Árvores da Av. Duque de Caxias são derrubadas para obras do 1º trinário de Fortaleza

MEIO AMBIENTE

Árvores da Av. Duque de Caxias são derrubadas para obras do 1º trinário de Fortaleza

A expectativa é de que a obra da Prefeitura de Fortaleza, orçada em R$ 4 milhões, seja concluída em novembro

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

29 de agosto de 2019 às 09:58

Há 3 semanas

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Atualizado às 12h15m.

O corte de árvores na Av. Duque de Caxias, no Centro de Fortaleza, tem causado revolta à população da cidade. Tudo isso por conta das obras do primeiro trinário da capital cearense, que vai abranger também as ruas Metón de Alencar e Clarindo de Queiroz.

A expectativa é de que a obra, que deve facilitar o trânsito na área, seja concluída até 15 de novembro. A expectativa é também de que o tempo de viagem seja reduzido, além da diminuição dos engarrafamentos.

Em vídeo enviado ao Sistema Jangadeiro via Whatsapp, moradora mostra indignação.

“Tinha um pau-brasil ali pertinho do sinal. E é isso que está acontecendo aqui. A Prefeitura de Fortaleza fazendo um projeto que não visa o meio ambiente, que não visa o bem-estar da popular. É uma tristeza isso. Qual é a Fortaleza que a gente está deixando? Qual é a Fortaleza que nossos filhos e netos vão desfrutar? Só concreto. Décadas de história destruída em duas, três horas”, questionou Isabel Arraes.

Conforme o projeto do trinário, a Av. Duque de Caxias receberá quatro faixas, no sentido Aldeota/Centro, sendo uma faixa exclusiva para ônibus e uma ciclofaixa. Duas faixas no sentido Bezerra de Menezes/Centro serão implementadas na rua Clarindo de Queiroz e mais duas faixas, de mesmo sentido, na rua Meton de Alencar. As obras, orçadas em R$ 4 milhões, têm previsão para ser entregues até o fim de novembro deste ano.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) informou que o plano de arborização do projeto prevê plantio de pelo menos 150 árvores. Veja a nota completa abaixo:

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) esclarece que o plano de arborização do projeto do Trinário da Avenida Duque de Caxias, em elaboração pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), com a participação da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor) e do movimento civil Pró-Árvore, prevê o plantio de, no mínimo, 150 novas árvores nativas, ampliando a cobertura vegetal na área de abrangência do trinário.

No trecho da Avenida Duque de Caxias, entre a Rua Padre Mororó e a Avenida Padre Ibiapina, será necessária a remoção de apenas 170 metros (um quarteirão) do canteiro central para permitir a transição com segurança dos veículos que seguem em direção à Avenida Bezerra de Menezes. A UrbFor realizou diagnóstico fitossanitário neste trecho, que apresenta um total de 15 árvores para retirada, tendo sido constatado que 80% delas são espécies não-nativas e de qualidade variando entre ruim e regular, algumas com risco de queda. Com isso, serão plantadas, no mínimo, 10 novas árvores para cada uma retirada, totalizando inicialmente 150 novas árvores no entorno.

O projeto do trinário visa priorizar a circulação de ônibus na Avenida Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar, reduzir o tempo de viagem para os usuários do transporte coletivo e os índices de congestionamentos, beneficiando mais de 300 mil usuários do transporte público que circulam naquela região por dia, com foco também na segurança de pedestres e no deslocamento não motorizado no Centro.

Confira a galeria de imagens feitas pelo repórter cinematográfico Dorian Girão, da TV Jangadeiro/SBT:

8
1/9

8

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Entre as árvores cortadas nesta quinta-feira (29), estão Pau-Brasil, Castanhola e Ipê (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)
2/9

Entre as árvores cortadas nesta quinta-feira (29), estão Pau-Brasil, Castanhola e Ipê (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Entre as árvores cortadas nesta quinta-feira (29), estão Pau-Brasil, Castanhola e Ipê (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

1
3/9

1

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

3
4/9

3

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

5
5/9

5

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

4
6/9

4

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

6
7/9

6

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

7
8/9

7

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

10
9/9

10

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Confira a reportagem completa do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

MEIO AMBIENTE

Árvores da Av. Duque de Caxias são derrubadas para obras do 1º trinário de Fortaleza

A expectativa é de que a obra da Prefeitura de Fortaleza, orçada em R$ 4 milhões, seja concluída em novembro

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

29 de agosto de 2019 às 09:58

Há 3 semanas

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Atualizado às 12h15m.

O corte de árvores na Av. Duque de Caxias, no Centro de Fortaleza, tem causado revolta à população da cidade. Tudo isso por conta das obras do primeiro trinário da capital cearense, que vai abranger também as ruas Metón de Alencar e Clarindo de Queiroz.

A expectativa é de que a obra, que deve facilitar o trânsito na área, seja concluída até 15 de novembro. A expectativa é também de que o tempo de viagem seja reduzido, além da diminuição dos engarrafamentos.

Em vídeo enviado ao Sistema Jangadeiro via Whatsapp, moradora mostra indignação.

“Tinha um pau-brasil ali pertinho do sinal. E é isso que está acontecendo aqui. A Prefeitura de Fortaleza fazendo um projeto que não visa o meio ambiente, que não visa o bem-estar da popular. É uma tristeza isso. Qual é a Fortaleza que a gente está deixando? Qual é a Fortaleza que nossos filhos e netos vão desfrutar? Só concreto. Décadas de história destruída em duas, três horas”, questionou Isabel Arraes.

Conforme o projeto do trinário, a Av. Duque de Caxias receberá quatro faixas, no sentido Aldeota/Centro, sendo uma faixa exclusiva para ônibus e uma ciclofaixa. Duas faixas no sentido Bezerra de Menezes/Centro serão implementadas na rua Clarindo de Queiroz e mais duas faixas, de mesmo sentido, na rua Meton de Alencar. As obras, orçadas em R$ 4 milhões, têm previsão para ser entregues até o fim de novembro deste ano.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) informou que o plano de arborização do projeto prevê plantio de pelo menos 150 árvores. Veja a nota completa abaixo:

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) esclarece que o plano de arborização do projeto do Trinário da Avenida Duque de Caxias, em elaboração pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), com a participação da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor) e do movimento civil Pró-Árvore, prevê o plantio de, no mínimo, 150 novas árvores nativas, ampliando a cobertura vegetal na área de abrangência do trinário.

No trecho da Avenida Duque de Caxias, entre a Rua Padre Mororó e a Avenida Padre Ibiapina, será necessária a remoção de apenas 170 metros (um quarteirão) do canteiro central para permitir a transição com segurança dos veículos que seguem em direção à Avenida Bezerra de Menezes. A UrbFor realizou diagnóstico fitossanitário neste trecho, que apresenta um total de 15 árvores para retirada, tendo sido constatado que 80% delas são espécies não-nativas e de qualidade variando entre ruim e regular, algumas com risco de queda. Com isso, serão plantadas, no mínimo, 10 novas árvores para cada uma retirada, totalizando inicialmente 150 novas árvores no entorno.

O projeto do trinário visa priorizar a circulação de ônibus na Avenida Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar, reduzir o tempo de viagem para os usuários do transporte coletivo e os índices de congestionamentos, beneficiando mais de 300 mil usuários do transporte público que circulam naquela região por dia, com foco também na segurança de pedestres e no deslocamento não motorizado no Centro.

Confira a galeria de imagens feitas pelo repórter cinematográfico Dorian Girão, da TV Jangadeiro/SBT:

8
1/9

8

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Entre as árvores cortadas nesta quinta-feira (29), estão Pau-Brasil, Castanhola e Ipê (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)
2/9

Entre as árvores cortadas nesta quinta-feira (29), estão Pau-Brasil, Castanhola e Ipê (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Entre as árvores cortadas nesta quinta-feira (29), estão Pau-Brasil, Castanhola e Ipê (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

1
3/9

1

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

3
4/9

3

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

5
5/9

5

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

4
6/9

4

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

6
7/9

6

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

7
8/9

7

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

10
9/9

10

Árvores antigas são cortadas para obras de trinário em Fortaleza. (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Confira a reportagem completa do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: