Motoristas e cobradores fecham terminais de ônibus em Fortaleza


Rodoviários devem continuar protestos durante todo o dia em Fortaleza

Paralisação acontece após violência registrada contra motorista e cobrador de um ônibus no Bairro Siqueira

Por Roberta Tavares em Cotidiano

29 de maio de 2014 às 07:39

Há 6 anos
Categoria pede mais segurança no trabalho (FOTO: Márcio Lima/Whatsapp Tribuna)

Categoria pede mais segurança no trabalho (FOTO: Márcio Lima/Whatsapp Tribuna)

Os motoristas e cobradores de ônibus devem permanecer com as atividades paralisadas durante todo o dia, em Fortaleza. O objetivo é solicitar mais segurança nos transportes coletivos, em decorrência de outro caso de violência contra a categoria registrado na noite de quarta-feira. A paralisação, iniciada por volta das 22h de quarta-feira (28), acontece a 14 dias da Copa do Mundo.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Ceará (Sintro), Domingo Neto, os sete terminais de ônibus devem permanecer fechados. “Além dos terminais, os motoristas e cobradores de ônibus que circulam no Centro da cidade também participam da manifestação”.

Equipes do Sintro dão orientações sobre o protesto à categoria no Parque das Crianças, Praça da Estação, Avenida do Imperador e Avenida João Pessoa. Confira a situação do trânsito na capital.

Segundo o presidente, a intenção é reunir-se com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus) e com a Secretaria de Segurança Pública (SPPDS), a fim de resolver o problema de insegurança nos coletivos.

“Há indignação e revolta. Está difícil voltar a trabalhar desse jeito”, reclama o diretor do Sintro, Flávio Braz de Sousa.

Violência

Motorista e cobrador da linha Parque Santa Maria/Siqueira foram feridos em uma tentativa de assalto a ônibus, próximo à Avenida Osório de Paiva, no Bairro Siqueira, na noite de quarta-feira. O condutor Francisco Erivaldo Marinho, de 55 anos, foi esfaqueado e levado ao Frotinha da Parangaba, onde passou por cirurgia. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu às 7h desta quinta-feira.

A segunda vítima, o trocador identificado como Francisco Valdenir Carneiro, foi encaminhado para o Instituto Dr. José Frota (IJF). Conforme a assessoria da unidade de saúde, ele segue estável. Esse é o segundo ataque a ônibus, com pessoas feridas, em menos de uma semana. O primeiro caso ocorreu no Bairro Álvaro Weyne.

No início da noite de quarta-feira, a categoria fechou o terminal do Siqueira. Houve confusão e vandalismo. Vários ônibus foram quebrados e tiveram os pneus furados. O Batalhão de Choque foi acionado.

Na manhã desta quinta-feira (29), motoristas e cobradores também fecharam os terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Lagoa, Messejana, Papicu e Parangaba. Nenhum ônibus entra nem sai. No Terminal do Siqueira, passageiros estão do lado de fora sem saber o que fazer para seguir o seu destino. Vários ônibus estão estacionados. Houve tentativa de linchamento de um suposto assaltante no local.

Assista à reportagem exibida no programa Barra Pesada:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15052713″]

Publicidade

Dê sua opinião

Rodoviários devem continuar protestos durante todo o dia em Fortaleza

Paralisação acontece após violência registrada contra motorista e cobrador de um ônibus no Bairro Siqueira

Por Roberta Tavares em Cotidiano

29 de maio de 2014 às 07:39

Há 6 anos
Categoria pede mais segurança no trabalho (FOTO: Márcio Lima/Whatsapp Tribuna)

Categoria pede mais segurança no trabalho (FOTO: Márcio Lima/Whatsapp Tribuna)

Os motoristas e cobradores de ônibus devem permanecer com as atividades paralisadas durante todo o dia, em Fortaleza. O objetivo é solicitar mais segurança nos transportes coletivos, em decorrência de outro caso de violência contra a categoria registrado na noite de quarta-feira. A paralisação, iniciada por volta das 22h de quarta-feira (28), acontece a 14 dias da Copa do Mundo.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Ceará (Sintro), Domingo Neto, os sete terminais de ônibus devem permanecer fechados. “Além dos terminais, os motoristas e cobradores de ônibus que circulam no Centro da cidade também participam da manifestação”.

Equipes do Sintro dão orientações sobre o protesto à categoria no Parque das Crianças, Praça da Estação, Avenida do Imperador e Avenida João Pessoa. Confira a situação do trânsito na capital.

Segundo o presidente, a intenção é reunir-se com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus) e com a Secretaria de Segurança Pública (SPPDS), a fim de resolver o problema de insegurança nos coletivos.

“Há indignação e revolta. Está difícil voltar a trabalhar desse jeito”, reclama o diretor do Sintro, Flávio Braz de Sousa.

Violência

Motorista e cobrador da linha Parque Santa Maria/Siqueira foram feridos em uma tentativa de assalto a ônibus, próximo à Avenida Osório de Paiva, no Bairro Siqueira, na noite de quarta-feira. O condutor Francisco Erivaldo Marinho, de 55 anos, foi esfaqueado e levado ao Frotinha da Parangaba, onde passou por cirurgia. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu às 7h desta quinta-feira.

A segunda vítima, o trocador identificado como Francisco Valdenir Carneiro, foi encaminhado para o Instituto Dr. José Frota (IJF). Conforme a assessoria da unidade de saúde, ele segue estável. Esse é o segundo ataque a ônibus, com pessoas feridas, em menos de uma semana. O primeiro caso ocorreu no Bairro Álvaro Weyne.

No início da noite de quarta-feira, a categoria fechou o terminal do Siqueira. Houve confusão e vandalismo. Vários ônibus foram quebrados e tiveram os pneus furados. O Batalhão de Choque foi acionado.

Na manhã desta quinta-feira (29), motoristas e cobradores também fecharam os terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Lagoa, Messejana, Papicu e Parangaba. Nenhum ônibus entra nem sai. No Terminal do Siqueira, passageiros estão do lado de fora sem saber o que fazer para seguir o seu destino. Vários ônibus estão estacionados. Houve tentativa de linchamento de um suposto assaltante no local.

Assista à reportagem exibida no programa Barra Pesada:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15052713″]