por Márcia Catunda em Administração, Marketing

15 de Maio de 2020

leia tudo sobre

Publicidade
Publicidade

Fisioterapeuta

Por Márcia Catunda em Fisioterapia

15 de Maio de 2020

leia tudo sobre

Publicidade

Corretor de Imóveis

Por Márcia Catunda em Ensino Médio

15 de Maio de 2020

leia tudo sobre

Publicidade

Vendedor Externo

Por Márcia Catunda em Ensino Médio

15 de Maio de 2020

VAGA P/
VENDEDOR EXTERNO
c/ localidade de Fortaleza-CE

-REQUISITOS NECESSÁRIOS:

Ensino médio completo ou superior
Experiência em atendimento c/ vendas (mínimo 1 ano)
Informática básica ou avançado
Experiência na CTPS
Conhecimento em Excel
Experiência com Frios ou Estocável
-REMUNERAÇÃO:

Salário Fixo + Performance
-BENEFÍCIOS:

AJUDA DE CUSTO
VALE ALIMENTAÇÃO
-HORÁRIO DE TRABALHO:

Comercial de segunda a sexta-feira

Interessados enviar o currículo até o dia 19/05/2020 para e-mail: rhfordivi@fordividistribuidora.com com o título da vaga no “Assunto” do e-mail.

leia tudo sobre

Publicidade

Qual a importância das videochamadas hoje?

Por Márcia Catunda em Artigo

15 de Maio de 2020

 

No momento que estamos vivendo atualmente, onde os olhos do mundo estão virados para a pandemia causada pela Covid-19 e a maior parte da população está em casa para evitar a propagação do vírus, muitos estão perdendo seus empregos e negócios, famílias estão ficando sem fonte de renda, justamente em decorrência do estado de quarentena.

A única opção para manter as atividades em dia é o home office, trabalhar em casa, em sua maioria através do computador. Basta uma conexão de internet e o aparelho para que o mundo se torne acessível novamente, então, tanto empresas como empregados terão de se adaptar.

“Para os serviços que podem ser feitos em casa, recrutadores estão procurando pessoas que saibam trabalhar em casa, já tenham experiência ou disciplina o bastante, afinal, não é algo tão fácil de se confiar”, conta Madalena Feliciano, CEO do Outliers Careers e IPCoaching.

Porém, para conseguir ser contratado em uma situação de quarentena, as únicas opções de comunicação com pessoas distantes são através de mensagens de texto, ligações e vídeo chamadas – as preferidas pelos recrutadores, pois é possível ver a desenvoltura do profissional, as expressões e a apresentação.

Madalena conta quais os principais pontos em que você precisa prestar atenção para se dar bem em uma entrevista por vídeochamada:

Roupa: Apesar de estar em casa, a aparência ainda é fundamental nesse momento, afinal, é a imagem que você vai passar e com um pouco mais de dificuldade, pois estará na frente da câmera e não pessoalmente. Procure se vestir de acordo com o trabalho para o qual está sendo entrevistado.

Foque apenas na entrevista: Deixe o celular no modo silencioso e não o use enquanto está ao vivo, deixe outros aplicativos e abas do computador fechados para não receber notificações e, caso tenha companhia em casa, deixe claro que não poderá ser incomodado.

Aprenda a lidar com a câmera: Ao falar, não encare a tela para se olhar, é como se estivesse falando com um espelho, e não a outra pessoa. Encare a câmera, assim, a imagem que o recrutador terá é que você está olhando nos olhos dele.

Pratique: Quanto mais você se preparar, falar as respostas que planeja dar e se sentir confortável durante a vídeochamada, melhor se sairá. Não deixe que a falta de experiência nessa modalidade seja um obstáculo.

“A internet, agora, é a melhor forma que temos para estar em contato com o mundo. O que podemos – e devemos fazer, é nos aprimorar para não sair prejudicado”, finaliza Madalena.

 

Madalena Feliciano

Gestora de Carreira e Hipnoterapeuta

leia tudo sobre

Publicidade

Qual a importância das videochamadas hoje?

Por Márcia Catunda em Artigo

15 de Maio de 2020

 

No momento que estamos vivendo atualmente, onde os olhos do mundo estão virados para a pandemia causada pela Covid-19 e a maior parte da população está em casa para evitar a propagação do vírus, muitos estão perdendo seus empregos e negócios, famílias estão ficando sem fonte de renda, justamente em decorrência do estado de quarentena.

A única opção para manter as atividades em dia é o home office, trabalhar em casa, em sua maioria através do computador. Basta uma conexão de internet e o aparelho para que o mundo se torne acessível novamente, então, tanto empresas como empregados terão de se adaptar.

“Para os serviços que podem ser feitos em casa, recrutadores estão procurando pessoas que saibam trabalhar em casa, já tenham experiência ou disciplina o bastante, afinal, não é algo tão fácil de se confiar”, conta Madalena Feliciano, CEO do Outliers Careers e IPCoaching.

Porém, para conseguir ser contratado em uma situação de quarentena, as únicas opções de comunicação com pessoas distantes são através de mensagens de texto, ligações e vídeo chamadas – as preferidas pelos recrutadores, pois é possível ver a desenvoltura do profissional, as expressões e a apresentação.

Madalena conta quais os principais pontos em que você precisa prestar atenção para se dar bem em uma entrevista por vídeochamada:

Roupa: Apesar de estar em casa, a aparência ainda é fundamental nesse momento, afinal, é a imagem que você vai passar e com um pouco mais de dificuldade, pois estará na frente da câmera e não pessoalmente. Procure se vestir de acordo com o trabalho para o qual está sendo entrevistado.

Foque apenas na entrevista: Deixe o celular no modo silencioso e não o use enquanto está ao vivo, deixe outros aplicativos e abas do computador fechados para não receber notificações e, caso tenha companhia em casa, deixe claro que não poderá ser incomodado.

Aprenda a lidar com a câmera: Ao falar, não encare a tela para se olhar, é como se estivesse falando com um espelho, e não a outra pessoa. Encare a câmera, assim, a imagem que o recrutador terá é que você está olhando nos olhos dele.

Pratique: Quanto mais você se preparar, falar as respostas que planeja dar e se sentir confortável durante a vídeochamada, melhor se sairá. Não deixe que a falta de experiência nessa modalidade seja um obstáculo.

“A internet, agora, é a melhor forma que temos para estar em contato com o mundo. O que podemos – e devemos fazer, é nos aprimorar para não sair prejudicado”, finaliza Madalena.

 

Madalena Feliciano

Gestora de Carreira e Hipnoterapeuta