Copa do Nordeste

Em jogo polêmico e bem disputado, Fortaleza e Ceará empatam pela Copa do Nordeste

No primeiro clássico da temporada, Fortaleza e Ceará empataram em 1x1. O duelo foi marcado por polêmicas de arbitragem.

Klaus marcou para o Ceará e Osvaldo empatou para o Fortaleza (FOTO: Stephan Eilert / cearasc.com)
Klaus marcou para o Ceará e Osvaldo empatou para o Fortaleza (FOTO: Stephan Eilert / cearasc.com)

Com Mariano Vazquez no lugar de Marlon, o Fortaleza tinha posse de bola e buscava trocar mais passes para pressionar o Ceará. Já o Alvinegro, que começou com Rafael Sóbis como titular, tentava sair em transição e contava com as roubadas de bola do volante Charles para armar os contra-ataques.

Aos 11 minutos da primeira etapa, Wellington Paulista chegou a balançar as redes aproveitando rebote após defesa de Fernando Prass, mas foi assinalado impedimento. 

Com o jogo em aberto, a bola parada fez a diferença. Aos 31, Klaus não precisou subir para desviar escanteio cobrado por Felipe Silva, e abriu o placar do jogo, com cabeceio forte, sem chances de defesa para Felipe Alves. Falha na defesa tricolor deixou o zagueiro alvinegro sem marcação.

Ainda no primeiro tempo, a primeira polêmica de arbitragem: Klaus cortou a investida de Osvaldo, que descia em velocidade, e o árbitro Pablo Ruan Gonçalves marcou falta, mas sem cartão vermelho para o defensor, para reclamações da comissão tricolor. A primeira etapa foi encerrada com o Vovô em vantagem.

Atrás do placar, o Fortaleza fez valer seu estilo de jogo e voltou pressionando no segundo tempo. Carlinhos assustou com chute cruzado logo no primeiro minuto. Pouco depois, o Ceará tentou reagir com Sóbis, que cabeceou na trave.

Sentindo o melhor momento, o Tricolor manteve mais posse de bola no campo de ataque até que Mariano Vazquez, que fazia um jogo sem muito destaque, recuperou a bola perto da grande área do Ceará e cruzou para Osvaldo, que armou uma bicicleta para, com estilo, empatar o placar. A bola ainda quicou antes de encobrir o goleiro Fernando Prass.

Aos 35 minutos, mais uma polêmica de arbitragem ganhou destaque. Rick Jonathan, em posição legal, recebe, dribla o goleiro adversário e marca, mas o assistente assinalou erroneamente o impedimento.

Em mais uma marcação duvidosa, o árbitro marcou pênalti, aos 43 minutos da segunda etapa após a bola resvalar no braço do colombiano Juan Quintero. No lance, o zagueiro recebeu cartão vermelho. Na cobrança da penalidade, Vinícius bateu à meia altura no canto esquerdo do goleiro e Felipe Alves caiu no tempo certo para defender, não deixando o Tricolor voltar a ficar em desvantagem.

O duelo foi pegado até os 51 minutos, mas o placar não foi mais alterado. Esse é o segundo empate das duas equipes na competição. 

Pelo Campeonato Cearense, o Fortaleza volta a campo na próxima quarta (5) para enfrentar o Atlético Cearense, às 20h, e, no mesmo dia, o Ceará vai a Pacajus enfrentar o time local, às 21h30. Pela Copa do Nordeste, no próximo sábado (8), o Fortaleza recebe o Santa Cruz e o Ceará vai a Natal jogar com o ABC.

Tags
Ceará Clássico-Rei Copa do Nordeste Fortaleza