Cearense com leucemia faz chá revelação para descobrir doador de medula

100% COMPATÍVEL

Cearense com leucemia faz chá revelação para descobrir doador de medula

Duda Riedel descobriu a doença em maio deste ano. Desde então, ela passou a compartilhar mais sobre seu cotidiano nas redes sociais

Por Vitória Barbosa em Cotidiano

31 de outubro de 2019 às 17:17

Há 9 meses
As opções de doadores eram Sarah e Natty, familiares de Duda, e um doador do Redome (FOTO: Reprodução/Instagram)

As opções de doadores eram Sarah e Natty, familiares de Duda, e um doador do Redome (FOTO: Reprodução/Instagram)

Na onda dos “chás revelação” de grávidas para descobrir o sexo do bebê, a cearense Duda Riedel organizou uma festa no mesmo estilo para descobrir quem será o seu doador de medula óssea. Desde maio deste ano, a atriz, jornalista e escritora luta contra a leucemia.

As opções eram as familiares Sarah e Natty ou algum doador do banco do Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea. E, nesta quarta-feira (30), ela descobriu que tem 100% de compatibilidade com um doador estrangeiro cadastrado no Redome. A chance de uma compatibilidade tão alta, como no caso da Duda, é uma a cada 100 mil.

“Eu não consigo medir a minha felicidade, eu não conheço essa pessoa, provavelmente só vou conhecer daqui a 2 anos, que é quando liberam para você saber, mas ela já faz parte de mim. Essa pessoa me deu a vida”, conta emocionada.

Em vídeo publicado no Instagram, Duda descreve: “Somos 100% compatíveis e ele não deve nem imaginar, mas se tornou minha pessoa preferida do mundo. Eu já o amo como se fosse parte de mim. Ele me deu a luz. Me deu a oportunidade de renascer”, diz parte da descrição do vídeo feita pela atriz.

Depois que descobriu a doença, a cearense começou a compartilhar vídeos motivacionais e relatar seu dia a dia com a doença. Hoje, Duda tem quase 600 mil seguidores no Instagram, rede social que ela também utiliza para incentivar a doação de sangue, medula óssea e órgãos. Ao final da descrição do vídeo do #CháDaMedula, a jovem mobilizou os seguidores. “Doem sangue, doem órgãos, doem medula, doem vida! Se doem!!! Isso muda a vida”.

Doador de medula óssea

A medula óssea é um tecido líquido-gelatinoso e se localiza na parte interna dos ossos, como é a matriz do sangue. Na medula óssea estão as células-mãe, ou seja, aquelas que dão origem aos elementos figurados do sangue, como hemácias, leucócitos e plaquetas, que ficam deficientes em pacientes com algumas doenças, como a leucemia.

Segundo o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará, (Hemoce), para se tornar um doador de medula óssea, é necessário ter entre 18 e 55 anos de idade, estar em bom estado de saúde e não apresentar histórico de doença neoplásica (câncer), hematológica ou autoimune. O cadastro pode ser feito nos hemocentros e basta ter em mãos um documento de identidade e coletar uma amostra de 10 ml de sangue.

Confira o vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

E se você pudesse salvar a vida de alguém, você salvaria? Você diria sim pra alguém que você nunca viu? Que você ao menos conhece? Disseram sim pra mim. Alguém que nunca me viu, não me conhece e se quer sabe o que tenho enfrentado me disse sim. Alguém de outra parte do mundo resolveu me fazer sonhar novamente. Somos 100% (sim, 10 em 10) compatíveis e ele não deve nem imaginar, mas se tornou minha pessoa preferida do mundo. Eu já o amo como se fosse parte de mim. Ele me deu a luz. Me deu a oportunidade de renascer. Essa pessoa não me salvou apenas, ela salvou toda minha família. Ela deu a oportunidade dos meus pais me verem crescer, de conhecer os futuros filhos das minhas irmãs, de tomar mais um chá com minha avó, de abraçar meus amigos, de garantir novas conquistas, de voar mais alto, de viver. A sensação? É indescritível. A chance de uma compatibilidade tão alta? 1 em cem mil. Eu nunca deixei de ter fé e meu anjo apareceu. Obrigada meu gêmeo de medula, um dia vou te abraçar tão forte que não vou mais te largar. Nos encontraremos daqui um tempo. Vou te procurar, olhar no seu olho e dizer: muito obrigada. Doem sangue, doem órgãos, doem medula, doem vida! Se doem!!! Isso muda a vida. Obrigada redome por existir, obrigada Hemoce por terem buscado esse doador no mundo inteiro, obrigada meu Deus, obrigada minha Santinha Dulce 🙏🏻🙏🏻🙏🏻 #redome #doemedula #tutemforçamenina ♥️

Uma publicação compartilhada por Duda Riedel (@dudariedel) em

Publicidade

Dê sua opinião

100% COMPATÍVEL

Cearense com leucemia faz chá revelação para descobrir doador de medula

Duda Riedel descobriu a doença em maio deste ano. Desde então, ela passou a compartilhar mais sobre seu cotidiano nas redes sociais

Por Vitória Barbosa em Cotidiano

31 de outubro de 2019 às 17:17

Há 9 meses
As opções de doadores eram Sarah e Natty, familiares de Duda, e um doador do Redome (FOTO: Reprodução/Instagram)

As opções de doadores eram Sarah e Natty, familiares de Duda, e um doador do Redome (FOTO: Reprodução/Instagram)

Na onda dos “chás revelação” de grávidas para descobrir o sexo do bebê, a cearense Duda Riedel organizou uma festa no mesmo estilo para descobrir quem será o seu doador de medula óssea. Desde maio deste ano, a atriz, jornalista e escritora luta contra a leucemia.

As opções eram as familiares Sarah e Natty ou algum doador do banco do Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea. E, nesta quarta-feira (30), ela descobriu que tem 100% de compatibilidade com um doador estrangeiro cadastrado no Redome. A chance de uma compatibilidade tão alta, como no caso da Duda, é uma a cada 100 mil.

“Eu não consigo medir a minha felicidade, eu não conheço essa pessoa, provavelmente só vou conhecer daqui a 2 anos, que é quando liberam para você saber, mas ela já faz parte de mim. Essa pessoa me deu a vida”, conta emocionada.

Em vídeo publicado no Instagram, Duda descreve: “Somos 100% compatíveis e ele não deve nem imaginar, mas se tornou minha pessoa preferida do mundo. Eu já o amo como se fosse parte de mim. Ele me deu a luz. Me deu a oportunidade de renascer”, diz parte da descrição do vídeo feita pela atriz.

Depois que descobriu a doença, a cearense começou a compartilhar vídeos motivacionais e relatar seu dia a dia com a doença. Hoje, Duda tem quase 600 mil seguidores no Instagram, rede social que ela também utiliza para incentivar a doação de sangue, medula óssea e órgãos. Ao final da descrição do vídeo do #CháDaMedula, a jovem mobilizou os seguidores. “Doem sangue, doem órgãos, doem medula, doem vida! Se doem!!! Isso muda a vida”.

Doador de medula óssea

A medula óssea é um tecido líquido-gelatinoso e se localiza na parte interna dos ossos, como é a matriz do sangue. Na medula óssea estão as células-mãe, ou seja, aquelas que dão origem aos elementos figurados do sangue, como hemácias, leucócitos e plaquetas, que ficam deficientes em pacientes com algumas doenças, como a leucemia.

Segundo o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará, (Hemoce), para se tornar um doador de medula óssea, é necessário ter entre 18 e 55 anos de idade, estar em bom estado de saúde e não apresentar histórico de doença neoplásica (câncer), hematológica ou autoimune. O cadastro pode ser feito nos hemocentros e basta ter em mãos um documento de identidade e coletar uma amostra de 10 ml de sangue.

Confira o vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

E se você pudesse salvar a vida de alguém, você salvaria? Você diria sim pra alguém que você nunca viu? Que você ao menos conhece? Disseram sim pra mim. Alguém que nunca me viu, não me conhece e se quer sabe o que tenho enfrentado me disse sim. Alguém de outra parte do mundo resolveu me fazer sonhar novamente. Somos 100% (sim, 10 em 10) compatíveis e ele não deve nem imaginar, mas se tornou minha pessoa preferida do mundo. Eu já o amo como se fosse parte de mim. Ele me deu a luz. Me deu a oportunidade de renascer. Essa pessoa não me salvou apenas, ela salvou toda minha família. Ela deu a oportunidade dos meus pais me verem crescer, de conhecer os futuros filhos das minhas irmãs, de tomar mais um chá com minha avó, de abraçar meus amigos, de garantir novas conquistas, de voar mais alto, de viver. A sensação? É indescritível. A chance de uma compatibilidade tão alta? 1 em cem mil. Eu nunca deixei de ter fé e meu anjo apareceu. Obrigada meu gêmeo de medula, um dia vou te abraçar tão forte que não vou mais te largar. Nos encontraremos daqui um tempo. Vou te procurar, olhar no seu olho e dizer: muito obrigada. Doem sangue, doem órgãos, doem medula, doem vida! Se doem!!! Isso muda a vida. Obrigada redome por existir, obrigada Hemoce por terem buscado esse doador no mundo inteiro, obrigada meu Deus, obrigada minha Santinha Dulce 🙏🏻🙏🏻🙏🏻 #redome #doemedula #tutemforçamenina ♥️

Uma publicação compartilhada por Duda Riedel (@dudariedel) em