Uso de aparelhos eletrônicos durante a noite é prejudicial para a visão das crianças, diz especialista

ALERTA

Uso de aparelhos eletrônicos durante a noite é prejudicial para a visão das crianças, diz especialista

O uso excessivo da tecnologia está associado ao cansaço visual e ao aumento da incidência de miopia. Algumas das queixas mais frequentes são dor, cansaço e coceira nos olhos

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

11 de fevereiro de 2020 às 15:21

Há 2 meses
O tratamento também inclui a mudança de hábitos e de ambiente (FOTO: Reprodução/Freepik)

O tratamento também inclui a mudança de hábitos e de ambiente (FOTO: Reprodução/Freepik)

A Laurinha tem seis anos e passa o dia inteiro na escola. De acordo com a mãe dela, Sandra Melo, a pequena só utiliza aparelhos eletrônicos à noite. Mas o que ela não sabe é que esse é o horário mais prejudicial para a visão das crianças, como reforça o médico oftalmologista Giuliano Veras.

“Geralmente esses aparelhos têm uma tecnologia que aumenta a intensidade da luz azul para compensar a falta de luz noturna. Então, à noite, esses dispositivos podem causar mais problemas”, explica.

Sandra diz que Laura não reclama de dificuldades para enxergar, mas que percebeu problemas quando a criança apresentou comportamentos diferentes ao assistir TV ou mexer no celular. “Quando ela está assinto TV ou no celular, noto que ela está forçando um pouco os olhos e os coçando. Isso está me deixando um pouco preocupada”, relata. 

O uso excessivo da tecnologia está associado ao cansaço visual e ao aumento da incidência de miopia. As queixas mais frequentes da criança são dor, cansaço e coceira nos olhos, sensação de olhos secos ou lacrimejamento, visão borrada e/ou visão dupla, cefaleia e fotofobia. É nesse momento que a visita ao oftalmologista se faz necessária.

Além das consultas, o tratamento também inclui a mudança de hábitos e de ambiente. Investir em atividades ao ar livre pode desacelerar a progressão da miopia, em especial durante a primeira infância.Também recomenda-se desviar o olhar das telas por 20 segundos a cada 20 minutos em frente aos aparelhos.

Confira a matéria de Lôrrane Mendonça, da Tribuna BandNews FM:

 

Publicidade

Dê sua opinião

ALERTA

Uso de aparelhos eletrônicos durante a noite é prejudicial para a visão das crianças, diz especialista

O uso excessivo da tecnologia está associado ao cansaço visual e ao aumento da incidência de miopia. Algumas das queixas mais frequentes são dor, cansaço e coceira nos olhos

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

11 de fevereiro de 2020 às 15:21

Há 2 meses
O tratamento também inclui a mudança de hábitos e de ambiente (FOTO: Reprodução/Freepik)

O tratamento também inclui a mudança de hábitos e de ambiente (FOTO: Reprodução/Freepik)

A Laurinha tem seis anos e passa o dia inteiro na escola. De acordo com a mãe dela, Sandra Melo, a pequena só utiliza aparelhos eletrônicos à noite. Mas o que ela não sabe é que esse é o horário mais prejudicial para a visão das crianças, como reforça o médico oftalmologista Giuliano Veras.

“Geralmente esses aparelhos têm uma tecnologia que aumenta a intensidade da luz azul para compensar a falta de luz noturna. Então, à noite, esses dispositivos podem causar mais problemas”, explica.

Sandra diz que Laura não reclama de dificuldades para enxergar, mas que percebeu problemas quando a criança apresentou comportamentos diferentes ao assistir TV ou mexer no celular. “Quando ela está assinto TV ou no celular, noto que ela está forçando um pouco os olhos e os coçando. Isso está me deixando um pouco preocupada”, relata. 

O uso excessivo da tecnologia está associado ao cansaço visual e ao aumento da incidência de miopia. As queixas mais frequentes da criança são dor, cansaço e coceira nos olhos, sensação de olhos secos ou lacrimejamento, visão borrada e/ou visão dupla, cefaleia e fotofobia. É nesse momento que a visita ao oftalmologista se faz necessária.

Além das consultas, o tratamento também inclui a mudança de hábitos e de ambiente. Investir em atividades ao ar livre pode desacelerar a progressão da miopia, em especial durante a primeira infância.Também recomenda-se desviar o olhar das telas por 20 segundos a cada 20 minutos em frente aos aparelhos.

Confira a matéria de Lôrrane Mendonça, da Tribuna BandNews FM: