Abrigo de animais faz feijoada para arrecadar recursos financeiros

LAR TINTIN

Abrigo de animais faz feijoada beneficente para arrecadar recursos após ataque de sede

O evento é uma das ações desenvolvidas para ajudar o abrigo que, mensalmente, gasta R$ 30 mil com medicação, manutenção diária e ração

Por Vitória Barbosa em Cotidiano

10 de julho de 2019 às 07:00

Há 1 semana
A expectativa é que o evento conte com a participação de 250 a 300 pessoas (FOTO: Reprodução/Instagram)

A expectativa é que o evento conte com a participação de 250 a 300 pessoas (FOTO: Reprodução/Instagram)

Mirelly Rodrigues é voluntária do Lar Tintin, abrigo de animais no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza. Para ajudar a instituição que passa por situações financeiras difíceis, ela e outros voluntários resolveram fazer uma feijoada beneficente.

O evento programado para o domingo (14), em um bar do bairro Edson Queiroz , contará com “feijoada à vontade e música boa ao vivo”, garante Mirelly. O ingresso custa R$ 30 (somente dinheiro) e é vendido em estabelecimentos comerciais.

O Lar Tintin, que existe há seis anos, abriga cães vítimas de maus tratos, em idade avançada, deficientes físicos ou com alguma doença crônica. Segundo Viviane Lima, fundadora da instituição, hoje existem 283 cães vivendo no lar. Todos com problemas de saúde e necessidades especiais.

Entre os problemas de saúde que os animais apresentam, estão o câncer, deficiência visual e insuficiência renal. Como Viviane acumula dívidas em clínicas veterinárias –  só em uma o valor chega a R$ 10 mil -, ela faz os cuidados médicos diários nos animais, como administração de medicação e soro.

“Eles tomam os remédios e têm tudo o que precisam (cuidados médicos), só não dá para internar às vezes, porque a gente não tem dinheiro”, explicou.

Viviane contou que os gastos mensais do abrigo totalizam R$ 30 mil. No entanto, as arrecadações não chegam nem a R$ 2 mil, o que resulta em dívidas, como de manutenção diária, ração e medicamentos.

Mirelly explicou que a situação financeira do Lar Tintin também se agravou quando a nova sede, no Eusébio, sofreu ataques criminosos antes mesmo de ser inaugurada, em setembro do ano passado. O prejuízo, ainda não recuperado, gira em torno de R$ 60 mil.

“Depois disso, tivemos que alugar um novo local e recomeçar do zero. Infelizmente nunca conseguimos nos recuperar, pois estávamos tirando de onde não tínhamos e com todos os nossos pedidos de ajuda esgotados”, lamentou.

No momento, o lar está localizado em um sítio alugado por Viviane, também no Eusébio. O aluguel do espaço custa R$ 2,5 mil.

Serviço:
Feijoada beneficente do Lar Tintin
Onde: Brava Bar
Endereço: Rua Professor Wilson Aguiar, 124 – Edson Queiroz
Quando: 14 de julho, a partir das 12h
Ponto de venda dos ingressos: consultar perfil no Instagram

Publicidade

Dê sua opinião

LAR TINTIN

Abrigo de animais faz feijoada beneficente para arrecadar recursos após ataque de sede

O evento é uma das ações desenvolvidas para ajudar o abrigo que, mensalmente, gasta R$ 30 mil com medicação, manutenção diária e ração

Por Vitória Barbosa em Cotidiano

10 de julho de 2019 às 07:00

Há 1 semana
A expectativa é que o evento conte com a participação de 250 a 300 pessoas (FOTO: Reprodução/Instagram)

A expectativa é que o evento conte com a participação de 250 a 300 pessoas (FOTO: Reprodução/Instagram)

Mirelly Rodrigues é voluntária do Lar Tintin, abrigo de animais no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza. Para ajudar a instituição que passa por situações financeiras difíceis, ela e outros voluntários resolveram fazer uma feijoada beneficente.

O evento programado para o domingo (14), em um bar do bairro Edson Queiroz , contará com “feijoada à vontade e música boa ao vivo”, garante Mirelly. O ingresso custa R$ 30 (somente dinheiro) e é vendido em estabelecimentos comerciais.

O Lar Tintin, que existe há seis anos, abriga cães vítimas de maus tratos, em idade avançada, deficientes físicos ou com alguma doença crônica. Segundo Viviane Lima, fundadora da instituição, hoje existem 283 cães vivendo no lar. Todos com problemas de saúde e necessidades especiais.

Entre os problemas de saúde que os animais apresentam, estão o câncer, deficiência visual e insuficiência renal. Como Viviane acumula dívidas em clínicas veterinárias –  só em uma o valor chega a R$ 10 mil -, ela faz os cuidados médicos diários nos animais, como administração de medicação e soro.

“Eles tomam os remédios e têm tudo o que precisam (cuidados médicos), só não dá para internar às vezes, porque a gente não tem dinheiro”, explicou.

Viviane contou que os gastos mensais do abrigo totalizam R$ 30 mil. No entanto, as arrecadações não chegam nem a R$ 2 mil, o que resulta em dívidas, como de manutenção diária, ração e medicamentos.

Mirelly explicou que a situação financeira do Lar Tintin também se agravou quando a nova sede, no Eusébio, sofreu ataques criminosos antes mesmo de ser inaugurada, em setembro do ano passado. O prejuízo, ainda não recuperado, gira em torno de R$ 60 mil.

“Depois disso, tivemos que alugar um novo local e recomeçar do zero. Infelizmente nunca conseguimos nos recuperar, pois estávamos tirando de onde não tínhamos e com todos os nossos pedidos de ajuda esgotados”, lamentou.

No momento, o lar está localizado em um sítio alugado por Viviane, também no Eusébio. O aluguel do espaço custa R$ 2,5 mil.

Serviço:
Feijoada beneficente do Lar Tintin
Onde: Brava Bar
Endereço: Rua Professor Wilson Aguiar, 124 – Edson Queiroz
Quando: 14 de julho, a partir das 12h
Ponto de venda dos ingressos: consultar perfil no Instagram