Warning: Use of undefined constant S3_URL - assumed 'S3_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/tribu/public_html/blogs/wp-content/themes/2016_tribuna_blogs/functions.php on line 11
ARTIGO- Você sabe administrar suas finanças? - Vagas Online 
Publicidade

Vagas Online

por Márcia Catunda

ARTIGO- Você sabe administrar suas finanças?

Por Márcia Catunda em Artigo

27 de Fevereiro de 2020

Por Haline Cordeiro- Consultora e Palestrante

 

Provavelmente, na empresa que você trabalha são analisados mensalmente todos os recebimentos, despesas, custos e investimentos. Ou seja, a empresa precisa acompanhar seu orçamento para permitir que o negócio tenha sustentabilidade. Mas, esse mesmo cuidado é imprescindível   com a sua vida financeira.  Apesar de algumas pessoas terem a preocupação com suas despesas, ficando até sem dormir, poucas são aquelas que dedicam tempo para planejar e analisar seu orçamento pessoal.

Alguma vez você criou uma planilha ou elaborou uma relação de suas despesas? Se debruçou no levantamento e comparativo entre quanto você gasta em relação as suas despesas e custos do dia a dia? Você já tentou fazer o exercício de administrar sua renda mensal com objetivos e metas?

Muitos afirmam que sabem de “cór” datas, valores de pagamentos e credores. Outros registram exclusivamente os gastos mensais após sua ocorrência. Tais ações não significam que está acontecendo uma gestão financeira. Para tanto, é necessário organização, planejamento e acompanhamento contínuo.

Se você deseja garantir uma situação financeira tranquila, na qual seus rendimentos permitam não apenas pagar as contas, mas também realizar investimentos, é chegada a hora de começar a experimentar administrar seu orçamento pessoal, ou ainda, se desejar, seu orçamento familiar.

Essa atividade não precisa ser iniciada do zero, hoje temos Aplicativos ou Planilhas prontas disponíveis na internet, cabendo escolher aquela que melhor se adeque.

O primeiro passo é diagnosticar sua real situação financeira, inicie levantando suas dívidas, em relação ao tempo e aos credores. Em seguida é necessário identificar quais são suas despesas fixas e variáveis, envolvendo pequenos e grandes gastos. Ter clareza de seus rendimentos compreendendo sua remuneração e outros itens que possam ser considerados como suas receitas, isto permite perceber a necessidade de ajustes para que você tenha tranquilidade/ satisfação com sua situação financeira. A partir da análise dessa situação é o momento de realizar o seu plano de intervenção imediata, seja para quitar as dívidas, reduzir itens de despesas ou incrementar fontes de renda.

A matemática é simples, se não sobra dinheiro então devem ser eliminadas despesas supérfluas, cuja identificação precisa ocorrer de forma muito sensata, pois não é fácil desistir do uso, da compra ou da experiência que muitas vezes nos proporcionam prazer, mesmo que momentâneo.

Também é possível buscar contactar os credores e fazer uma negociação que caiba dentro do seu novo orçamento e assim quitar a dívida. E o mais importante,  mantenha-se em alerta para não gastar mais do que ganha. Gerencie a sua renda com sabedoria para manter o seu orçamento financeiro no verde, possibilitando sua qualidade de vida.

Para ter uma vida financeira saudável, é preciso mudar hábitos e rever sua relação com o dinheiro. Com planejamento e organização sair do vermelho é possível.

 

Publicidade aqui

leia tudo sobre

ARTIGO- Você sabe administrar suas finanças?

Por Márcia Catunda em Artigo

27 de Fevereiro de 2020

Por Haline Cordeiro- Consultora e Palestrante

 

Provavelmente, na empresa que você trabalha são analisados mensalmente todos os recebimentos, despesas, custos e investimentos. Ou seja, a empresa precisa acompanhar seu orçamento para permitir que o negócio tenha sustentabilidade. Mas, esse mesmo cuidado é imprescindível   com a sua vida financeira.  Apesar de algumas pessoas terem a preocupação com suas despesas, ficando até sem dormir, poucas são aquelas que dedicam tempo para planejar e analisar seu orçamento pessoal.

Alguma vez você criou uma planilha ou elaborou uma relação de suas despesas? Se debruçou no levantamento e comparativo entre quanto você gasta em relação as suas despesas e custos do dia a dia? Você já tentou fazer o exercício de administrar sua renda mensal com objetivos e metas?

Muitos afirmam que sabem de “cór” datas, valores de pagamentos e credores. Outros registram exclusivamente os gastos mensais após sua ocorrência. Tais ações não significam que está acontecendo uma gestão financeira. Para tanto, é necessário organização, planejamento e acompanhamento contínuo.

Se você deseja garantir uma situação financeira tranquila, na qual seus rendimentos permitam não apenas pagar as contas, mas também realizar investimentos, é chegada a hora de começar a experimentar administrar seu orçamento pessoal, ou ainda, se desejar, seu orçamento familiar.

Essa atividade não precisa ser iniciada do zero, hoje temos Aplicativos ou Planilhas prontas disponíveis na internet, cabendo escolher aquela que melhor se adeque.

O primeiro passo é diagnosticar sua real situação financeira, inicie levantando suas dívidas, em relação ao tempo e aos credores. Em seguida é necessário identificar quais são suas despesas fixas e variáveis, envolvendo pequenos e grandes gastos. Ter clareza de seus rendimentos compreendendo sua remuneração e outros itens que possam ser considerados como suas receitas, isto permite perceber a necessidade de ajustes para que você tenha tranquilidade/ satisfação com sua situação financeira. A partir da análise dessa situação é o momento de realizar o seu plano de intervenção imediata, seja para quitar as dívidas, reduzir itens de despesas ou incrementar fontes de renda.

A matemática é simples, se não sobra dinheiro então devem ser eliminadas despesas supérfluas, cuja identificação precisa ocorrer de forma muito sensata, pois não é fácil desistir do uso, da compra ou da experiência que muitas vezes nos proporcionam prazer, mesmo que momentâneo.

Também é possível buscar contactar os credores e fazer uma negociação que caiba dentro do seu novo orçamento e assim quitar a dívida. E o mais importante,  mantenha-se em alerta para não gastar mais do que ganha. Gerencie a sua renda com sabedoria para manter o seu orçamento financeiro no verde, possibilitando sua qualidade de vida.

Para ter uma vida financeira saudável, é preciso mudar hábitos e rever sua relação com o dinheiro. Com planejamento e organização sair do vermelho é possível.