Ceará

MPCE e clubes avaliam regras para retorno do futebol

A Federação Cearense de Futebol optou por não enviar representante

Reunião para avaliar protocolo foi realizada virtualmente (Foto: Divulgação/MPCE)
Reunião para avaliar protocolo foi realizada virtualmente (Foto: Divulgação/MPCE)

O Ministério Público do Ceará (MPCE) propôs aos clubes, em reunião realizada de forma virtual nesta terça-feira (13), um protocolo unificado para o retorno das atividades, quando o isolamento for flexibilizado no estado. 

Um grupo com especialistas em saúde e representantes de instituições relacionadas ao esporte será criado para preparar o protocolo de retomada, “em fases e com aval científico”, segundo o promotor Edvando França, coordenador do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor). França explica, ainda, que “este planejamento leva tempo e acredito que é o tempo que temos até a curva de contaminação da pandemia reduzir no Ceará”.

A reunião contou com a participação de promotores do MPCE e com os presidentes de Ceará, Fortaleza, Ferroviário, Atlético Cearense e Guarany de Sobral. Nenhum representante da Federação Cearense de Futebol (FCF) compareceu. 

O presidente da FCF, Mauro Carmélio, informou que essa discussão não é prioridade no momento. “Quando as autoridades competentes e especialistas de saúde abrirem espaço para o debate sobre a volta do futebol, seremos o primeiro a organizar, preparar e participar. Mas enquanto a Capital cearense passa por um isolamento social rígido, chega a ser até desumano se antecipar ou tentar projetar alguma coisa. Inclusive, é bom ressaltar e lamentar que nesta semana, morreu o pai do atleta Juninho Quixadá, a quem eu e toda Federação nos solidarizamos neste momento de dor”, disse em nota.

Tags
Ceará FCF Fortaleza futebol cearense MPCE