Futebol

Os Romários do futebol cearense

No Ceará, mais de 3 mil meninos receberam o nome do destaque da Copa do Mundo de 1994

Ano de Copa do Mundo, Brasil campeão, filhão nascendo e mais de mil famílias tiveram a mesma ideia: o nome do menino seria Romário. Este nunca foi um nome comum no Brasil, mas na década de 1990, nasceram quase 40 mil Romários no país, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, IBGE. Todos xarás do grande nome da Copa do Mundo 1994.

No Ceará, mais de 3 mil meninos receberam o nome de um dos grandes nomes do futebol na década. Alguns Romários trilharam o caminho do Baixinho. Pelo futebol cearense, passaram pelo menos 5: três no Fortaleza e dois no Ceará.

Dos cinco Romários, o mais velho é o zagueiro Romário Mendes (1990). Na Copa América de 89, Romário fez o gol do título contra o Uruguai.

Dois anos do Mundial no Estados Unidos, nasceu Romário Marques, revelado pelo Ceará. O outro que passou pelo alvinegro foi o lateral-esquerdo também nasceu antes do tetra.

Os Romários do Fortaleza ganharam o diminutivo e nasceram em 1994. Romário Lucas Menezes de Araújo, o primeiro Romarinho do tricolor, nasceu durante a Copa. O outro nasceu meses antes, abril, e é o único que que ainda atua no nosso futebol.

No Ferroviário, Marcelo, meia rápido, habilidoso e do mesmo tamanho do Romário mais famoso (1,67) ganhou o apelido de ‘Romarinho da Barra’.

No Brasil, de acordo com o Censo Demográfico 2010, existem cerca de 200 milhões de habitantes com mais de 130 mil nomes diferentes.

Tags
futebol cearense Romário