Esposa de montanhista cearense diz que apoiaria plano para 3ª tentativa de subida do Everest


Esposa de montanhista cearense diz que apoiaria 3ª tentativa de subida ao Everest

Em duas tentativas de chegada de Rosier Alexandre ao cume da montanha, duas avalanches arrasaram o plano e deixaram uma lista de óbitos na equipe

Por Hayanne Narlla em Cotidiano

29 de abril de 2015 às 07:45

Há 5 anos
Campo base do Everest dias antes do terremoto (FOTO: Reprodução Facebook)

Campo base do Everest dias antes do terremoto (FOTO: Reprodução Facebook)

Em 2014, não deu certo. Em 2015, também não. O montanhista Rosier Alexandre não teve sorte ao tentar escalar o Monte Everest. Em duas tentativas seguidas, duas avalanches arrasaram o plano e ainda deixaram óbitos na equipe.

A esposa do montanhista, Danúbia Pereira, não descarta que ele possa desistir, mas ressalta que o marido é bastante determinado e que apoiará sua decisão. “No momento não estamos pensando nisso [tentar escalar o Everest novamente]. Não temos condições ainda de refletir sobre isso, por causa das circunstâncias”, explica.

Avalanche de 2015

Após escapar de avalanche em consequência de tremores de terra no Nepal, o cearense foi resgatado de helicóptero do Monte Everest, na última segunda-feira (27). Atualmente, o alpinista e parte de sua equipe estão num vilarejo chamado Gorakshep.

A expectativa é que, dentro de três dias, Rosier viaje para a capital do país para preparar seu retorno. “Não há previsão de chegada. Nepal está um caos, o aeroporto está sem funcionar regularmente”, explicou a esposa. O acidente deixou 20 pessoas mortas, incluindo uma médica da equipe de Rosier.

Acidente em 2014

Durante a tentativa de 2014, um grande bloco de gelo deslizou da montanha e matou 16 pessoas que tentavam chegar ao cume do Everest. Rosier estava em um nível abaixo, por isso não foi atingido. Da equipe do cearense, três pessoas morreram e duas ficaram hospitalizadas. Desta vez, no grupo de 15 pessoas, morreu a médica tailandesa Eve Girawong.

Publicidade

Dê sua opinião

Esposa de montanhista cearense diz que apoiaria 3ª tentativa de subida ao Everest

Em duas tentativas de chegada de Rosier Alexandre ao cume da montanha, duas avalanches arrasaram o plano e deixaram uma lista de óbitos na equipe

Por Hayanne Narlla em Cotidiano

29 de abril de 2015 às 07:45

Há 5 anos
Campo base do Everest dias antes do terremoto (FOTO: Reprodução Facebook)

Campo base do Everest dias antes do terremoto (FOTO: Reprodução Facebook)

Em 2014, não deu certo. Em 2015, também não. O montanhista Rosier Alexandre não teve sorte ao tentar escalar o Monte Everest. Em duas tentativas seguidas, duas avalanches arrasaram o plano e ainda deixaram óbitos na equipe.

A esposa do montanhista, Danúbia Pereira, não descarta que ele possa desistir, mas ressalta que o marido é bastante determinado e que apoiará sua decisão. “No momento não estamos pensando nisso [tentar escalar o Everest novamente]. Não temos condições ainda de refletir sobre isso, por causa das circunstâncias”, explica.

Avalanche de 2015

Após escapar de avalanche em consequência de tremores de terra no Nepal, o cearense foi resgatado de helicóptero do Monte Everest, na última segunda-feira (27). Atualmente, o alpinista e parte de sua equipe estão num vilarejo chamado Gorakshep.

A expectativa é que, dentro de três dias, Rosier viaje para a capital do país para preparar seu retorno. “Não há previsão de chegada. Nepal está um caos, o aeroporto está sem funcionar regularmente”, explicou a esposa. O acidente deixou 20 pessoas mortas, incluindo uma médica da equipe de Rosier.

Acidente em 2014

Durante a tentativa de 2014, um grande bloco de gelo deslizou da montanha e matou 16 pessoas que tentavam chegar ao cume do Everest. Rosier estava em um nível abaixo, por isso não foi atingido. Da equipe do cearense, três pessoas morreram e duas ficaram hospitalizadas. Desta vez, no grupo de 15 pessoas, morreu a médica tailandesa Eve Girawong.