Projeto sugere desapropriação de terreno do Edifício Andrea para construção de praça

TRAMITA NA CÂMARA

Projeto sugere desapropriação de terreno do Edifício Andrea para construção de praça

A inciativa tem o objetivo de preservar a memória das vítimas da tragédia e ser um alerta permanente contra negligências em construção de prédios em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

4 de dezembro de 2019 às 17:15

Há 2 meses
O Edifício Andrea era um prédio residencial de sete andares e 14 apartamentos (FOTO: Caucaia/Imagens aéreas)

O Edifício Andrea era um prédio residencial de sete andares e 14 apartamentos (FOTO: Caucaia/Imagens aéreas)

Um projeto que tramita na Câmara Municipal de Fortaleza propõe a desapropriação do terreno onde aconteceu o desabamento do Edifício Andrea. A ideia é construir uma praça e um memorial. Além de ser uma forma de preservar a memória das vítimas da tragédia, o espaço a ser construído também pretende ser um alerta permanente contra negligências em construção de prédios, diz o documento.

“É importante destacar que a tragédia do Edifício Andrea já provocou várias manifestações de apoio e solidariedade aos familiares das vítimas, como a iniciativa do grafiteiro Edinardo Lucas que, à frente do Coletivo Lápis de Lata, e com a participação de dois amigos, desenharam flores, aves e um bombeiro com asas, e mais os nomes das pessoas que perderam a vida, nas paredes dos muros próximos ao local do desabamento”, lembra o vereador Evaldo Lima (PCdoB), autor do projeto.

Depois de cinco dias de resgate e busca por vítimas, os escombros foram retirados. O documento indica, ainda, que o valor investido pelo Poder Executivo para desapropriar o terreno deverá ser dividido entre os antigos proprietários dos apartamentos. O Projeto de Indicação está atualmente nas Comissões Técnicas do Parlamento Municipal.

Localizado no bairro Dionísio Torres, no cruzamento das Ruas Tomás Acioli com Tibúrcio Cavalcante, o Edifício Andrea desabou na manhã do dia 15 de outubro. A tragédia deixou nove pessoas mortas e sete feridas.

Publicidade

Dê sua opinião

TRAMITA NA CÂMARA

Projeto sugere desapropriação de terreno do Edifício Andrea para construção de praça

A inciativa tem o objetivo de preservar a memória das vítimas da tragédia e ser um alerta permanente contra negligências em construção de prédios em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

4 de dezembro de 2019 às 17:15

Há 2 meses
O Edifício Andrea era um prédio residencial de sete andares e 14 apartamentos (FOTO: Caucaia/Imagens aéreas)

O Edifício Andrea era um prédio residencial de sete andares e 14 apartamentos (FOTO: Caucaia/Imagens aéreas)

Um projeto que tramita na Câmara Municipal de Fortaleza propõe a desapropriação do terreno onde aconteceu o desabamento do Edifício Andrea. A ideia é construir uma praça e um memorial. Além de ser uma forma de preservar a memória das vítimas da tragédia, o espaço a ser construído também pretende ser um alerta permanente contra negligências em construção de prédios, diz o documento.

“É importante destacar que a tragédia do Edifício Andrea já provocou várias manifestações de apoio e solidariedade aos familiares das vítimas, como a iniciativa do grafiteiro Edinardo Lucas que, à frente do Coletivo Lápis de Lata, e com a participação de dois amigos, desenharam flores, aves e um bombeiro com asas, e mais os nomes das pessoas que perderam a vida, nas paredes dos muros próximos ao local do desabamento”, lembra o vereador Evaldo Lima (PCdoB), autor do projeto.

Depois de cinco dias de resgate e busca por vítimas, os escombros foram retirados. O documento indica, ainda, que o valor investido pelo Poder Executivo para desapropriar o terreno deverá ser dividido entre os antigos proprietários dos apartamentos. O Projeto de Indicação está atualmente nas Comissões Técnicas do Parlamento Municipal.

Localizado no bairro Dionísio Torres, no cruzamento das Ruas Tomás Acioli com Tibúrcio Cavalcante, o Edifício Andrea desabou na manhã do dia 15 de outubro. A tragédia deixou nove pessoas mortas e sete feridas.