UFC abre sindicância para apurar denúncias de assédio sexual no Campus do Pici

INVESTIGAÇÃO

UFC abre sindicância para apurar denúncias de assédio sexual no Campus do Pici

Segundo o Centro Acadêmico do curso de Zootecnia, os casos seriam praticados por um grupo de alunos dentro do campus do Pici, nos últimos meses

Por Vitória Barbosa em Cotidiano

24 de outubro de 2019 às 20:19

Há 6 meses
Casos denunciados estariam ocorrendo no Campus do Pici (FOTO: Divulgação)

Casos denunciados estariam ocorrendo no Campus do Pici (FOTO: Divulgação)

A Universidade Federal do Ceará (UFC) abriu sindicância para apurar denúncias de assédio sexual dentro da instituição. Segundo o Centro Acadêmico do curso de Zootecnia, os casos seriam praticados por um grupo de alunos dentro do campus do Pici, nos últimos meses.

Diante das denúncias, estudantes – com apoio dos Centros e Diretórios Acadêmicos – vêm fazendo a campanha “Maria, vá com as outras” nas redes sociais.

“Enquanto esperamos as medidas cabíveis serem tomadas pelas autoridades, contamos com professores, servidores, alunos e toda comunidade acadêmica nessa luta, convidando-os a se manterem vigilantes no sentido de coibir outros crimes e pedimos também apoio às vítimas, que não querem ter sua imagem exposta”, diz parte da nota também assinada por centros acadêmicos de outros cursos da UFC. A nota informa ainda que, na grande parte dos casos, já foram registrados Boletins de Ocorrência.

Imagens de conversas no Whatsapp estariam alertando estudantes quanto a andar à noite e sozinhas no campus. “Se sua aula acaba 17h30, tenta sair 10 minutos antes, mas não andem à noite no Pici até o caso ser resolvido. Se for resolvido. São 8 meninos, andam em grupo e fazem o ato em grupo. Seguram as meninas, usam luva e tudo para não ficar a digital. Parece coisa de filme, mas infelizmente não é”, diz uma das mensagens.

Procurada pelo Tribuna do Ceará, a UFC afirmou que a Administração Superior da Universidade abriu uma sindicância para apurar e adotar todas as providências cabíveis. “Ao mesmo tempo em que repudia, veementemente, todo e qualquer ato de violência, a Administração Superior da UFC informa que o procedimento de sindicância é realizado sob sigilo, a fim de preservar os nomes das vítimas e de não prejudicar as investigações”.

Confira as imagens:

DENÚNCIAS DE ESTUPROS NA UFC
1/2

DENÚNCIAS DE ESTUPROS NA UFC

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)

whatsapp-image-2019-10-24-at-20.01.36-1
2/2

whatsapp-image-2019-10-24-at-20.01.36-1

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)

Publicidade

Dê sua opinião

INVESTIGAÇÃO

UFC abre sindicância para apurar denúncias de assédio sexual no Campus do Pici

Segundo o Centro Acadêmico do curso de Zootecnia, os casos seriam praticados por um grupo de alunos dentro do campus do Pici, nos últimos meses

Por Vitória Barbosa em Cotidiano

24 de outubro de 2019 às 20:19

Há 6 meses
Casos denunciados estariam ocorrendo no Campus do Pici (FOTO: Divulgação)

Casos denunciados estariam ocorrendo no Campus do Pici (FOTO: Divulgação)

A Universidade Federal do Ceará (UFC) abriu sindicância para apurar denúncias de assédio sexual dentro da instituição. Segundo o Centro Acadêmico do curso de Zootecnia, os casos seriam praticados por um grupo de alunos dentro do campus do Pici, nos últimos meses.

Diante das denúncias, estudantes – com apoio dos Centros e Diretórios Acadêmicos – vêm fazendo a campanha “Maria, vá com as outras” nas redes sociais.

“Enquanto esperamos as medidas cabíveis serem tomadas pelas autoridades, contamos com professores, servidores, alunos e toda comunidade acadêmica nessa luta, convidando-os a se manterem vigilantes no sentido de coibir outros crimes e pedimos também apoio às vítimas, que não querem ter sua imagem exposta”, diz parte da nota também assinada por centros acadêmicos de outros cursos da UFC. A nota informa ainda que, na grande parte dos casos, já foram registrados Boletins de Ocorrência.

Imagens de conversas no Whatsapp estariam alertando estudantes quanto a andar à noite e sozinhas no campus. “Se sua aula acaba 17h30, tenta sair 10 minutos antes, mas não andem à noite no Pici até o caso ser resolvido. Se for resolvido. São 8 meninos, andam em grupo e fazem o ato em grupo. Seguram as meninas, usam luva e tudo para não ficar a digital. Parece coisa de filme, mas infelizmente não é”, diz uma das mensagens.

Procurada pelo Tribuna do Ceará, a UFC afirmou que a Administração Superior da Universidade abriu uma sindicância para apurar e adotar todas as providências cabíveis. “Ao mesmo tempo em que repudia, veementemente, todo e qualquer ato de violência, a Administração Superior da UFC informa que o procedimento de sindicância é realizado sob sigilo, a fim de preservar os nomes das vítimas e de não prejudicar as investigações”.

Confira as imagens:

DENÚNCIAS DE ESTUPROS NA UFC
1/2

DENÚNCIAS DE ESTUPROS NA UFC

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)

whatsapp-image-2019-10-24-at-20.01.36-1
2/2

whatsapp-image-2019-10-24-at-20.01.36-1

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)