Produtor musical cearense ensina a imitar cantores a partir de sons reproduzidos por animais


Produtor musical ensina a imitar cantores a partir de sons reproduzidos por animais

Magnata Roniell usa sons de animais como gato, cachorro, vaca, cabra e sapo para se aproximar do timbre de cantores

Por Rosana Romão em Música

21 de julho de 2014 às 09:01

Há 5 anos

Já pensou que para cantar parecido com a voz do seu cantor preferido você poderia imitar um animal? O produtor musical cearense Magnata Roniell ensina a fazer isso em suas aulas divulgadas na internet. Por exemplo, para cantar igual ao cantor Renato Russo você terá de imitar um sapo, para cantar igual ao Thalles Roberto você pode simplesmente chamar um gato de “chaninho”.

Já para imitar a voz da cantora Daniela Araújo você pode misturar os sons de uma abelha com o fundo musical do jogo eletrônico “Top Gear”. São diversos animais e técnicas utilizadas: macaco, galinha, foca magra, professor Girafalles (Seriado Chaves), som de fantasma, personagens da Disney e outros.

Magnata Roniell é produtor musical e dá aulas de “imitação” a timbres de cantores conhecidos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Magnata Roniell é produtor musical e dá aulas de “imitação” a timbres de cantores conhecidos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

História

José Roniell, nome identificado em sua certidão de nascimento, é um autodidata na música. Nascido em um lar cristão, foi incentivado a cantar na igreja desde a infância. Nunca fez aula de canto mas sempre estudou música, mesmo sozinho. Aos 14 anos sentiu a necessidade em desenvolver uma técnica para cantar melhor. Foi quando percebeu que os sons reproduzidos por animais assemelham-se ao timbre de alguns cantores.

“O som é interpretativo. Eu analiso o corpo humano como uma banda completa, avaliando os tons médios, os graves, comparo com o som do animal que mais se assemelha, misturo os sons e testo da maneira mais simples.”, detalha.

A base musical que Magnata utiliza foi adquirida quando ele trabalhava operando mesas de som em casas de shows de Fortaleza. “Desenvolvi minha percepção sonora de acordo com as frequências de som. Por exemplo, se o Djavan canta no nível 10, por mais que eu não alcance aquele nível eu posso me aproximar dele. No caso eu posso cantar no nível 5 e me aproximar do 10 subindo ou descendo o tom.” O objetivo, segundo Magnata, não é de imitar a voz do cantor, e sim de se aproximar às notas que aquele cantor alcança.

Na primeira aula, gravada por diversão, Magnata ensina a cantar com a “voz de cabeça”. Para alcançar essa voz, ele sugere que o aluno reproduza o som “chaninho”, utilizado para chamar, carinhosamente, um gato. Em seguida, ele sugere oitavar o tom, para que fique grave. E dentro dessa região grave é possível cantar parecido com a voz do cantor Thalles Roberto. O vídeo da primeira aula foi o primeiro a ser publicado e hoje já possui mais de 10.500 visualizações. “As pessoas tentam em casa, gravam, me enviam e fica parecido. Já me pediram até pra dar aula particular via Facebook”, comemora.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15044916″]

O vídeo gravado no Facebook teve mais de 1.500 compartilhamentos, até que alguém baixou e republicou o vídeo no Youtube. A repercussão foi tão rápida, que Magnata decidiu criar um canal no Youtube para agregar todos os seus vídeos.  Além de Thalles Roberto, o canal reúne interpretações de Kim (ex-vocalista da banda Catedral), Paulo César Baruk, Gabriela Rocha, Ministério Livres para adorar, Lorena Chaves, Marcos Almeida (Palavrantiga) e Sérgio Saas.

Devido a repercussão, cantores interpretados por Magnata conhecem o talento do produtor musical e compartilham o vídeo que foram “imitados” em suas páginas oficiais. “É uma diversão só. Eles acham engraçado, eu também e todo mundo se diverte ao assistir.”, brinca. Kim, (ex-vocalista da Banda Catedral), Daniela Araújo, Leonardo Gonçalves, Marcos Almeida (Palavrantiga) e Paulo César Baruk são alguns nomes que já se divertiram e compartilharam os vídeos.

Por amor à música, o produtor já deu aula particular em muitas igrejas e para amigos sem cobrar pelo serviço. Ele só cobra quando há um trabalho mais específico, como descobrir e desenvolver a identidade da voz de um cantor que deseja gravar um CD. “Eu me considero um educador musical. Minha proposta é que todas as pessoas aprendam o suficiente para cantar.”

Em novembro de 2013 foi realizada a primeira edição do show Nossa Brasilidade em Fortaleza, com os cantores Marcos Almeida e Lorena Chaves, ambos já imitados por Magnata Roniell. O produtor do show, Itiel Alves, usou o intervalo entre uma música e outra para chamar Magnata ao palco e pediu que ele imitasse, pessoalmente e ao vivo, os cantores. O público que já conhecia o trabalho do produtor musical se divertia na plateia enquanto ele se dirigia ao palco. Em meio a muitas risadas ele imitou o cantor Marcos Almeida utilizando a técnica do latido de um cachorro “piquinez”. “Foi muito engraçado, todo mundo se divertiu.”

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15044878″]

Com convicção, Roniell afirma que a música é área que decidiu para seguir sua vida. Além de repassar suas técnicas, ele canta, toca violão, compõe e deseja que outras pessoas adquiram conhecimento musical. Atualmente ele trabalha como produtor musical e foi convidado a ter um quadro em um programa de televisão para dar continuidade às suas aulas de uma forma mais profissional.

Apesar de brincar com as vozes de vários cantores, até hoje ninguém conseguiu imitar a voz de Magnata. “É complicado porque como eu uso minha voz  de diferentes formas, de acordo com cada estilo musical, eu já perdi minha identidade devido à essa mistura. Assim fica difícil alguém me imitar”, desafia.

Publicidade

Dê sua opinião

Produtor musical ensina a imitar cantores a partir de sons reproduzidos por animais

Magnata Roniell usa sons de animais como gato, cachorro, vaca, cabra e sapo para se aproximar do timbre de cantores

Por Rosana Romão em Música

21 de julho de 2014 às 09:01

Há 5 anos

Já pensou que para cantar parecido com a voz do seu cantor preferido você poderia imitar um animal? O produtor musical cearense Magnata Roniell ensina a fazer isso em suas aulas divulgadas na internet. Por exemplo, para cantar igual ao cantor Renato Russo você terá de imitar um sapo, para cantar igual ao Thalles Roberto você pode simplesmente chamar um gato de “chaninho”.

Já para imitar a voz da cantora Daniela Araújo você pode misturar os sons de uma abelha com o fundo musical do jogo eletrônico “Top Gear”. São diversos animais e técnicas utilizadas: macaco, galinha, foca magra, professor Girafalles (Seriado Chaves), som de fantasma, personagens da Disney e outros.

Magnata Roniell é produtor musical e dá aulas de “imitação” a timbres de cantores conhecidos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Magnata Roniell é produtor musical e dá aulas de “imitação” a timbres de cantores conhecidos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

História

José Roniell, nome identificado em sua certidão de nascimento, é um autodidata na música. Nascido em um lar cristão, foi incentivado a cantar na igreja desde a infância. Nunca fez aula de canto mas sempre estudou música, mesmo sozinho. Aos 14 anos sentiu a necessidade em desenvolver uma técnica para cantar melhor. Foi quando percebeu que os sons reproduzidos por animais assemelham-se ao timbre de alguns cantores.

“O som é interpretativo. Eu analiso o corpo humano como uma banda completa, avaliando os tons médios, os graves, comparo com o som do animal que mais se assemelha, misturo os sons e testo da maneira mais simples.”, detalha.

A base musical que Magnata utiliza foi adquirida quando ele trabalhava operando mesas de som em casas de shows de Fortaleza. “Desenvolvi minha percepção sonora de acordo com as frequências de som. Por exemplo, se o Djavan canta no nível 10, por mais que eu não alcance aquele nível eu posso me aproximar dele. No caso eu posso cantar no nível 5 e me aproximar do 10 subindo ou descendo o tom.” O objetivo, segundo Magnata, não é de imitar a voz do cantor, e sim de se aproximar às notas que aquele cantor alcança.

Na primeira aula, gravada por diversão, Magnata ensina a cantar com a “voz de cabeça”. Para alcançar essa voz, ele sugere que o aluno reproduza o som “chaninho”, utilizado para chamar, carinhosamente, um gato. Em seguida, ele sugere oitavar o tom, para que fique grave. E dentro dessa região grave é possível cantar parecido com a voz do cantor Thalles Roberto. O vídeo da primeira aula foi o primeiro a ser publicado e hoje já possui mais de 10.500 visualizações. “As pessoas tentam em casa, gravam, me enviam e fica parecido. Já me pediram até pra dar aula particular via Facebook”, comemora.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15044916″]

O vídeo gravado no Facebook teve mais de 1.500 compartilhamentos, até que alguém baixou e republicou o vídeo no Youtube. A repercussão foi tão rápida, que Magnata decidiu criar um canal no Youtube para agregar todos os seus vídeos.  Além de Thalles Roberto, o canal reúne interpretações de Kim (ex-vocalista da banda Catedral), Paulo César Baruk, Gabriela Rocha, Ministério Livres para adorar, Lorena Chaves, Marcos Almeida (Palavrantiga) e Sérgio Saas.

Devido a repercussão, cantores interpretados por Magnata conhecem o talento do produtor musical e compartilham o vídeo que foram “imitados” em suas páginas oficiais. “É uma diversão só. Eles acham engraçado, eu também e todo mundo se diverte ao assistir.”, brinca. Kim, (ex-vocalista da Banda Catedral), Daniela Araújo, Leonardo Gonçalves, Marcos Almeida (Palavrantiga) e Paulo César Baruk são alguns nomes que já se divertiram e compartilharam os vídeos.

Por amor à música, o produtor já deu aula particular em muitas igrejas e para amigos sem cobrar pelo serviço. Ele só cobra quando há um trabalho mais específico, como descobrir e desenvolver a identidade da voz de um cantor que deseja gravar um CD. “Eu me considero um educador musical. Minha proposta é que todas as pessoas aprendam o suficiente para cantar.”

Em novembro de 2013 foi realizada a primeira edição do show Nossa Brasilidade em Fortaleza, com os cantores Marcos Almeida e Lorena Chaves, ambos já imitados por Magnata Roniell. O produtor do show, Itiel Alves, usou o intervalo entre uma música e outra para chamar Magnata ao palco e pediu que ele imitasse, pessoalmente e ao vivo, os cantores. O público que já conhecia o trabalho do produtor musical se divertia na plateia enquanto ele se dirigia ao palco. Em meio a muitas risadas ele imitou o cantor Marcos Almeida utilizando a técnica do latido de um cachorro “piquinez”. “Foi muito engraçado, todo mundo se divertiu.”

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15044878″]

Com convicção, Roniell afirma que a música é área que decidiu para seguir sua vida. Além de repassar suas técnicas, ele canta, toca violão, compõe e deseja que outras pessoas adquiram conhecimento musical. Atualmente ele trabalha como produtor musical e foi convidado a ter um quadro em um programa de televisão para dar continuidade às suas aulas de uma forma mais profissional.

Apesar de brincar com as vozes de vários cantores, até hoje ninguém conseguiu imitar a voz de Magnata. “É complicado porque como eu uso minha voz  de diferentes formas, de acordo com cada estilo musical, eu já perdi minha identidade devido à essa mistura. Assim fica difícil alguém me imitar”, desafia.