Saiba o que fazer quando uma árvore cai em cima do seu carro

QUEM PAGA?

Saiba o que fazer quando uma árvore cai em cima do seu carro e gera prejuízo

Alguns registros de queda de árvores são comuns na quadra chuvosa. Mas quando esse “acidente natural” acontece com veículos, quem é que paga?

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

18 de janeiro de 2020 às 06:26

Há 6 meses
queda-arvore

Queda de árvore causa prejuízo a donos de carro. (FOTO: Iago Monteiro/Tribuna do Ceará)

Basta cair uma chuva acompanhada de ventos fortes para que uma parcela da população fique preocupada. Alguns registros de queda de árvores são comuns neste período. Mas quando esse “acidente natural” acontece com veículos, quem é que paga?

Para o usuário que tem seguro, o corretor Leniebson Rocha esclarece como é feita a cobertura do seguro automotivo. “Se for um sinistro de danos parciais, o cliente vai pagar a franquia contratada e a seguradora paga o restante do orçamento. Se o veículo não for passível de recuperação ou se o veículo atingir mais de 75% do valor de mercado do veículo, a seguradora vai ficar com o que se salvou do veículo e vai indenizar o cliente”, descreve.

Segundo Leniebson, na maioria dos casos, o assegurado não sabe que tem direito a esse modelo de amparo pelos danos ocorridos. “Esta cobertura é válida pela apólice. Então, cresce, sim, a utilização do seguro nessa época. Porém, há necessidade de esclarecermos o cliente dessa cobertura. Por isso, é importante o cliente contratar uma empresa de seguras para lhe prestar consultoria”, explica.

Mesmo com histórico de queda da árvore no bairro onde estaciona diariamente, deixar o carro do outro lado da rua não foi a melhor alternativa, como relembra a jornalista Michele Boroh.

“O perigo não é só estacionar se você estiver embaixo da árvore. O perigo é se você estiver ao alcance. No meu caso, foram os últimos galhos, os mais altos, que caíram e atingiram meu carro, do outro lado da calçada. Eu já tinha tomado cuidado de não estacionar próximo e acabei sendo atingida”, recorda ela.

Apesar dos danos com o veículo, Michele conseguiu arcar com todas as despesas. “Eu não tive tanto prejuízo financeiro, até porque eu corri logo com o que tinha que consertar. Foi mais vidro, parabrisa, que tive que consertar”, lista.

De acordo com o superintendente da Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (URBFor), Régis Tavares, os serviços de podas em logradouros públicos são realizados durante todo o ano. Segundo o órgão, no ano passado, foram realizados 13.673 serviços de podas.

Régis ressalta ainda que quando uma árvore residencial cai, o dono pode arcar com os prejuízos causados pela planta. “O proprietário é, sim, responsável por eventuais danos causados por árvores que estão em sua propriedade. Porém, para agir nessas árvores, tanto em termos preventivos quanto definitivos, ele precisa solicitar autorização da Prefeitura de Fortaleza, que é expedida pelas secretarias regionais”, destaca o superintendente.

Confira os áudios da reportagem de Júnior Colucci para a rádio Tribuna Band News FM:

Publicidade

Dê sua opinião

QUEM PAGA?

Saiba o que fazer quando uma árvore cai em cima do seu carro e gera prejuízo

Alguns registros de queda de árvores são comuns na quadra chuvosa. Mas quando esse “acidente natural” acontece com veículos, quem é que paga?

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

18 de janeiro de 2020 às 06:26

Há 6 meses
queda-arvore

Queda de árvore causa prejuízo a donos de carro. (FOTO: Iago Monteiro/Tribuna do Ceará)

Basta cair uma chuva acompanhada de ventos fortes para que uma parcela da população fique preocupada. Alguns registros de queda de árvores são comuns neste período. Mas quando esse “acidente natural” acontece com veículos, quem é que paga?

Para o usuário que tem seguro, o corretor Leniebson Rocha esclarece como é feita a cobertura do seguro automotivo. “Se for um sinistro de danos parciais, o cliente vai pagar a franquia contratada e a seguradora paga o restante do orçamento. Se o veículo não for passível de recuperação ou se o veículo atingir mais de 75% do valor de mercado do veículo, a seguradora vai ficar com o que se salvou do veículo e vai indenizar o cliente”, descreve.

Segundo Leniebson, na maioria dos casos, o assegurado não sabe que tem direito a esse modelo de amparo pelos danos ocorridos. “Esta cobertura é válida pela apólice. Então, cresce, sim, a utilização do seguro nessa época. Porém, há necessidade de esclarecermos o cliente dessa cobertura. Por isso, é importante o cliente contratar uma empresa de seguras para lhe prestar consultoria”, explica.

Mesmo com histórico de queda da árvore no bairro onde estaciona diariamente, deixar o carro do outro lado da rua não foi a melhor alternativa, como relembra a jornalista Michele Boroh.

“O perigo não é só estacionar se você estiver embaixo da árvore. O perigo é se você estiver ao alcance. No meu caso, foram os últimos galhos, os mais altos, que caíram e atingiram meu carro, do outro lado da calçada. Eu já tinha tomado cuidado de não estacionar próximo e acabei sendo atingida”, recorda ela.

Apesar dos danos com o veículo, Michele conseguiu arcar com todas as despesas. “Eu não tive tanto prejuízo financeiro, até porque eu corri logo com o que tinha que consertar. Foi mais vidro, parabrisa, que tive que consertar”, lista.

De acordo com o superintendente da Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (URBFor), Régis Tavares, os serviços de podas em logradouros públicos são realizados durante todo o ano. Segundo o órgão, no ano passado, foram realizados 13.673 serviços de podas.

Régis ressalta ainda que quando uma árvore residencial cai, o dono pode arcar com os prejuízos causados pela planta. “O proprietário é, sim, responsável por eventuais danos causados por árvores que estão em sua propriedade. Porém, para agir nessas árvores, tanto em termos preventivos quanto definitivos, ele precisa solicitar autorização da Prefeitura de Fortaleza, que é expedida pelas secretarias regionais”, destaca o superintendente.

Confira os áudios da reportagem de Júnior Colucci para a rádio Tribuna Band News FM: