Jaguaribe e Sobral ficam no topo do ranking das cidades mais quentes do BrasilJaguaribe e Sobral ficam no topo do ranking das cidades mais quentes do Brasil

PENSE NA QUENTURA!

Jaguaribe e Sobral ficam no topo do ranking das cidades mais quentes do Brasil

Neste mês, a média de temperatura em todo o Ceará, puxada pelo clima do interior, chegou a atingir 38,5 graus no dia 7

Por Tribuna do Ceará em Ceará

14 de novembro de 2019 às 14:37

Há 4 semanas

Jaguaribe e Sobral figuraram no topo do ranking nos meses de novembro e outubro, respectivamente (FOTOS: Divulgação)

Dois municípios cearenses estão entre os mais quentes do Brasil em 2019. Tratam-se de Jaguaribe, a 243 km de Fortaleza, e Sobral, no Norte do Ceará. Nessas cidades, as temperaturas ultrapassam os 40 graus.

Jaguaribe registrou o maior índice do país no começo de novembro. O município atingiu 40,5 graus no penúltimo mês do ano. A temperatura foi a maior registrada na primeira semana do mês. Em 2018, a cidade também liderou o ranking das altas temperaturas para novembro.

Já Sobral, que já é conhecida pelo calor, liderou o ranking das temperaturas do Brasil em outubro, com 38,8 graus.

As máximas nessas localidades podem voltar a se repetir, possibilidade reforçada porque novembro tem sido o mais quente do ano no Ceará, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Neste mês, a média de temperatura em todo o Estado, puxada pelo clima do interior, chegou a atingir 38,5 graus no dia 7. De acordo com a climatologista do Centro de Previsão de tempo e Estudos Climáticos do Inpe, Juliana Anoque, a média supera a média histórica em 0,7 graus.

“É um valor acima da média histórica. Desde o início do mês de novembro, as temperaturas estão estão entorno dessa média, de 37,8 a 38,5 graus”, descreve a climatologista.

Jaguaribe, que teve a maior máxima desse ano, está com sete das maiores temperaturas no Estado desde 2012: o pico foi 40,6 graus, índice registrado em 2016. Apesar das temperatura estarem acima da média este mês, Juliana Anoque diz que nesse período do ano, é mais comum que o clima esquente.

“O estado do Ceará tem temperaturas mais altas com relação ao primeiro semestre. Outro fator que também contribui para temperaturas elevadas é o fator de chuvas nesse período, que é normal para essa época do ano. Isso contribui para que a temperatura fique mais elevada. As regiões do interior também estão mais afetadas, porque os ventos que vêm do mar acabam pegando força e quando chegam no continente, nos territórios mais próximos do interior. Aí, as temperaturas tendem a ficar mais elevadas”, argumenta a profissional dos estudos do clima.

Confira mais nos áudios da reportagem de Jackson de Moura para a Tribuna Band News FM:

Publicidade

Dê sua opinião

PENSE NA QUENTURA!

Jaguaribe e Sobral ficam no topo do ranking das cidades mais quentes do Brasil

Neste mês, a média de temperatura em todo o Ceará, puxada pelo clima do interior, chegou a atingir 38,5 graus no dia 7

Por Tribuna do Ceará em Ceará

14 de novembro de 2019 às 14:37

Há 4 semanas

Jaguaribe e Sobral figuraram no topo do ranking nos meses de novembro e outubro, respectivamente (FOTOS: Divulgação)

Dois municípios cearenses estão entre os mais quentes do Brasil em 2019. Tratam-se de Jaguaribe, a 243 km de Fortaleza, e Sobral, no Norte do Ceará. Nessas cidades, as temperaturas ultrapassam os 40 graus.

Jaguaribe registrou o maior índice do país no começo de novembro. O município atingiu 40,5 graus no penúltimo mês do ano. A temperatura foi a maior registrada na primeira semana do mês. Em 2018, a cidade também liderou o ranking das altas temperaturas para novembro.

Já Sobral, que já é conhecida pelo calor, liderou o ranking das temperaturas do Brasil em outubro, com 38,8 graus.

As máximas nessas localidades podem voltar a se repetir, possibilidade reforçada porque novembro tem sido o mais quente do ano no Ceará, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Neste mês, a média de temperatura em todo o Estado, puxada pelo clima do interior, chegou a atingir 38,5 graus no dia 7. De acordo com a climatologista do Centro de Previsão de tempo e Estudos Climáticos do Inpe, Juliana Anoque, a média supera a média histórica em 0,7 graus.

“É um valor acima da média histórica. Desde o início do mês de novembro, as temperaturas estão estão entorno dessa média, de 37,8 a 38,5 graus”, descreve a climatologista.

Jaguaribe, que teve a maior máxima desse ano, está com sete das maiores temperaturas no Estado desde 2012: o pico foi 40,6 graus, índice registrado em 2016. Apesar das temperatura estarem acima da média este mês, Juliana Anoque diz que nesse período do ano, é mais comum que o clima esquente.

“O estado do Ceará tem temperaturas mais altas com relação ao primeiro semestre. Outro fator que também contribui para temperaturas elevadas é o fator de chuvas nesse período, que é normal para essa época do ano. Isso contribui para que a temperatura fique mais elevada. As regiões do interior também estão mais afetadas, porque os ventos que vêm do mar acabam pegando força e quando chegam no continente, nos territórios mais próximos do interior. Aí, as temperaturas tendem a ficar mais elevadas”, argumenta a profissional dos estudos do clima.

Confira mais nos áudios da reportagem de Jackson de Moura para a Tribuna Band News FM: