Especialistas dão dicas para lidar com acidentes durante as férias

O QUE FAZER?

Especialistas dão dicas para lidar com acidentes nas estradas e praias durante as férias

Em casos de acidentes, as pessoas devem acionar o Samu pelo número 192. No caso do Corpo de Bombeiros, basta ligar para 193

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

14 de janeiro de 2020 às 07:00

Há 1 mês

As estradas e as praias são dois cenários que requerem cuidados com acidentes nas férias (FOTOS: Arquivo)

O mês de janeiro é conhecido por ser um período de férias e muitas pessoas aproveitam os dias de folgas para viajar ou ir à praia. Os acidentes também coincidem nesta época, devido à maior movimentação nas estradas e ao aumento do número de banhistas.

Segundo o balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registrados 13 acidentes, que deixaram 22 pessoas feridas durante o feriado de Ano Novo. Não houve registro de mortes. Mas você sabe o que fazer em casos de acidentes nas estradas?

A primeira orientação do médico emergencista Valderi Souza Júnior é verificar o grau de risco de novos acidentes. “Se uma pessoa colidiu contra um poste, contra um objeto fixo, como um muro, ou então em um outro carro e o carro não está tão seguro, se você vai lá ajudar, você pode se tornar outra vítima desse acidente”, alerta.

Ele acrescenta também a importância da sinalização que deve ser colocada em uma distância considerada do local do acidente. Já sobre a realização dos primeiros socorros, Valderi alerta para as pessoas não causar mais danos às vítimas.

“A nossa função enquanto socorrista é, antes de mais nada, não causar mais danos naquilo que já aconteceu. Então, você não deve fazer nada que você não foi treinado e acionar sempre o Samu, para que profissionais venham e resgatem a vítima o quanto antes”, aconselha.

Os cuidados não se restringem apenas às estradas. Segundo o Corpo do Bombeiros, foram registrados 300 ocorrências nas praias do Ceará. Já no dia primeiro de janeiro, as equipes de Bombeiros realizaram 24 resgastes de afogados, sete crianças encontradas e três atendimentos pré-hospitalar.

O major e comandante da primeira companhia do salvamento marítimo do Corpo de Bombeiros, Chailon Fonteles, orienta que aos banhistas a procurar praias com postos de salva-vidas.

“Em locais que não há profissional, as pessoas que não têm conhecimento técnico devem evitar de entrar no mar para salvar alguém que esteja se afogando. Se puder jogar algum material flutuante, como uma boia, uma bola ou uma prancha de surfe. Caso não tenha, ligar para o Corpo de Bombeiros”, adverte Fonteneles.

Em casos de acidentes, as pessoas devem acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) pelo número 192. No caso do Corpo de Bombeiros, basta ligar pelo número 193, que aciona a equipe mais próxima ao local do acidente. 

Confira mais detalhes nos áudios da reportagem de Daniel Rocha para a Tribuna Band News FM:

Publicidade

Dê sua opinião

O QUE FAZER?

Especialistas dão dicas para lidar com acidentes nas estradas e praias durante as férias

Em casos de acidentes, as pessoas devem acionar o Samu pelo número 192. No caso do Corpo de Bombeiros, basta ligar para 193

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

14 de janeiro de 2020 às 07:00

Há 1 mês

As estradas e as praias são dois cenários que requerem cuidados com acidentes nas férias (FOTOS: Arquivo)

O mês de janeiro é conhecido por ser um período de férias e muitas pessoas aproveitam os dias de folgas para viajar ou ir à praia. Os acidentes também coincidem nesta época, devido à maior movimentação nas estradas e ao aumento do número de banhistas.

Segundo o balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registrados 13 acidentes, que deixaram 22 pessoas feridas durante o feriado de Ano Novo. Não houve registro de mortes. Mas você sabe o que fazer em casos de acidentes nas estradas?

A primeira orientação do médico emergencista Valderi Souza Júnior é verificar o grau de risco de novos acidentes. “Se uma pessoa colidiu contra um poste, contra um objeto fixo, como um muro, ou então em um outro carro e o carro não está tão seguro, se você vai lá ajudar, você pode se tornar outra vítima desse acidente”, alerta.

Ele acrescenta também a importância da sinalização que deve ser colocada em uma distância considerada do local do acidente. Já sobre a realização dos primeiros socorros, Valderi alerta para as pessoas não causar mais danos às vítimas.

“A nossa função enquanto socorrista é, antes de mais nada, não causar mais danos naquilo que já aconteceu. Então, você não deve fazer nada que você não foi treinado e acionar sempre o Samu, para que profissionais venham e resgatem a vítima o quanto antes”, aconselha.

Os cuidados não se restringem apenas às estradas. Segundo o Corpo do Bombeiros, foram registrados 300 ocorrências nas praias do Ceará. Já no dia primeiro de janeiro, as equipes de Bombeiros realizaram 24 resgastes de afogados, sete crianças encontradas e três atendimentos pré-hospitalar.

O major e comandante da primeira companhia do salvamento marítimo do Corpo de Bombeiros, Chailon Fonteles, orienta que aos banhistas a procurar praias com postos de salva-vidas.

“Em locais que não há profissional, as pessoas que não têm conhecimento técnico devem evitar de entrar no mar para salvar alguém que esteja se afogando. Se puder jogar algum material flutuante, como uma boia, uma bola ou uma prancha de surfe. Caso não tenha, ligar para o Corpo de Bombeiros”, adverte Fonteneles.

Em casos de acidentes, as pessoas devem acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) pelo número 192. No caso do Corpo de Bombeiros, basta ligar pelo número 193, que aciona a equipe mais próxima ao local do acidente. 

Confira mais detalhes nos áudios da reportagem de Daniel Rocha para a Tribuna Band News FM: