Cearense especialista em carreiras dá 10 dicas para sua recolocação profissional

MENTORIA

Cearense especialista em carreiras dá 10 dicas para sua recolocação profissional

O clichê é totalmente verdadeiro: um novo desafio vem aí. Confira dicas da cearense Lise Aguiar

Por Tribuna do Ceará em Carreira

17 de julho de 2019 às 07:00

Há 2 meses
Pessoa com a carteira de trabalho na mão

O país passa por um momento conturbado economicamente, enfrentando uma instabilidade que respinga nas empresas, que reduzem o quadro de colaboradores (FOTO: Reprodução)

O cenário não parece ser tão favorável. O país passa por um momento conturbado economicamente, enfrentando uma instabilidade que respinga nas empresas, que reduzem o quadro de colaboradores. Independentemente dos motivos de um desligamento, podemos e devemos enxergar esse momento como uma oportunidade de crescimento profissional. O clichê é totalmente verdadeiro: um novo desafio vem aí. Confira 10 dicas da cearense Lise Aguiar, profissional focada em mentoria e carreira.

1. Organize suas finanças:

Não ter condições de honrar as suas contas é a maior das preocupações enquanto ser responsável. Minimize o risco ao listar todos os gastos, eliminar o que você pode viver sem e reduzir o que é possível para que você tenha o mínimo para viver. De forma racional, organize suas finanças, e esteja preparado para ficar o máximo de tempo possível sem emprego. É uma boa saída para manter a tranquilidade até a chegada de um novo desafio profissional.

2. Crie uma rotina:

O desafio de encontrar um novo emprego deve ser encarado como sendo a sua ocupação atual. Determine sua rotina de atividades, e se mantenha ocupado, assim o seu próprio dia a dia o ajudará a otimizar o tempo livre, diminuir a ansiedade, melhorar o foco, organizar as informações e por fim, aumentar a sua eficiência durante o processo.

3. Atualize seu Currículo Vitae:

Atualize seus dados, atividades, experiências dentro e fora da empresa, incluindo os períodos corretos e cargos nas empresas em que atuou. E você também pode ir além, e adicionar os principais resultados alcançados, além das atividades exercidas. Em sites de recolocação e agências de emprego, busque oportunidades compatíveis com suas qualidades, se candidate às posições que realmente te interessam, e que vem de encontro ao seu perfil.

4. Profissional autônomo:

Ofereça seus serviços a terceiros, pessoas físicas e/ou jurídicas, antes mesmo de uma recolocação formal. Você não está desempregado, hoje você pode ser considerado um profissional autônomo. Pense como é possível você oferecer um serviço de consultoria enquanto não está empregado? Que tipo de serviço você poderia oferecer? Faça um cartão profissional com seus contatos, e abra suas próprias possibilidades, faça o seu caminho a partir do seu talento.

5. Aprimore seu conhecimentos:

Aproveite o tempo livre e se atualize. Procure cursos complementares ao perfil, como o de línguas estrangeiras e outras oportunidades de aprendizado. Há cursos gratuitos em sites como EDX, EDUK, Inead, Coursera e até FGV. Participe também de eventos e palestras, e até mesmo palestre se houver oportunidade. Muitas faculdades buscam profissionais para dar palestras, a maioria não irá lhe pagar por isso, mas a estratégia aqui é ganhar visibilidade. O momento pode ser bom para exercitar a sua forma de expressão, de se comunicar, se expor ao público e debater ideias. Ao frequentar cursos, e palestras da sua área, aproveite para trocar cartões. Cada vez mais as empresas buscam profissionais com uma boa comunicação e habilidades de relacionamento.

6. Invista em networking e cuide do seu marketing pessoal:

Networking indica a capacidade de estabelecer uma rede de contatos ou uma conexão com algo ou com alguém. Interaja com a sua rede de contatos, retome os bons contatos antigos. Mandar uma mensagem para ex colegas de trabalho, informando da sua nova disponibilidade às oportunidades. Envie um e-mail para o ex-chefe que manteve um bom relacionamento, se conecte com pessoas de outros departamentos para ser notado. Ditado antigo, mas válido, “quem não é visto, não é lembrado.”

7. Trabalhos temporários são oportunidades:

Nunca dispense trabalhos temporários, pois ao negar essa chance, uma porta pode ser fechada para uma oportunidade no futuro. Ao assumir uma vaga temporária, você pode mostrar todo o seu potencial, ainda agrega a sua experiência ao seu CV, e no final, pode ser até efetivado. Uma vez dentro da empresa e já treinado, se comprometa com suas obrigações, entregue bons resultados e depois colha os frutos de uma possibilidade de efetivação.

8. Analise sua carreira:

Faça uma auto-análise de você profissional, será importante para você pessoa. Repense até onde chegou, as experiências que agregou, o que você mais se identifica na função, o que menos se identifica, quais habilidades foram aprimoradas e o que merece ser melhorado, ou seja, quais competências precisa desenvolver. O momento pós-demissão, na preparação para a recolocação, é ideal para revisar sua vida profissional. Olhe sua carreira, veja se há como planejar uma adequação ao cenário atual ou se não há mais para onde percorrer. E se algo não pode ser mais mudado, pergunte-se a si mesmo, “Será que vale a pena explorar outro segmento?”

9. Mantenha a calma:

Com o objetivo de dar novos rumos à sua carreira, é fundamental manter a calma, respirar fundo e não pensar em ansiedade. Uma oportunidade de recolocação pode surgir de forma imediata, quanto pode demorar algum tempo. Talvez encurtar esses caminhos dependa de você. Contudo, dentro desse período, mantenha o foco, e exercite a paciência. Prepare corpo, mente e intelecto, se mantenha atualizado e atento, pois, no momento em que aquela vaga surgir, você estará plenamente pronto para ocupá-la.

10. Prepare-se para a entrevista:

Em muitos casos de recrutamento, o nome da empresa é colocada em sigilo até momentos antes da entrevista. Mas, caso você saiba o nome da empresa, pesquise o máximo de informações que puder a respeito. Ir tranquilo e se sentir preparado para esse momento é essencial, te deixando mais seguro e confiante na entrevista em si. O recrutador vai perceber o seu interesse, acredite. Pesquise na internet onde fica o endereço, anote o número de contato e a quem procurar. Se for de carro, verifique estacionamentos próximos, ou ruas em que é possível estacionar. Se for de transporte público, verifique os horários, e saia de casa com bastante antecedência. Chegar cedo é sempre bom, chegar atrasado pega mal.

> Lise Aguiar é psicóloga (Unifor), especialista em Administração de Recursos Humanos (UFC), Psicodiganóstico (Unichristus), e em Orientação Profissional, de Carreira e Preparação para Aposentadoria (INSTSEROP/SP). É também Consultora DISC (Etalent), Professional Coach (SLAC) e Mentora de carreiras (CLI/SP). Possui grande experiência nas áreas de Comportamento Organizacional, Desenvolvimento de Líderes, Assessment, Clima Organizacional, Orientação de Executivos, além de especialidade em Mentoria e Carreiras.

Publicidade

Dê sua opinião

MENTORIA

Cearense especialista em carreiras dá 10 dicas para sua recolocação profissional

O clichê é totalmente verdadeiro: um novo desafio vem aí. Confira dicas da cearense Lise Aguiar

Por Tribuna do Ceará em Carreira

17 de julho de 2019 às 07:00

Há 2 meses
Pessoa com a carteira de trabalho na mão

O país passa por um momento conturbado economicamente, enfrentando uma instabilidade que respinga nas empresas, que reduzem o quadro de colaboradores (FOTO: Reprodução)

O cenário não parece ser tão favorável. O país passa por um momento conturbado economicamente, enfrentando uma instabilidade que respinga nas empresas, que reduzem o quadro de colaboradores. Independentemente dos motivos de um desligamento, podemos e devemos enxergar esse momento como uma oportunidade de crescimento profissional. O clichê é totalmente verdadeiro: um novo desafio vem aí. Confira 10 dicas da cearense Lise Aguiar, profissional focada em mentoria e carreira.

1. Organize suas finanças:

Não ter condições de honrar as suas contas é a maior das preocupações enquanto ser responsável. Minimize o risco ao listar todos os gastos, eliminar o que você pode viver sem e reduzir o que é possível para que você tenha o mínimo para viver. De forma racional, organize suas finanças, e esteja preparado para ficar o máximo de tempo possível sem emprego. É uma boa saída para manter a tranquilidade até a chegada de um novo desafio profissional.

2. Crie uma rotina:

O desafio de encontrar um novo emprego deve ser encarado como sendo a sua ocupação atual. Determine sua rotina de atividades, e se mantenha ocupado, assim o seu próprio dia a dia o ajudará a otimizar o tempo livre, diminuir a ansiedade, melhorar o foco, organizar as informações e por fim, aumentar a sua eficiência durante o processo.

3. Atualize seu Currículo Vitae:

Atualize seus dados, atividades, experiências dentro e fora da empresa, incluindo os períodos corretos e cargos nas empresas em que atuou. E você também pode ir além, e adicionar os principais resultados alcançados, além das atividades exercidas. Em sites de recolocação e agências de emprego, busque oportunidades compatíveis com suas qualidades, se candidate às posições que realmente te interessam, e que vem de encontro ao seu perfil.

4. Profissional autônomo:

Ofereça seus serviços a terceiros, pessoas físicas e/ou jurídicas, antes mesmo de uma recolocação formal. Você não está desempregado, hoje você pode ser considerado um profissional autônomo. Pense como é possível você oferecer um serviço de consultoria enquanto não está empregado? Que tipo de serviço você poderia oferecer? Faça um cartão profissional com seus contatos, e abra suas próprias possibilidades, faça o seu caminho a partir do seu talento.

5. Aprimore seu conhecimentos:

Aproveite o tempo livre e se atualize. Procure cursos complementares ao perfil, como o de línguas estrangeiras e outras oportunidades de aprendizado. Há cursos gratuitos em sites como EDX, EDUK, Inead, Coursera e até FGV. Participe também de eventos e palestras, e até mesmo palestre se houver oportunidade. Muitas faculdades buscam profissionais para dar palestras, a maioria não irá lhe pagar por isso, mas a estratégia aqui é ganhar visibilidade. O momento pode ser bom para exercitar a sua forma de expressão, de se comunicar, se expor ao público e debater ideias. Ao frequentar cursos, e palestras da sua área, aproveite para trocar cartões. Cada vez mais as empresas buscam profissionais com uma boa comunicação e habilidades de relacionamento.

6. Invista em networking e cuide do seu marketing pessoal:

Networking indica a capacidade de estabelecer uma rede de contatos ou uma conexão com algo ou com alguém. Interaja com a sua rede de contatos, retome os bons contatos antigos. Mandar uma mensagem para ex colegas de trabalho, informando da sua nova disponibilidade às oportunidades. Envie um e-mail para o ex-chefe que manteve um bom relacionamento, se conecte com pessoas de outros departamentos para ser notado. Ditado antigo, mas válido, “quem não é visto, não é lembrado.”

7. Trabalhos temporários são oportunidades:

Nunca dispense trabalhos temporários, pois ao negar essa chance, uma porta pode ser fechada para uma oportunidade no futuro. Ao assumir uma vaga temporária, você pode mostrar todo o seu potencial, ainda agrega a sua experiência ao seu CV, e no final, pode ser até efetivado. Uma vez dentro da empresa e já treinado, se comprometa com suas obrigações, entregue bons resultados e depois colha os frutos de uma possibilidade de efetivação.

8. Analise sua carreira:

Faça uma auto-análise de você profissional, será importante para você pessoa. Repense até onde chegou, as experiências que agregou, o que você mais se identifica na função, o que menos se identifica, quais habilidades foram aprimoradas e o que merece ser melhorado, ou seja, quais competências precisa desenvolver. O momento pós-demissão, na preparação para a recolocação, é ideal para revisar sua vida profissional. Olhe sua carreira, veja se há como planejar uma adequação ao cenário atual ou se não há mais para onde percorrer. E se algo não pode ser mais mudado, pergunte-se a si mesmo, “Será que vale a pena explorar outro segmento?”

9. Mantenha a calma:

Com o objetivo de dar novos rumos à sua carreira, é fundamental manter a calma, respirar fundo e não pensar em ansiedade. Uma oportunidade de recolocação pode surgir de forma imediata, quanto pode demorar algum tempo. Talvez encurtar esses caminhos dependa de você. Contudo, dentro desse período, mantenha o foco, e exercite a paciência. Prepare corpo, mente e intelecto, se mantenha atualizado e atento, pois, no momento em que aquela vaga surgir, você estará plenamente pronto para ocupá-la.

10. Prepare-se para a entrevista:

Em muitos casos de recrutamento, o nome da empresa é colocada em sigilo até momentos antes da entrevista. Mas, caso você saiba o nome da empresa, pesquise o máximo de informações que puder a respeito. Ir tranquilo e se sentir preparado para esse momento é essencial, te deixando mais seguro e confiante na entrevista em si. O recrutador vai perceber o seu interesse, acredite. Pesquise na internet onde fica o endereço, anote o número de contato e a quem procurar. Se for de carro, verifique estacionamentos próximos, ou ruas em que é possível estacionar. Se for de transporte público, verifique os horários, e saia de casa com bastante antecedência. Chegar cedo é sempre bom, chegar atrasado pega mal.

> Lise Aguiar é psicóloga (Unifor), especialista em Administração de Recursos Humanos (UFC), Psicodiganóstico (Unichristus), e em Orientação Profissional, de Carreira e Preparação para Aposentadoria (INSTSEROP/SP). É também Consultora DISC (Etalent), Professional Coach (SLAC) e Mentora de carreiras (CLI/SP). Possui grande experiência nas áreas de Comportamento Organizacional, Desenvolvimento de Líderes, Assessment, Clima Organizacional, Orientação de Executivos, além de especialidade em Mentoria e Carreiras.