Messenger Match: Cupido virtual criado por cearenses já atinge 1 milhão de usuários

SUCESSO NA INTERNET

Messenger Match: Cupido virtual criado por cearenses já atinge 1 milhão de usuários

O Messenger Match é um chatbot (programa de computador) que simula um ser humano e faz com que duas pessoas com perfis em comum se conheçam

Por Vitória Barbosa em Comportamento

10 de setembro de 2019 às 07:00

Há 1 mês
Atualmente, o Messenger Match está presente em mais de 30 países e possui mais de 1 milhão de usuários (FOTO: Divulgação)

O “Tinder dentro do Messenger” já está presente em mais de 30 países (FOTO: Reprodução)

Entre as inúmeras possibilidades que a internet oferece, flertar se tornou uma bastante comum com os aplicativos de paquera. O Messenger Match, uma dessas opções, foi criado pelos empresários cearenses Thiago Amarante e Marlos Távora. Hoje, o “cupido virtual” já atingiu mais de 1 milhão de usuários e está presente em mais de 30 países.

Thiago explica que o Messenger Match não é aplicativo. O recurso, na verdade, é um chatbot, um programa de computador que simula um ser humano conversando com as pessoas.

A ferramenta permite que pessoas com perfis em comum se conheçam e iniciem uma conversa particular no Messenger, aplicativo de mensagens do Facebook. Brasil, Portugal, Estados Unidos, Índias e Filipinas são os países com mais usuários.

O empresário da área de tecnologia destaca que, com a marca de 1 milhão de usuários, uma versão melhorada do chatbot foi lançada.

“A utilização do MM (apelido dado pelos empresários ao Messenger Match) é totalmente gratuita, mas nós criamos uma assinatura, na qual o usuário paga R$ 9,99 e ele passa a ter ‘super poderes’. Com a nova opção, o assinante aumenta em mais de 40% as chances de ter mais matchs, porque damos mais visibilidade para ele”, explica.

O cearense conta que o MM surgiu em janeiro de 2017 e, inicialmente, a ideia de um “Tinder dentro do Messenger” era apenas uma ação de marketing. “A ideia era muito mais poder dizer para as pessoas o que era possível fazer com a tecnologia da nossa empresa”. No entanto, nos três primeiros meses, o chatbot já contava com 100 mil usuários.

Deu “match”

Thiago explica que a inteligência artificial funciona como um cupido que, a partir de informações solicitadas, sugere pessoas que o usuário possa gostar. Se o usuário gostar do perfil sugerido, ele tem a opção de curtir e, depois disso, se a outra pessoa também curtir o perfil – o chamado match -, o MM se encarrega de apresentar os usuários.

O empresário destaca que o sucesso do chatbot abriu muitas portas para ele e o sócio. No final de setembro, a dupla participará na maior conferência de chatbot da América Latina. “O MM era simplesmente uma ação de marketing e acabou ganhando proporções extremamente gigantescas”.

Publicidade

Dê sua opinião

SUCESSO NA INTERNET

Messenger Match: Cupido virtual criado por cearenses já atinge 1 milhão de usuários

O Messenger Match é um chatbot (programa de computador) que simula um ser humano e faz com que duas pessoas com perfis em comum se conheçam

Por Vitória Barbosa em Comportamento

10 de setembro de 2019 às 07:00

Há 1 mês
Atualmente, o Messenger Match está presente em mais de 30 países e possui mais de 1 milhão de usuários (FOTO: Divulgação)

O “Tinder dentro do Messenger” já está presente em mais de 30 países (FOTO: Reprodução)

Entre as inúmeras possibilidades que a internet oferece, flertar se tornou uma bastante comum com os aplicativos de paquera. O Messenger Match, uma dessas opções, foi criado pelos empresários cearenses Thiago Amarante e Marlos Távora. Hoje, o “cupido virtual” já atingiu mais de 1 milhão de usuários e está presente em mais de 30 países.

Thiago explica que o Messenger Match não é aplicativo. O recurso, na verdade, é um chatbot, um programa de computador que simula um ser humano conversando com as pessoas.

A ferramenta permite que pessoas com perfis em comum se conheçam e iniciem uma conversa particular no Messenger, aplicativo de mensagens do Facebook. Brasil, Portugal, Estados Unidos, Índias e Filipinas são os países com mais usuários.

O empresário da área de tecnologia destaca que, com a marca de 1 milhão de usuários, uma versão melhorada do chatbot foi lançada.

“A utilização do MM (apelido dado pelos empresários ao Messenger Match) é totalmente gratuita, mas nós criamos uma assinatura, na qual o usuário paga R$ 9,99 e ele passa a ter ‘super poderes’. Com a nova opção, o assinante aumenta em mais de 40% as chances de ter mais matchs, porque damos mais visibilidade para ele”, explica.

O cearense conta que o MM surgiu em janeiro de 2017 e, inicialmente, a ideia de um “Tinder dentro do Messenger” era apenas uma ação de marketing. “A ideia era muito mais poder dizer para as pessoas o que era possível fazer com a tecnologia da nossa empresa”. No entanto, nos três primeiros meses, o chatbot já contava com 100 mil usuários.

Deu “match”

Thiago explica que a inteligência artificial funciona como um cupido que, a partir de informações solicitadas, sugere pessoas que o usuário possa gostar. Se o usuário gostar do perfil sugerido, ele tem a opção de curtir e, depois disso, se a outra pessoa também curtir o perfil – o chamado match -, o MM se encarrega de apresentar os usuários.

O empresário destaca que o sucesso do chatbot abriu muitas portas para ele e o sócio. No final de setembro, a dupla participará na maior conferência de chatbot da América Latina. “O MM era simplesmente uma ação de marketing e acabou ganhando proporções extremamente gigantescas”.