Ceará

Presidentes de Ceará e Fortaleza vão à CBF discutir sobre a utilização do VAR

As críticas sobre o Arbitro de Vídeo aumentaram após a última rodada do Brasileirão

Este é o primeiro ano do VAR no Brasileirão.
Este é o primeiro ano do VAR no Brasileirão.

Os presidentes de Ceará e Fortaleza, Robinson de Castro e Marcelo Paz, vão à CBF na próxima quinta-feira (22) discutir sobre a utilização do VAR e os “prejuízos que está trazendo ao futebol cearense”, informou o presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, que também participará da reunião.

As críticas sobre o Arbitro de Vídeo aumentaram após a última rodada do Brasileirão. No jogo do Fortaleza, a arbitragem foi criticada pela não marcação de uma falta em Roger Carvalho, que gerou o gol do Internacional. Na ocasião, o atleta sofreu uma lesão e teve que ser substituído.

Na partida do Ceará contra o São Paulo, no Morumbi, o centroavante Felippe Cardoso recebeu passe de Thiago Galhardo e chutou tirando do goleiro Tiago Volpi, mas o arqueiro Tricolor atropelou o atleta, impossibilitando-o de prosseguir na jogada. O lance ficou parado por um minuto para a revisão do VAR, mas a equipe interpretou que o lance foi normal, gerando revolta nos jogadores e comissão técnica do Vovô.

O Departamento Jurídico do Alvinegro de Porangabussu disse ao Futebolês nesta segunda-feira (19) que entrará com representação contra a equipe de arbitragem da partida diante dos paulistas.

Tags
Brasileirão CBF Ceará Fortaleza Série A VAR