Motoristas de ônibus farão greve em Fortaleza na próxima quarta-feira


Motoristas de ônibus farão greve em Fortaleza na próxima quarta-feira

O anúncio veio dois dias depois da paralisação dos ônibus em Fortaleza, em protesto contra a insegurança que sofrem motoristas e cobradores

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

31 de maio de 2014 às 17:03

Há 6 anos

Os motoristas e cobradores de ônibus de Fortaleza decidiram em assembleia, neste sábado (31), paralisar as atividades na próxima quarta-feira (4). A decisão acompanha o movimento nacional por reivindicação de melhorias na saúde e na educação.

O anúncio veio dois dias depois da paralisação dos ônibus em Fortaleza, em protesto contra a insegurança que sofrem motoristas e cobradores. Na quarta-feira (28), o motorista Francisco Erivaldo, de 55 anos, foi morto a facadas durante assalto.

Os trabalhadores suspenderam as atividades na quinta-feira. No dia seguinte, seis dos sete terminais de ônibus de Fortaleza voltaram a funcionar. O terminal do Siqueira, próximo ao local do crime, voltou a operar neste sábado.

Após cerca de 600 assaltos a ônibus somente em 2014 em Fortaleza, a categoria cobra segurança. “O nosso objetivo é chamar atenção das autoridades, porque nós não temos condições de trabalhar”, reclama Reginaldo Nascimento, diretor do Sindicato dos Motoristas.

Com a paralisação dos ônibus na quinta-feira, a população precisou se locomover como foi possível (FOTO: George Alen)

Com a paralisação dos ônibus na quinta-feira, a população precisou se locomover como foi possível (FOTO: George Alen)

Publicidade

Dê sua opinião

Motoristas de ônibus farão greve em Fortaleza na próxima quarta-feira

O anúncio veio dois dias depois da paralisação dos ônibus em Fortaleza, em protesto contra a insegurança que sofrem motoristas e cobradores

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

31 de maio de 2014 às 17:03

Há 6 anos

Os motoristas e cobradores de ônibus de Fortaleza decidiram em assembleia, neste sábado (31), paralisar as atividades na próxima quarta-feira (4). A decisão acompanha o movimento nacional por reivindicação de melhorias na saúde e na educação.

O anúncio veio dois dias depois da paralisação dos ônibus em Fortaleza, em protesto contra a insegurança que sofrem motoristas e cobradores. Na quarta-feira (28), o motorista Francisco Erivaldo, de 55 anos, foi morto a facadas durante assalto.

Os trabalhadores suspenderam as atividades na quinta-feira. No dia seguinte, seis dos sete terminais de ônibus de Fortaleza voltaram a funcionar. O terminal do Siqueira, próximo ao local do crime, voltou a operar neste sábado.

Após cerca de 600 assaltos a ônibus somente em 2014 em Fortaleza, a categoria cobra segurança. “O nosso objetivo é chamar atenção das autoridades, porque nós não temos condições de trabalhar”, reclama Reginaldo Nascimento, diretor do Sindicato dos Motoristas.

Com a paralisação dos ônibus na quinta-feira, a população precisou se locomover como foi possível (FOTO: George Alen)

Com a paralisação dos ônibus na quinta-feira, a população precisou se locomover como foi possível (FOTO: George Alen)