Veja 5 dicas para amenizar o sofrimento dos cães durante a queima de fogos no Réveillon

CUIDADOS NA VIRADA

Veja 5 dicas para amenizar o sofrimento dos cães durante a queima de fogos no Réveillon

Colocar gravações de fogos para os animais ouvirem ou tampar seus ouvidos com algodão podem ser eficazes durante a queima de explosivos

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

31 de dezembro de 2019 às 06:58

Há 6 meses

Durante a queima de fogos, o susto tomado pelos cães pode levá-los à morte (FOTO: Reprodução/Freepik)

Nas festas de fim de ano, o que pode parecer divertido para muitos acaba virando motivo de preocupação: os fogos de artifício. O barulho causado por esses explosivos pode causar danos a animais domésticos, principalmente aos cachorros. Por isso, na noite da virada, não é raro ouvir falar de cães desaparecidos ou, na pior das hipóteses, mortos, em consequência dos sustos causados pelos sons emitidos na queima desses materiais.

O motivo é que os cachorros escutam 10 a 15 vezes mais do que os seres humanos, como explica Darcio Teixeira, diretor do Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Ceará (Uece). “O maior dano aos animais é o susto que eles recebem. Eles ficam muito agitados, podem vir a morrer por problemas cardíacos, fugir para a rua, serem atropelados ou quebrar coisas dentro de casa”, exemplifica Teixeira.

Na visão dele, os fogos barulhentos deveriam ser abolidos das comemorações. “O ideal é que a sociedade se conscientizasse e não soltasse fogos durante o Réveillon, nem em qualquer outra festa”, pondera Darcio. Enquanto isso não acontece, ele explica que os donos ou cuidadores de animais domésticos podem tomar algumas medidas de precaução. Veja abaixo quais são:

1 – Antes das festas, coloque os animais para ouvir gravações de fogos de artifício, a fim de acostumá-los aos sons dos explosivos;

2 – Durante a queima de fogos, deixe os cães no ambiente com mais isolação acústica da casa, para amenizar o impacto das explosões;

3 – Tampe os ouvidos dos animais com algodões, para evitar que os bichos escutem os barulhos;

4 – Fique perto do cachorro, para acalmá-lo durante a queima de fogos;

5 – Mantenha fechados os acessos para a rua, na intenção de impedir que os animais fujam ou sejam atropelados.

Publicidade

Dê sua opinião

CUIDADOS NA VIRADA

Veja 5 dicas para amenizar o sofrimento dos cães durante a queima de fogos no Réveillon

Colocar gravações de fogos para os animais ouvirem ou tampar seus ouvidos com algodão podem ser eficazes durante a queima de explosivos

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

31 de dezembro de 2019 às 06:58

Há 6 meses

Durante a queima de fogos, o susto tomado pelos cães pode levá-los à morte (FOTO: Reprodução/Freepik)

Nas festas de fim de ano, o que pode parecer divertido para muitos acaba virando motivo de preocupação: os fogos de artifício. O barulho causado por esses explosivos pode causar danos a animais domésticos, principalmente aos cachorros. Por isso, na noite da virada, não é raro ouvir falar de cães desaparecidos ou, na pior das hipóteses, mortos, em consequência dos sustos causados pelos sons emitidos na queima desses materiais.

O motivo é que os cachorros escutam 10 a 15 vezes mais do que os seres humanos, como explica Darcio Teixeira, diretor do Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Ceará (Uece). “O maior dano aos animais é o susto que eles recebem. Eles ficam muito agitados, podem vir a morrer por problemas cardíacos, fugir para a rua, serem atropelados ou quebrar coisas dentro de casa”, exemplifica Teixeira.

Na visão dele, os fogos barulhentos deveriam ser abolidos das comemorações. “O ideal é que a sociedade se conscientizasse e não soltasse fogos durante o Réveillon, nem em qualquer outra festa”, pondera Darcio. Enquanto isso não acontece, ele explica que os donos ou cuidadores de animais domésticos podem tomar algumas medidas de precaução. Veja abaixo quais são:

1 – Antes das festas, coloque os animais para ouvir gravações de fogos de artifício, a fim de acostumá-los aos sons dos explosivos;

2 – Durante a queima de fogos, deixe os cães no ambiente com mais isolação acústica da casa, para amenizar o impacto das explosões;

3 – Tampe os ouvidos dos animais com algodões, para evitar que os bichos escutem os barulhos;

4 – Fique perto do cachorro, para acalmá-lo durante a queima de fogos;

5 – Mantenha fechados os acessos para a rua, na intenção de impedir que os animais fujam ou sejam atropelados.