Canal do Youtube de adolescentes de Fortaleza reproduz games em videos live action


Canal do Youtube de adolescentes de Fortaleza reproduz games em videos live action

Produzidos por garotos entre 13 e 16 anos, os videos do canal do Youtube CensorMental possuem conteúdo que reúne games, humor e cotidiano

Por Ana Beatriz Leite em Comportamento

9 de setembro de 2015 às 08:00

Há 4 anos

Rafael, David, Maurílio, Marcelo, Igor, Victor e Lucas encontram no Youtube espaço para suas produções caseiras, com temáticas jovens e engraçadas

Com a Internet, a lógica de produção cultural mudou. O que antes era restrito apenas à profissionais hoje está também ao alcance de amadores, que ganham a oportunidade de produzir suas obras e divulgá-las, de forma gratuita. As novas gerações já crescem em meio às ferramentas digitais e as dominam logo cedo. O Youtube é, talvez, a plataforma preferida dos internautas e foi nela que seis garotos de Fortaleza encontraram espaço para suas produções, divulgadas no canal CensorMental.

Maurílio Maia, 14 anos, foi apresentado às ferramentas de produção de videos por seu pai, que o ensinava a usá-las nos tempos livres. Aos 5 anos ganhou sua primeira filmadora e desde então não parou de fazer videos, dando forma às histórias e ideias que vinham de forma aleatória a sua cabeça. Fã de canais de humor do Youtube e inspirado no Smosh, canal com mais de 20 milhões de escritos e um dos primeiros do gênero, convocou seu amigo Rafael Carvalho para produzir algo semelhante. E assim criaram seu primeiro canal, o SuperMCNerds.

Por diversos fatores, a ideia não deu certo. Até que, em setembro de 2013, criaram o CensorMental, que hoje ostenta quase 2 mil inscritos. Com o tempo, outros amigos foram se juntando à dupla inicial e, após um recesso de quase um ano retomaram as produções. Uniram-se aos idealizadores Igor Batista, Victor Araújo, David Carvalho e Lucas Silva.

Com idades entre 13 e 16 anos, a temática preferida dos fortalezenses é videogames, muitas vezes reproduzidos em live action. Unindo os jogos à temáticas do cotidiano, Maurílio e David escrevem os roteiros que, depois de passar pelo aval dos demais membros, são transformados em vídeos para o canal. O idealizador, que já era acostumado a escrever os roteiros dos videos que produzia quando criança, conta que as ideias para as histórias surgem do nada: “Eu sempre quero ter ideias, mas elas nunca vem e quando eu não penso em ter ideias, elas vem como um tapa na cara. Eu diria que isso é uma benção e uma maldição”, brinca. David, irmão mais velho do Rafael, foi o último a entrar na equipe e tem auxiliado com os roteiros e direção.

Além dos roteiros, Maurílio também arrisca na edição, tendo editado o primeiro vídeo do canal, “A Triste Morte de Yoshi”. Mas Victor, que também ingressou neste ano, foi, segundo as palavras do roteirista, “um cavaleiro montado em um cavalo branco que veio para nos salvar”, sendo o atual responsável pela edição dos produtos. Além de atuar, os demais membros também auxiliam na idealização dos conteúdos.

No canal de nome que surgiu de uma piada interna os amigos encontraram mais que um hobby e espaço para divulgar seu trabalho, mas um espaço de aprendizagem. Assistindo aos vídeos já consegue-se notar uma evolução na qualidade e a expectativa é de que, em média, um novo vídeo por mês seja lançado.

A Nintendo é protagonista nos videos dos garotos, mas Maurílio afirma que eles estão experimentando novos conteúdos e gêneros além do humor, e revela que estão atualmente trabalhando em um filme de terror como projeto de Halloween. E não é para menos. Maurílio Maia é fã do diretor James Wan, que assina as fitas de terror Sobrenatural 1, 2 e A Invocação do Mal, além do último Velozes e Furiosos 7 (2015).

Mas ele quer mais, e promete alçar voos mais altos. “Eu e o Rafael sempre tivemos o sonho de prosseguir na vida fazendo faculdade de cinema e abrir uma empresa de Filmes/Series. Logo o ‘CM’ é muito mais que um canal pra gente, é uma escola. A gente vai divagando nos gêneros para no futuro estarmos prontos”, conta o futuro cineasta cearense.

Confira a matéria do Gente na TV com a galera do Censor-Mental:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15603703″]

Censor Mental
1/5

Censor Mental

“A Triste Morte de Yoshi” foi o primeiro video do canal, com quase 6 mil visualizações (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
2/5

Censor Mental

Os games são a temática preferida dos garotos, e são unidos ao cotidiano através de roteiros engraçados. Cena do vídeo “A Ocarina do Tempo” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
3/5

Censor Mental

A Nintendo e seus personagens são protagonistas nas produções do canal. Cena do vídeo “Kirby Adoecido” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
4/5

Censor Mental

O canal reproduz games em videos live action. Cena do vídeo “Mortal Kombat vs Street Fighter” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
5/5

Censor Mental

Os adolescentes idealizam, roteirizam, dirigem e editam os videos de forma independente. Cena do vídeo “Mortal Kombat vs Street Fighter” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Publicidade

Dê sua opinião

Canal do Youtube de adolescentes de Fortaleza reproduz games em videos live action

Produzidos por garotos entre 13 e 16 anos, os videos do canal do Youtube CensorMental possuem conteúdo que reúne games, humor e cotidiano

Por Ana Beatriz Leite em Comportamento

9 de setembro de 2015 às 08:00

Há 4 anos

Rafael, David, Maurílio, Marcelo, Igor, Victor e Lucas encontram no Youtube espaço para suas produções caseiras, com temáticas jovens e engraçadas

Com a Internet, a lógica de produção cultural mudou. O que antes era restrito apenas à profissionais hoje está também ao alcance de amadores, que ganham a oportunidade de produzir suas obras e divulgá-las, de forma gratuita. As novas gerações já crescem em meio às ferramentas digitais e as dominam logo cedo. O Youtube é, talvez, a plataforma preferida dos internautas e foi nela que seis garotos de Fortaleza encontraram espaço para suas produções, divulgadas no canal CensorMental.

Maurílio Maia, 14 anos, foi apresentado às ferramentas de produção de videos por seu pai, que o ensinava a usá-las nos tempos livres. Aos 5 anos ganhou sua primeira filmadora e desde então não parou de fazer videos, dando forma às histórias e ideias que vinham de forma aleatória a sua cabeça. Fã de canais de humor do Youtube e inspirado no Smosh, canal com mais de 20 milhões de escritos e um dos primeiros do gênero, convocou seu amigo Rafael Carvalho para produzir algo semelhante. E assim criaram seu primeiro canal, o SuperMCNerds.

Por diversos fatores, a ideia não deu certo. Até que, em setembro de 2013, criaram o CensorMental, que hoje ostenta quase 2 mil inscritos. Com o tempo, outros amigos foram se juntando à dupla inicial e, após um recesso de quase um ano retomaram as produções. Uniram-se aos idealizadores Igor Batista, Victor Araújo, David Carvalho e Lucas Silva.

Com idades entre 13 e 16 anos, a temática preferida dos fortalezenses é videogames, muitas vezes reproduzidos em live action. Unindo os jogos à temáticas do cotidiano, Maurílio e David escrevem os roteiros que, depois de passar pelo aval dos demais membros, são transformados em vídeos para o canal. O idealizador, que já era acostumado a escrever os roteiros dos videos que produzia quando criança, conta que as ideias para as histórias surgem do nada: “Eu sempre quero ter ideias, mas elas nunca vem e quando eu não penso em ter ideias, elas vem como um tapa na cara. Eu diria que isso é uma benção e uma maldição”, brinca. David, irmão mais velho do Rafael, foi o último a entrar na equipe e tem auxiliado com os roteiros e direção.

Além dos roteiros, Maurílio também arrisca na edição, tendo editado o primeiro vídeo do canal, “A Triste Morte de Yoshi”. Mas Victor, que também ingressou neste ano, foi, segundo as palavras do roteirista, “um cavaleiro montado em um cavalo branco que veio para nos salvar”, sendo o atual responsável pela edição dos produtos. Além de atuar, os demais membros também auxiliam na idealização dos conteúdos.

No canal de nome que surgiu de uma piada interna os amigos encontraram mais que um hobby e espaço para divulgar seu trabalho, mas um espaço de aprendizagem. Assistindo aos vídeos já consegue-se notar uma evolução na qualidade e a expectativa é de que, em média, um novo vídeo por mês seja lançado.

A Nintendo é protagonista nos videos dos garotos, mas Maurílio afirma que eles estão experimentando novos conteúdos e gêneros além do humor, e revela que estão atualmente trabalhando em um filme de terror como projeto de Halloween. E não é para menos. Maurílio Maia é fã do diretor James Wan, que assina as fitas de terror Sobrenatural 1, 2 e A Invocação do Mal, além do último Velozes e Furiosos 7 (2015).

Mas ele quer mais, e promete alçar voos mais altos. “Eu e o Rafael sempre tivemos o sonho de prosseguir na vida fazendo faculdade de cinema e abrir uma empresa de Filmes/Series. Logo o ‘CM’ é muito mais que um canal pra gente, é uma escola. A gente vai divagando nos gêneros para no futuro estarmos prontos”, conta o futuro cineasta cearense.

Confira a matéria do Gente na TV com a galera do Censor-Mental:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15603703″]

Censor Mental
1/5

Censor Mental

“A Triste Morte de Yoshi” foi o primeiro video do canal, com quase 6 mil visualizações (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
2/5

Censor Mental

Os games são a temática preferida dos garotos, e são unidos ao cotidiano através de roteiros engraçados. Cena do vídeo “A Ocarina do Tempo” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
3/5

Censor Mental

A Nintendo e seus personagens são protagonistas nas produções do canal. Cena do vídeo “Kirby Adoecido” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
4/5

Censor Mental

O canal reproduz games em videos live action. Cena do vídeo “Mortal Kombat vs Street Fighter” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)

Censor Mental
5/5

Censor Mental

Os adolescentes idealizam, roteirizam, dirigem e editam os videos de forma independente. Cena do vídeo “Mortal Kombat vs Street Fighter” (IMAGEM: Reprodução/Youtube)