Hospital de Quixeramobim está com infiltrações e corre risco de desabamento

RISCO DE COLAPSO ESTRUTURAL

Hospital de Quixeramobim está com infiltrações e corre risco de desabamento

No interior do Ceará, o equipamento público oferece esses riscos aos pacientes de Quixeramobim, no Sertão Central

Por Tribuna Bandnews FM em Ceará

23 de janeiro de 2020 às 12:41

Há 2 meses
hospital-quixeramobim

Hospital de Quixeramobim (FOTO: Google Maps)

A tragédia do Edifício Andréa, em Fortaleza, em outubro de 2019, chamou a atenção para os riscos de desabamento de imóveis devido a falhas estruturais. E no interior do Ceará, um equipamento público oferece esses riscos aos pacientes de Quixeramobim, no Sertão Central.

O local abriga o Hospital Regional Dr. Pontes Neto, principal unidade de Urgência e Emergência da cidade que atende cerca de 8 mil pacientes do SUS por mês, e em anexo a sede da Perícia Forense.

A Tribuna BandNews FM apurou que uma equipe de engenheiros da Pefoce vistoriou o local e detectou dois problemas: infiltrações nas paredes e danificação em uma estrutura de concreto. Como havia risco de desabamento, eles saíram do prédio e hoje atuam em um imóvel alugado pela prefeitura.

No novo local, são feitos os procedimentos de investigação e exames de Corpo de Delito, mas as autópsias foram interrompidas e, quando há necessidade, são transferidas para outras unidades em Iguatu, Tauá ou Russas.

A Administração do Hospital Dr Pontes Neto está ciente do risco de colapso estrutural, mas não teria tomado qualquer atitude para garantir a segurança dos pacientes internados.

O coordenador da Defesa Civil de Quixeramobim, Gustavo Almeida, reconhece as falhas no imóvel. Ele conta que ainda não fez a vistoria apropriada, porque não houve denúncia.“A gente só soube a partir dessa live que foi feita. Pelas imagens, a gente vê que tá um pouco comprometido. Até então, ninguém tinha nos comunicado”.

O prefeito de Quixeramobim, Clébio Pavone, atribui os problemas estruturais à construção antiga do Hospital. “Na verdade, é um problema de infiltração. É uma parte antiga do hospital que foi construído há muitos anos”. Segundo o gestor, a prefeitura já está trabalhando na recuperação do imóvel, construído ainda na década de 1970.

Procurada pela reportagem, a Defesa Civil garantiu que uma equipe deve visitar o imóvel até o final desta semana.

Em nota, a Pefoce comunicou que o Núcleo de Perícia Forense da Região Central, situado no município do Quixeramobim, que funciona em prédio cedido pelo município, passará por uma reforma custeada pela Prefeitura de Quixeramobim e que, desde o dia 11 de dezembro de 2019, desenvolve atividades em um endereço temporário, situado na Rua José Campos Torquato, 473, no bairro José Airton Machado. “A Pefoce informa ainda que as atividades do Núcleo de Perícia Forense da Região Central ocorrem normalmente, com exceção do necrotério, onde ocorre o redirecionamento dos corpos para os núcleos próximos”.

Confira os áudios da matéria da Tribuna Bandnews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

RISCO DE COLAPSO ESTRUTURAL

Hospital de Quixeramobim está com infiltrações e corre risco de desabamento

No interior do Ceará, o equipamento público oferece esses riscos aos pacientes de Quixeramobim, no Sertão Central

Por Tribuna Bandnews FM em Ceará

23 de janeiro de 2020 às 12:41

Há 2 meses
hospital-quixeramobim

Hospital de Quixeramobim (FOTO: Google Maps)

A tragédia do Edifício Andréa, em Fortaleza, em outubro de 2019, chamou a atenção para os riscos de desabamento de imóveis devido a falhas estruturais. E no interior do Ceará, um equipamento público oferece esses riscos aos pacientes de Quixeramobim, no Sertão Central.

O local abriga o Hospital Regional Dr. Pontes Neto, principal unidade de Urgência e Emergência da cidade que atende cerca de 8 mil pacientes do SUS por mês, e em anexo a sede da Perícia Forense.

A Tribuna BandNews FM apurou que uma equipe de engenheiros da Pefoce vistoriou o local e detectou dois problemas: infiltrações nas paredes e danificação em uma estrutura de concreto. Como havia risco de desabamento, eles saíram do prédio e hoje atuam em um imóvel alugado pela prefeitura.

No novo local, são feitos os procedimentos de investigação e exames de Corpo de Delito, mas as autópsias foram interrompidas e, quando há necessidade, são transferidas para outras unidades em Iguatu, Tauá ou Russas.

A Administração do Hospital Dr Pontes Neto está ciente do risco de colapso estrutural, mas não teria tomado qualquer atitude para garantir a segurança dos pacientes internados.

O coordenador da Defesa Civil de Quixeramobim, Gustavo Almeida, reconhece as falhas no imóvel. Ele conta que ainda não fez a vistoria apropriada, porque não houve denúncia.“A gente só soube a partir dessa live que foi feita. Pelas imagens, a gente vê que tá um pouco comprometido. Até então, ninguém tinha nos comunicado”.

O prefeito de Quixeramobim, Clébio Pavone, atribui os problemas estruturais à construção antiga do Hospital. “Na verdade, é um problema de infiltração. É uma parte antiga do hospital que foi construído há muitos anos”. Segundo o gestor, a prefeitura já está trabalhando na recuperação do imóvel, construído ainda na década de 1970.

Procurada pela reportagem, a Defesa Civil garantiu que uma equipe deve visitar o imóvel até o final desta semana.

Em nota, a Pefoce comunicou que o Núcleo de Perícia Forense da Região Central, situado no município do Quixeramobim, que funciona em prédio cedido pelo município, passará por uma reforma custeada pela Prefeitura de Quixeramobim e que, desde o dia 11 de dezembro de 2019, desenvolve atividades em um endereço temporário, situado na Rua José Campos Torquato, 473, no bairro José Airton Machado. “A Pefoce informa ainda que as atividades do Núcleo de Perícia Forense da Região Central ocorrem normalmente, com exceção do necrotério, onde ocorre o redirecionamento dos corpos para os núcleos próximos”.

Confira os áudios da matéria da Tribuna Bandnews FM: