Mais de 500 taxistas fazem carreata em protesto contra serviços piratas em Fortaleza


Mais de 500 taxistas fazem carreata em protesto contra serviços piratas em Fortaleza

Segundo o presidente do Sinditaxi, Vicente de Paula Oliveira, o objetivo do movimento é cobrar que medidas sejam tomadas contra a pirataria no setor

Por Roberta Tavares em Cotidiano

18 de março de 2015 às 09:00

Há 5 anos
Em protesto, taxistas pedem maior fiscalização da pirataria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Em protesto, taxistas pedem maior fiscalização da pirataria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Os taxistas do Ceará realizam protesto na manhã desta quarta-feira (18) com o objetivo de reivindicar maior fiscalização dos táxis piratas que trafegam em Fortaleza. A concentração iniciou às 7h30, na Avenida Leste-Oeste, próximo à Igreja de Santa Edwiges.

Às 9h, os mais de 500 taxistas iniciaram carreata, seguindo pela Avenida Monsenhor Tabosa, em direção à Câmara Municipal, no Bairro Luciano Cavalcante. Segundo o presidente do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi), Vicente de Paula Oliveira, o objetivo do movimento é cobrar que medidas sejam tomadas contra a pirataria no setor. Para ele, é preciso que haja maior fiscalização e punição aos táxis piratas.

O prefeito Roberto Cláudio havia anunciado, no dia 10 de março, o envio de proposta à Câmara Municipal para aumentar a multa para quem for flagrado conduzindo táxi clandestino. Atualmente, o valor é de R$ 688.

Veja as fotos:

Protesto taxistas
1/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Protesto taxistas
2/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Protesto taxistas
3/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Protesto taxistas
4/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Outro protesto

No início do mês, um grupo de taxistas realizou protesto com o mesmo objetivo pelas ruas do Bairro Aldeota. Os profissionais ocuparam as vias com os veículos, deixando o trânsito complicado. Também foi registrada manifestação na via de acesso ao Aeroporto Internacional Pinto Martins. De acordo com o presidente Vicente de Paula, o movimento foi espontâneo e não teve apoio do sindicato.

A bandeirada atual registrada no taxímetro é de R$ 4. A Bandeira 1, que funciona de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h e sábado a partir de 13h, é de R$ 2. Já Bandeira 2, que funciona nos dias úteis de 20h às 6h, nos sábados a partir de 13h e nos domingos e feriados é de R$ 3. Nos táxis clandestinos, o valor das corridas é definido por uma tabela com preços fixos já pré-estabelecidos.

*Colaborou Juliana Marques, da Tribuna BandNews

Publicidade

Dê sua opinião

Mais de 500 taxistas fazem carreata em protesto contra serviços piratas em Fortaleza

Segundo o presidente do Sinditaxi, Vicente de Paula Oliveira, o objetivo do movimento é cobrar que medidas sejam tomadas contra a pirataria no setor

Por Roberta Tavares em Cotidiano

18 de março de 2015 às 09:00

Há 5 anos
Em protesto, taxistas pedem maior fiscalização da pirataria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Em protesto, taxistas pedem maior fiscalização da pirataria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Os taxistas do Ceará realizam protesto na manhã desta quarta-feira (18) com o objetivo de reivindicar maior fiscalização dos táxis piratas que trafegam em Fortaleza. A concentração iniciou às 7h30, na Avenida Leste-Oeste, próximo à Igreja de Santa Edwiges.

Às 9h, os mais de 500 taxistas iniciaram carreata, seguindo pela Avenida Monsenhor Tabosa, em direção à Câmara Municipal, no Bairro Luciano Cavalcante. Segundo o presidente do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi), Vicente de Paula Oliveira, o objetivo do movimento é cobrar que medidas sejam tomadas contra a pirataria no setor. Para ele, é preciso que haja maior fiscalização e punição aos táxis piratas.

O prefeito Roberto Cláudio havia anunciado, no dia 10 de março, o envio de proposta à Câmara Municipal para aumentar a multa para quem for flagrado conduzindo táxi clandestino. Atualmente, o valor é de R$ 688.

Veja as fotos:

Protesto taxistas
1/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Protesto taxistas
2/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Protesto taxistas
3/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Protesto taxistas
4/4

Protesto taxistas

Movimento reuniu mais de 500 profissionais da categoria (FOTO: Tribuna BandNews/Juliana Marques)

Outro protesto

No início do mês, um grupo de taxistas realizou protesto com o mesmo objetivo pelas ruas do Bairro Aldeota. Os profissionais ocuparam as vias com os veículos, deixando o trânsito complicado. Também foi registrada manifestação na via de acesso ao Aeroporto Internacional Pinto Martins. De acordo com o presidente Vicente de Paula, o movimento foi espontâneo e não teve apoio do sindicato.

A bandeirada atual registrada no taxímetro é de R$ 4. A Bandeira 1, que funciona de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h e sábado a partir de 13h, é de R$ 2. Já Bandeira 2, que funciona nos dias úteis de 20h às 6h, nos sábados a partir de 13h e nos domingos e feriados é de R$ 3. Nos táxis clandestinos, o valor das corridas é definido por uma tabela com preços fixos já pré-estabelecidos.

*Colaborou Juliana Marques, da Tribuna BandNews