Entenda como funcionará a avaliação de estudantes de Medicina


Entenda como funcionará a avaliação nacional de estudantes de Medicina

As provas que os alunos de Medicina terão que fazer será no segundo, quarto e sexto ano de curso

Por Lyvia Rocha em Carreira

9 de abril de 2016 às 06:00

Há 4 anos
Estudantes serão avaliados antes de conseguir o diploma (FOTO: MEC)

Estudantes serão avaliados antes de conseguir o diploma (FOTO: MEC)

Anunciado na última sexta-feira (1º), pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem) já começará em agosto deste ano. Os alunos que estejam no segundo, quarto e sexto ano do curso serão avaliados.

O objetivo é realizar o monitoramento progressivo da qualidade do ensino médico no país. O reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Henry Campos, participou da concepção do novo processo avaliativo.

Segundo ele, o acompanhamento seriado, entre outros aspectos, permitirá ao estudante saber como está seu desempenho ao longo do curso. “É importante também para as escolas de Medicina, que vão ter mais instrumentos para avaliar e, assim, aperfeiçoar seus processos de formação”, pontua o reitor, que coordena a Comissão Nacional do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida).

Provas

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as avaliações no segundo e quarto anos terão caráter formativo, indicando pontos fortes e deficiências na aprendizagem. Já a avaliação no sexto ano do curso – que tem os mesmos moldes do Revalida – será composta por duas etapas, sendo uma prova escrita e um teste de habilidades clínicas.

Na avaliação do sexto ano, os estudantes deverão atingir uma nota mínima para que possam se formar. Com base na lei que criou o programa Mais Médicos, a Anasem será um componente curricular obrigatório e condição para a diplomação dos novos médicos.

“A avaliação do sexto ano é a mais importante. Ela vai medir as habilidades práticas e teóricas dos estudantes na fase final dos cursos. Existe uma nota de corte, como é feito no Revalida, e para o estudante exercer a profissão deverá passar da nota de corte”, explica o reitor.

A definição da nota de corte, segundo ele, será feita por um painel de especialistas, a cada prova que estabelece qual seria o percentual de acerto esperado para um aluno considerado médio.

Publicidade

Dê sua opinião

Entenda como funcionará a avaliação nacional de estudantes de Medicina

As provas que os alunos de Medicina terão que fazer será no segundo, quarto e sexto ano de curso

Por Lyvia Rocha em Carreira

9 de abril de 2016 às 06:00

Há 4 anos
Estudantes serão avaliados antes de conseguir o diploma (FOTO: MEC)

Estudantes serão avaliados antes de conseguir o diploma (FOTO: MEC)

Anunciado na última sexta-feira (1º), pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem) já começará em agosto deste ano. Os alunos que estejam no segundo, quarto e sexto ano do curso serão avaliados.

O objetivo é realizar o monitoramento progressivo da qualidade do ensino médico no país. O reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Henry Campos, participou da concepção do novo processo avaliativo.

Segundo ele, o acompanhamento seriado, entre outros aspectos, permitirá ao estudante saber como está seu desempenho ao longo do curso. “É importante também para as escolas de Medicina, que vão ter mais instrumentos para avaliar e, assim, aperfeiçoar seus processos de formação”, pontua o reitor, que coordena a Comissão Nacional do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida).

Provas

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as avaliações no segundo e quarto anos terão caráter formativo, indicando pontos fortes e deficiências na aprendizagem. Já a avaliação no sexto ano do curso – que tem os mesmos moldes do Revalida – será composta por duas etapas, sendo uma prova escrita e um teste de habilidades clínicas.

Na avaliação do sexto ano, os estudantes deverão atingir uma nota mínima para que possam se formar. Com base na lei que criou o programa Mais Médicos, a Anasem será um componente curricular obrigatório e condição para a diplomação dos novos médicos.

“A avaliação do sexto ano é a mais importante. Ela vai medir as habilidades práticas e teóricas dos estudantes na fase final dos cursos. Existe uma nota de corte, como é feito no Revalida, e para o estudante exercer a profissão deverá passar da nota de corte”, explica o reitor.

A definição da nota de corte, segundo ele, será feita por um painel de especialistas, a cada prova que estabelece qual seria o percentual de acerto esperado para um aluno considerado médio.