Ceará registra queda de homicídios em mês que Força Nacional esteve presente no estado

TROPA FEDERAL

Ceará registra queda de homicídios em mês que Força Nacional esteve presente no estado

A queda de 54,8% ocorreu em um mês que mais de 400 homens da Força Nacional estavam presentes em todo o Ceará

Por Tribuna do Ceará em Ceará

11 de março de 2019 às 18:57

Há 1 ano
Mais de 400 agentes da Tropa Federal estiveram no Ceará (FOTO: Dorian Girão)

Mais de 400 agentes da Tropa Federal estiveram no Ceará (FOTO: Dorian Girão)

O Ceará registrou uma queda de 54,8% nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), em fevereiro, mês que a Força Nacional esteve atuando nas ruas e também dentro dos presídios no estado. Mais de 400 agentes da Tropa Federal atuaram durante a onda de terror que durou mais de 20 dias. O efetivo foi retirado no dia 1 de março.

Além de policiais, o Ceará recebeu agentes enviados pelo Governo Federal para unidades prisionais, de onde partiram as ordens para os ataques criminosos e que tiveram a apreensão de 2.300 aparelhos celulares. Os agentes tiveram a permanência estendida por mais 45 dias no fim de fevereiro por decisão do Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Os números alcançados se deram em todas as regiões do estado. Em fevereiro de 2018, foram 361 vítimas, em 2019, o número caiu para 163.A maior diminuição aconteceu na Região Metropolitana de Fortaleza, com uma queda de 65,4%, passando de 104 casos para 36.

Fortaleza registrou uma redução de 55,4%, diminuindo de 121 para 54, correspondendo a uma média diária de duas vítimas por dia em Fortaleza. Já no Interior Norte, os números registrados caíram de 69 para 36, comparando os meses de fevereiro dos dois anos. No Interior Sul, a queda foi de 44,8%, passando de 67 para 37 crimes.

Todas as estatísticas são geradas pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (GEESP) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (SUPesp), vinculada à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). “É um resultado que nos anima e é fruto de um trabalho integrado entre várias forças, não somente da segurança pública, mas também do Sistema Penitenciário, Ministério Público e Poder Judiciário”, destacou o secretário da SSPDS, André Costa.

Acumulado do ano

No acumulado dos dois primeiros meses do ano de 2019, a queda nas estatísticas de mortes violentas foi de 57,9%. O número que era de 843, na soma de janeiro e fevereiro do ano passado, caiu para 355 neste ano. Na Região Metropolitana, somando os meses de janeiro e fevereiro, a redução no acumulado dos CVLIs, foi de 65,6%, passando de 256 para 88.

Em Fortaleza, o número que era de 285 reduziu para 105, correspondendo à queda de 63,2%. No Interior Norte, janeiro e fevereiro deste ano contabilizaram uma queda de 50,6%, caindo de 156 para 77. Por último, no Interior Sul, a redução foi de 41,8%, indo de 146 vítimas para 85.

Publicidade

Dê sua opinião

TROPA FEDERAL

Ceará registra queda de homicídios em mês que Força Nacional esteve presente no estado

A queda de 54,8% ocorreu em um mês que mais de 400 homens da Força Nacional estavam presentes em todo o Ceará

Por Tribuna do Ceará em Ceará

11 de março de 2019 às 18:57

Há 1 ano
Mais de 400 agentes da Tropa Federal estiveram no Ceará (FOTO: Dorian Girão)

Mais de 400 agentes da Tropa Federal estiveram no Ceará (FOTO: Dorian Girão)

O Ceará registrou uma queda de 54,8% nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), em fevereiro, mês que a Força Nacional esteve atuando nas ruas e também dentro dos presídios no estado. Mais de 400 agentes da Tropa Federal atuaram durante a onda de terror que durou mais de 20 dias. O efetivo foi retirado no dia 1 de março.

Além de policiais, o Ceará recebeu agentes enviados pelo Governo Federal para unidades prisionais, de onde partiram as ordens para os ataques criminosos e que tiveram a apreensão de 2.300 aparelhos celulares. Os agentes tiveram a permanência estendida por mais 45 dias no fim de fevereiro por decisão do Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Os números alcançados se deram em todas as regiões do estado. Em fevereiro de 2018, foram 361 vítimas, em 2019, o número caiu para 163.A maior diminuição aconteceu na Região Metropolitana de Fortaleza, com uma queda de 65,4%, passando de 104 casos para 36.

Fortaleza registrou uma redução de 55,4%, diminuindo de 121 para 54, correspondendo a uma média diária de duas vítimas por dia em Fortaleza. Já no Interior Norte, os números registrados caíram de 69 para 36, comparando os meses de fevereiro dos dois anos. No Interior Sul, a queda foi de 44,8%, passando de 67 para 37 crimes.

Todas as estatísticas são geradas pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (GEESP) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (SUPesp), vinculada à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). “É um resultado que nos anima e é fruto de um trabalho integrado entre várias forças, não somente da segurança pública, mas também do Sistema Penitenciário, Ministério Público e Poder Judiciário”, destacou o secretário da SSPDS, André Costa.

Acumulado do ano

No acumulado dos dois primeiros meses do ano de 2019, a queda nas estatísticas de mortes violentas foi de 57,9%. O número que era de 843, na soma de janeiro e fevereiro do ano passado, caiu para 355 neste ano. Na Região Metropolitana, somando os meses de janeiro e fevereiro, a redução no acumulado dos CVLIs, foi de 65,6%, passando de 256 para 88.

Em Fortaleza, o número que era de 285 reduziu para 105, correspondendo à queda de 63,2%. No Interior Norte, janeiro e fevereiro deste ano contabilizaram uma queda de 50,6%, caindo de 156 para 77. Por último, no Interior Sul, a redução foi de 41,8%, indo de 146 vítimas para 85.