Saiba quais cuidados o ciclista deve ter ao trafegar em área sem ciclovia ou ciclofaixa

SEGURANÇA

Saiba quais cuidados o ciclista deve ter ao trafegar em área sem ciclovia ou ciclofaixa

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

13 de janeiro de 2020 às 07:00

Há 1 mês
Ciclistas devem circular sempre pela direita, caso não haja ciclovias e ciclofaixas (FOTO: Divulgação)

Ciclistas devem circular sempre pela direita, caso não haja ciclovias e ciclofaixas (FOTO: Divulgação)

Um ciclista de 70 anos morreu atropelado por um ônibus de transporte coletivo no bairro Damas, em Fortaleza, no dia 4 de janeiro. Ele pedalava em uma avenida onde não há ciclofaixa, mas de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela segurança dos pedestres.

Isso significa que os veículos automotores devem, sim, tomar cuidado com os ciclistas. No entanto, quem anda de bicicleta pela cidade também assume algumas responsabilidades no trânsito.

O advogado especialista em trânsito, Rodrigo Nóbrega, esclarece que as regras garantem a segurança do ciclista. “No trânsito todo mundo tem que seguir regras, incluindo o pedestre e o ciclista. No caso do ciclista, por exemplo, ele não pode fora de ciclovias ou ciclofaixas e não pode circular no sentido contrário ao sentido dos veículos. Inclusive, o código de Trânsito Brasileiro prevê multa caso ele não cumpra algum desses deveres”, explicou.

Rodrigo também ressalta que, caso o ciclista circule em um área que não tenha via exclusiva, ele deve manter-se à direita da pista: “Em regra geral o ciclista tem que pedalar na ciclovia ou na ciclofaixa. Caso não tenha essa estrutura na via, ele tem que circular na lateral da pista. O sentido que ele tem que pedalar é sempre o mesmo sentido do veículo, salvo se a sinalização permitir o sentido contrário”

O professor de Educação Física e também professor da escola de ciclistas, Dênio Coelho, orienta sobre outras formas de garantir a segurança no trânsito. “O primeiro item de segurança é evitar andar na contramão, se fazer ser visto, durante o dia, utilizar os braços como ajuda na hora de fazer uma conversão e, durante a noite, utilizar luzes piscantes ou roupas fluorescentes e, em qualquer situação, usar o capacete”.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura, em Fortaleza há 285 km de ciclovias e ciclofaixas. O engenheiro da Prefeitura, Gustavo Pinheiro, reforça que haverá a implantação de mais áreas destinadas aos ciclistas até o final deste ano. “Em janeiro vão ser implantadas ciclofaixas na rua Coronel Carvalho e na rua Hermes Paraíba, na região do bairro Vila Velha, e a gente tem a meta de terminar o ano de 2020 com uma 400 km de malha cicloviária”.

Gustavo Pinheiro comenta que os dados do Relatório Anual de Segurança Viária da Prefeitura de Fortaleza revelam que houve redução dos acidentes de trânsito envolvendo ciclistas após a implantação da malha cicloviária na cidade.

Para que os motoristas garantam a segurança dos ciclistas em ruas e avenidas onde não há ciclovias e ciclofaixas, é necessário transitar a uma distância de pelo menos 1,5 metro do ciclista, aguardando o momento ideal para fazer a ultrapassagem.

Confira a matéria de Lôrrane Mendonça, da Tribuna BandNews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

SEGURANÇA

Saiba quais cuidados o ciclista deve ter ao trafegar em área sem ciclovia ou ciclofaixa

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

13 de janeiro de 2020 às 07:00

Há 1 mês
Ciclistas devem circular sempre pela direita, caso não haja ciclovias e ciclofaixas (FOTO: Divulgação)

Ciclistas devem circular sempre pela direita, caso não haja ciclovias e ciclofaixas (FOTO: Divulgação)

Um ciclista de 70 anos morreu atropelado por um ônibus de transporte coletivo no bairro Damas, em Fortaleza, no dia 4 de janeiro. Ele pedalava em uma avenida onde não há ciclofaixa, mas de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela segurança dos pedestres.

Isso significa que os veículos automotores devem, sim, tomar cuidado com os ciclistas. No entanto, quem anda de bicicleta pela cidade também assume algumas responsabilidades no trânsito.

O advogado especialista em trânsito, Rodrigo Nóbrega, esclarece que as regras garantem a segurança do ciclista. “No trânsito todo mundo tem que seguir regras, incluindo o pedestre e o ciclista. No caso do ciclista, por exemplo, ele não pode fora de ciclovias ou ciclofaixas e não pode circular no sentido contrário ao sentido dos veículos. Inclusive, o código de Trânsito Brasileiro prevê multa caso ele não cumpra algum desses deveres”, explicou.

Rodrigo também ressalta que, caso o ciclista circule em um área que não tenha via exclusiva, ele deve manter-se à direita da pista: “Em regra geral o ciclista tem que pedalar na ciclovia ou na ciclofaixa. Caso não tenha essa estrutura na via, ele tem que circular na lateral da pista. O sentido que ele tem que pedalar é sempre o mesmo sentido do veículo, salvo se a sinalização permitir o sentido contrário”

O professor de Educação Física e também professor da escola de ciclistas, Dênio Coelho, orienta sobre outras formas de garantir a segurança no trânsito. “O primeiro item de segurança é evitar andar na contramão, se fazer ser visto, durante o dia, utilizar os braços como ajuda na hora de fazer uma conversão e, durante a noite, utilizar luzes piscantes ou roupas fluorescentes e, em qualquer situação, usar o capacete”.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura, em Fortaleza há 285 km de ciclovias e ciclofaixas. O engenheiro da Prefeitura, Gustavo Pinheiro, reforça que haverá a implantação de mais áreas destinadas aos ciclistas até o final deste ano. “Em janeiro vão ser implantadas ciclofaixas na rua Coronel Carvalho e na rua Hermes Paraíba, na região do bairro Vila Velha, e a gente tem a meta de terminar o ano de 2020 com uma 400 km de malha cicloviária”.

Gustavo Pinheiro comenta que os dados do Relatório Anual de Segurança Viária da Prefeitura de Fortaleza revelam que houve redução dos acidentes de trânsito envolvendo ciclistas após a implantação da malha cicloviária na cidade.

Para que os motoristas garantam a segurança dos ciclistas em ruas e avenidas onde não há ciclovias e ciclofaixas, é necessário transitar a uma distância de pelo menos 1,5 metro do ciclista, aguardando o momento ideal para fazer a ultrapassagem.

Confira a matéria de Lôrrane Mendonça, da Tribuna BandNews FM: