Polêmica de demolição da Praça Portugal inspira documentário sobre relação da área com a cidade


Polêmica de demolição da Praça Portugal inspira documentário sobre relação da área com a cidade

Curta recolhe depoimentos de estudiosos e sociedade civil sobre tema; obra está inscrita no Cine Ceará

Por Wolney Batista em Cinema

10 de maio de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Documentário convida sociedade ao debate sobre a praça (FOTO: Reprodução/Facebook)

Documentário convida sociedade ao debate sobre a praça (FOTO: Reprodução/Facebook)

A iminente demolição da Praça Portugal, anunciada pela prefeitura de Fortaleza em março do ano passado, ganhou um recente registro áudio-visual. O documentário “A Praça Pede Passagem“, do diretor Fernando Ramos, aborda não só o início dos trabalhos na área, que será transformada em um cruzamento de avenidas, mas apresenta também uma série de depoimentos sobre a relação que foi construída entre o espaço e a cidade.

Com duração de 100 minutos, o doc entrelaça opiniões de arquitetos, urbanistas, paisagistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, empresários, diplomatas, autoridades públicas, professores, ativistas, cineastas, atores, artistas plásticos e cidadãos. “O que era para ser um curta-metragem acabou evoluindo para um projeto mais amplo, onde partimos do caso emblemático da Praça Portugal em Fortaleza-CE para a discussão universal do direito à cidade”, diz uma descrição na página do curta no Facebook.

Segundo a publicação, o objetivo da produção é propor uma série de mudanças nas diretrizes das políticas de gestão publica das cidades contemporâneas.

Confira o preview do documentário “A Praça Pede Passagem”

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15461671″]

Essa não é a primeira ação que promove um debate sobre o destino do espaço situado no coração da Aldeota. Em janeiro deste ano, um casal de artistas foi fotografado sem roupa e trocando um beijo em frente à praça. Na foto, Fauller e Wilemara Barros protagonizaram o embrião de um projeto intitulado “Fortaleza: iconografia do esplendor e do esquecimento”, do fotógrafo Régis Amora.

O projeto mostra patrimônios e construções importantes para a cidade de Fortaleza desde o século XVIII até a década de 50. São 65 edifícios que fazem parte desse projeto, que inclui a Praça Portugal.

O Tribuna do Ceará também produziu um especial com galeria de fotos do local, enquete com internautas contra ou a favor da reforma e depoimentos sobre a história do monumento, entre eles o do advogado Rui Caminha, filho da arquiteta e paisagista Maria Clara Nogueira Paes, autora do projeto da praça.

Publicidade

Dê sua opinião

Polêmica de demolição da Praça Portugal inspira documentário sobre relação da área com a cidade

Curta recolhe depoimentos de estudiosos e sociedade civil sobre tema; obra está inscrita no Cine Ceará

Por Wolney Batista em Cinema

10 de maio de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Documentário convida sociedade ao debate sobre a praça (FOTO: Reprodução/Facebook)

Documentário convida sociedade ao debate sobre a praça (FOTO: Reprodução/Facebook)

A iminente demolição da Praça Portugal, anunciada pela prefeitura de Fortaleza em março do ano passado, ganhou um recente registro áudio-visual. O documentário “A Praça Pede Passagem“, do diretor Fernando Ramos, aborda não só o início dos trabalhos na área, que será transformada em um cruzamento de avenidas, mas apresenta também uma série de depoimentos sobre a relação que foi construída entre o espaço e a cidade.

Com duração de 100 minutos, o doc entrelaça opiniões de arquitetos, urbanistas, paisagistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, empresários, diplomatas, autoridades públicas, professores, ativistas, cineastas, atores, artistas plásticos e cidadãos. “O que era para ser um curta-metragem acabou evoluindo para um projeto mais amplo, onde partimos do caso emblemático da Praça Portugal em Fortaleza-CE para a discussão universal do direito à cidade”, diz uma descrição na página do curta no Facebook.

Segundo a publicação, o objetivo da produção é propor uma série de mudanças nas diretrizes das políticas de gestão publica das cidades contemporâneas.

Confira o preview do documentário “A Praça Pede Passagem”

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15461671″]

Essa não é a primeira ação que promove um debate sobre o destino do espaço situado no coração da Aldeota. Em janeiro deste ano, um casal de artistas foi fotografado sem roupa e trocando um beijo em frente à praça. Na foto, Fauller e Wilemara Barros protagonizaram o embrião de um projeto intitulado “Fortaleza: iconografia do esplendor e do esquecimento”, do fotógrafo Régis Amora.

O projeto mostra patrimônios e construções importantes para a cidade de Fortaleza desde o século XVIII até a década de 50. São 65 edifícios que fazem parte desse projeto, que inclui a Praça Portugal.

O Tribuna do Ceará também produziu um especial com galeria de fotos do local, enquete com internautas contra ou a favor da reforma e depoimentos sobre a história do monumento, entre eles o do advogado Rui Caminha, filho da arquiteta e paisagista Maria Clara Nogueira Paes, autora do projeto da praça.