Segundo "Maze Runner" retrata uma Terra pós-apocalíptica, e "Evereste" é drama sobre catástrofe real


Segundo “Maze Runner” retrata uma Terra pós-apocalíptica, e “Evereste” é drama sobre catástrofe real

Trama de “Maze Runner: Prova de Fogo” troca os labirintos do primeiro por paisagens desérticas no segundo; “Evereste” continua em pré-estreia

Por Ana Beatriz Leite em Cinema

17 de setembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos
Não tão bom quanto o primeiro, segundo a crítica, o novo "Maze Runner" troca os labirintos por paisagens desérticas (FOTO: Reprodução/Century Fox)

Não tão bom quanto o primeiro, segundo a crítica, o novo “Maze Runner” traz novos personagens e um novo cenário (FOTO: Reprodução/Fox)

Chega aos cinemas, nesta quinta (17), o segundo filme da franquia baseada na série de livros de James Dashner, “Maze Runner: Prova de Fogo” (Maze Runner: The Scorch Trials, 2015) de Wes Ball.

O êxito nas bilheterias em 2014 com o filme primogênito colocou “Maze Runner” lado a lado com “Jogos Vorazes” e “Divergente”, franquias que talvez sejam as de maior sucesso entre o público juvenil atualmente. Todas baseadas em livros, as séries seguem uma trama similar, trazendo jovens aparentemente normais que se tornam “heróis” ao se oporem à tirania do sistema, em uma sociedade distópica.

“Maze Runner: Prova de Fogo” começa alguns minutos após o final do filme antecessor, quando o protagonista Thomas (Dylan O’Brien) e os outros jovens que fugiram da Clareira estão sendo transportados por helicóptero para um local remoto, onde aparentemente estariam seguros da WCKD, organização com nome ironicamente pronunciado como “wicked”, palavra que significa perverso, que pretende, de forma duvidosa, fortificar a imunidade dos cidadãos contra o vírus Fulgor que tomou conta da sociedade pós-apocalíptica em que vivem.

Após chegar ao local e descobrir que se tratava de mais um dos laboratórios da organização, onde mais uma vez seriam mantidos cativos, o grupo planeja a fuga e, ao escapar, se depara com o realidade: a Terra foi queimada pelo Sol, transformando cidades em imensos desertos, e povoada pelos Cranks, criaturas-zumbi em que os humanos se transformam ao entrarem em contato com o vírus.

O deserto toma o lugar dos labirintos do primeiro filme e dão um novo visual às paisagens por onde as personagens da franquia passam pelas “provas de fogo” assistidas pelo público que, segundo crítica do jornal britânico The Guardian, possivelmente começará e acabará o filme sem saber o que é a Prova de Fogo que vem no título.

O mês de agosto é conhecido pela baixa nas bilheterias de todo o mundo, o que resulta na redução dos títulos em estreia. Não é a toa que o filme que antecede o final da quadrilogia, anunciada para fevereiro de 2017, é o único lançamento da semana.

“Evereste” entra na segunda semana de sessões de pré-estreia. Filme baseado em história real relatada no livro “No Ar Rarefeito”, apresenta um elenco impressionante que inclui Jake Gylenhaal, Jason Clarke, Keira Knightley, Josh Brolin, Sam Worhtington, John Hawkes, Emily Watson e Robin Wright. O filme tem 76% de aprovação no Rotten Tomatoes com 34 críticas cadastradas.

Confira os horários das sessões de todos os filmes em cartaz nos cinemas de Fortaleza.

ESTREIAS DA SEMANA
1/3

ESTREIAS DA SEMANA

“Maze Runner: Prova de Fogo” (FOTO: Reprodução/Century Fox)

ESTREIAS DA SEMANA
2/3

ESTREIAS DA SEMANA

“Evereste” (FOTO: Reprodução)

ESTREIAS DA SEMANA
3/3

ESTREIAS DA SEMANA

“Ouro, Suor e Lágrimas” (FOTO: Reprodução)

Cinema de Arte

O documentário “Ouro, Suor e Lágrimas” é a estreia da semana no Cinema de Arte RioMar, chegando às salas nesta quinta (17).

Um apanhado das grandes conquistas, derrotas e polêmicas que marcaram as duas seleções brasileiras de vôlei, masculina e feminina, o documentário que traz os técnicos e atletas como personagens foi gravado durante 6 anos pela diretora Helena Sroulevich.

O drama histórico baseado em fatos reais “Dama Dourada”, que trata do roubo de obras de arte pelos nazistas durante a 2ª Guerra Mundial, entra em sua terceira semana em exibição.

Serviço
Cinema de Arte/Horários
Segunda a sexta-feira – 19h30
Sábado e domingo – 14h

O cinema do Dragão do Mar – Fundação Joaquim Nabuco não enviou sua programação semanal, até o fechamento desta publicação.

Publicidade

Dê sua opinião

Segundo “Maze Runner” retrata uma Terra pós-apocalíptica, e “Evereste” é drama sobre catástrofe real

Trama de “Maze Runner: Prova de Fogo” troca os labirintos do primeiro por paisagens desérticas no segundo; “Evereste” continua em pré-estreia

Por Ana Beatriz Leite em Cinema

17 de setembro de 2015 às 06:00

Há 4 anos
Não tão bom quanto o primeiro, segundo a crítica, o novo "Maze Runner" troca os labirintos por paisagens desérticas (FOTO: Reprodução/Century Fox)

Não tão bom quanto o primeiro, segundo a crítica, o novo “Maze Runner” traz novos personagens e um novo cenário (FOTO: Reprodução/Fox)

Chega aos cinemas, nesta quinta (17), o segundo filme da franquia baseada na série de livros de James Dashner, “Maze Runner: Prova de Fogo” (Maze Runner: The Scorch Trials, 2015) de Wes Ball.

O êxito nas bilheterias em 2014 com o filme primogênito colocou “Maze Runner” lado a lado com “Jogos Vorazes” e “Divergente”, franquias que talvez sejam as de maior sucesso entre o público juvenil atualmente. Todas baseadas em livros, as séries seguem uma trama similar, trazendo jovens aparentemente normais que se tornam “heróis” ao se oporem à tirania do sistema, em uma sociedade distópica.

“Maze Runner: Prova de Fogo” começa alguns minutos após o final do filme antecessor, quando o protagonista Thomas (Dylan O’Brien) e os outros jovens que fugiram da Clareira estão sendo transportados por helicóptero para um local remoto, onde aparentemente estariam seguros da WCKD, organização com nome ironicamente pronunciado como “wicked”, palavra que significa perverso, que pretende, de forma duvidosa, fortificar a imunidade dos cidadãos contra o vírus Fulgor que tomou conta da sociedade pós-apocalíptica em que vivem.

Após chegar ao local e descobrir que se tratava de mais um dos laboratórios da organização, onde mais uma vez seriam mantidos cativos, o grupo planeja a fuga e, ao escapar, se depara com o realidade: a Terra foi queimada pelo Sol, transformando cidades em imensos desertos, e povoada pelos Cranks, criaturas-zumbi em que os humanos se transformam ao entrarem em contato com o vírus.

O deserto toma o lugar dos labirintos do primeiro filme e dão um novo visual às paisagens por onde as personagens da franquia passam pelas “provas de fogo” assistidas pelo público que, segundo crítica do jornal britânico The Guardian, possivelmente começará e acabará o filme sem saber o que é a Prova de Fogo que vem no título.

O mês de agosto é conhecido pela baixa nas bilheterias de todo o mundo, o que resulta na redução dos títulos em estreia. Não é a toa que o filme que antecede o final da quadrilogia, anunciada para fevereiro de 2017, é o único lançamento da semana.

“Evereste” entra na segunda semana de sessões de pré-estreia. Filme baseado em história real relatada no livro “No Ar Rarefeito”, apresenta um elenco impressionante que inclui Jake Gylenhaal, Jason Clarke, Keira Knightley, Josh Brolin, Sam Worhtington, John Hawkes, Emily Watson e Robin Wright. O filme tem 76% de aprovação no Rotten Tomatoes com 34 críticas cadastradas.

Confira os horários das sessões de todos os filmes em cartaz nos cinemas de Fortaleza.

ESTREIAS DA SEMANA
1/3

ESTREIAS DA SEMANA

“Maze Runner: Prova de Fogo” (FOTO: Reprodução/Century Fox)

ESTREIAS DA SEMANA
2/3

ESTREIAS DA SEMANA

“Evereste” (FOTO: Reprodução)

ESTREIAS DA SEMANA
3/3

ESTREIAS DA SEMANA

“Ouro, Suor e Lágrimas” (FOTO: Reprodução)

Cinema de Arte

O documentário “Ouro, Suor e Lágrimas” é a estreia da semana no Cinema de Arte RioMar, chegando às salas nesta quinta (17).

Um apanhado das grandes conquistas, derrotas e polêmicas que marcaram as duas seleções brasileiras de vôlei, masculina e feminina, o documentário que traz os técnicos e atletas como personagens foi gravado durante 6 anos pela diretora Helena Sroulevich.

O drama histórico baseado em fatos reais “Dama Dourada”, que trata do roubo de obras de arte pelos nazistas durante a 2ª Guerra Mundial, entra em sua terceira semana em exibição.

Serviço
Cinema de Arte/Horários
Segunda a sexta-feira – 19h30
Sábado e domingo – 14h

O cinema do Dragão do Mar – Fundação Joaquim Nabuco não enviou sua programação semanal, até o fechamento desta publicação.