Porto Iracema das Artes tem mais de 200 vagas para oficinas nas férias

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL

Porto Iracema das Artes tem mais de 200 vagas para oficinas nas férias

Aulas abertas, exibição de filmes, abertura do ateliê, sessões de desenho e outras atividades também compõem a programação de julho da Escola

Por Tribuna do Ceará em Palestra

9 de julho de 2019 às 06:17

Há 2 semanas

São 222 vagas abertas de forma gratuita (FOTO: Divulgação/Igor Cavalcante)

O Porto Iracema das Artes oferta 222 vagas para nove oficinas durante o mês de julho. As atividades da Escola compõem a programação especial de férias realizada em conjunto com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) e o Porto Dragão, que tem como tema “Liberdade para pensar, brincar e sonhar”.

A maior parte das atividades do Porto Iracema terá inscrições por ordem de chegada. Entre os temas, interpretação teatral, fotografia, design e ativismo, criação artística, educação, fotografia, gênero e sexualidade.

Na segunda e terceira semanas de julho, seis atividades estão programadas para acontecer nos espaços do Porto Iracema. Destaque para a “Oficina de Dramaturgia”, outra parceria com a Funarte, que tem à frente Rafael Barbosa; “Oficina Arte em movimentos cênicos por saberes ancestrais”, com Circe Macena; “O Cinema Brasileiro nasceu no Cineclube“, com Kamilla Medeiros e Arthur Gadelha; “Design e Ativismo“, com Mateus Pompeu; e “O Fazer fotográfico: artesanias ou alternativas?“, com Yan Belém.

Na última semana da programação, mais três oficinas acontecem na Escola: “Construção de Personagens Cinematográficas“, com Nina Kopko, com inscrições abertas pelo site do Porto Iracema; “O artifício da luz – Noções de iluminação em estúdio fotográfico”, com Fernando Maia da Cunha; e “Gênero e Sexualidade – A Performatividade LGBTQ+ Pela Tela do Cinema”, com Té Pinheiro.

Na ação “10 anos sem Pina”, uma homenagem à coreógrafa Pina Bausch, a Escola ainda receberá uma residência artística com o grego Daphnis Kokkinos, bailarino e diretor assistente da Tanztheater Wuppertal Pina Bausch. A formação é realizada pelo Porto Iracema das Artes, por meio dos Laboratórios de Dança e de Teatro, e a Bienal Internacional de Dança do Ceará, em parceria com o Theatro José de Alencar e a Vila das Artes. As inscrições também já estão abertas no formulário disponível no site da Escola.

Publicidade

Dê sua opinião

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL

Porto Iracema das Artes tem mais de 200 vagas para oficinas nas férias

Aulas abertas, exibição de filmes, abertura do ateliê, sessões de desenho e outras atividades também compõem a programação de julho da Escola

Por Tribuna do Ceará em Palestra

9 de julho de 2019 às 06:17

Há 2 semanas

São 222 vagas abertas de forma gratuita (FOTO: Divulgação/Igor Cavalcante)

O Porto Iracema das Artes oferta 222 vagas para nove oficinas durante o mês de julho. As atividades da Escola compõem a programação especial de férias realizada em conjunto com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) e o Porto Dragão, que tem como tema “Liberdade para pensar, brincar e sonhar”.

A maior parte das atividades do Porto Iracema terá inscrições por ordem de chegada. Entre os temas, interpretação teatral, fotografia, design e ativismo, criação artística, educação, fotografia, gênero e sexualidade.

Na segunda e terceira semanas de julho, seis atividades estão programadas para acontecer nos espaços do Porto Iracema. Destaque para a “Oficina de Dramaturgia”, outra parceria com a Funarte, que tem à frente Rafael Barbosa; “Oficina Arte em movimentos cênicos por saberes ancestrais”, com Circe Macena; “O Cinema Brasileiro nasceu no Cineclube“, com Kamilla Medeiros e Arthur Gadelha; “Design e Ativismo“, com Mateus Pompeu; e “O Fazer fotográfico: artesanias ou alternativas?“, com Yan Belém.

Na última semana da programação, mais três oficinas acontecem na Escola: “Construção de Personagens Cinematográficas“, com Nina Kopko, com inscrições abertas pelo site do Porto Iracema; “O artifício da luz – Noções de iluminação em estúdio fotográfico”, com Fernando Maia da Cunha; e “Gênero e Sexualidade – A Performatividade LGBTQ+ Pela Tela do Cinema”, com Té Pinheiro.

Na ação “10 anos sem Pina”, uma homenagem à coreógrafa Pina Bausch, a Escola ainda receberá uma residência artística com o grego Daphnis Kokkinos, bailarino e diretor assistente da Tanztheater Wuppertal Pina Bausch. A formação é realizada pelo Porto Iracema das Artes, por meio dos Laboratórios de Dança e de Teatro, e a Bienal Internacional de Dança do Ceará, em parceria com o Theatro José de Alencar e a Vila das Artes. As inscrições também já estão abertas no formulário disponível no site da Escola.