Acompanhe o debate dos candidatos ao Governo no Sistema Jangadeiro

MINUTO A MINUTO

Confira como foi o debate dos candidatos ao Governo no Sistema Jangadeiro

O debate do Sistema Jangadeiro será o maior multiplataforma no Ceará nas eleições 2018, envolvendo 11 veículos de comunicação

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

22 de agosto de 2018 às 10:37

Há 1 ano

Acompanhe

Última atualização: 15:14 16/10/2019
14h 07
22 Ago 2018

Minutos finais

Hélio Góis: “Sou candidato de Jair Messias Bolsonaro”, salientou. Apontou que as únicas coisas que traz são: fé, valores cristãos e defesa inegociável da família. “Respeito a lei, não por obrigação, mas a lei é capaz de colocar o poder no seu devido lugar”.

Ailton Lopes: “Nós rejeitamos a política como balcão de negócios”. Citou que há um condomínio eleitoral de Camilo Santana. Ao final, ressaltou a presença de uma indígena na chapa do Psol para presidência.

General Theóphilo: apontou que havia um candidato que queria debater sobre o Brasil. “Acho que devemos debater sobre o Ceará”. Ressaltou que não quer fama, mas está candidato para servir o povo.

13h 58
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a Hélio Góis

Ailton Lopes: “Por que 100% dos deputados do seu partido votaram contra a instauração de inquérito contra o presidente Michel Temer?”

Hélio Góis responde que é “um nome novo na política”. “Eu me lembro que Temer era o vice de Lula”. Disse que quer ter acesso aos instrumentos para garantir o “bem em larga escala”. Disse que as afirmações feitas por Ailton Lopes não o interessam. “Sou candidato de Jair Bolsonaro com muito orgulho, os governos em geral são feitos por humanos”.

Ailton Lopes diz que a média do povo cearense está acima da dos participantes do debate. “Impressiona que o candidato não saiba, porque foi 100% da bancada que votou. O candidato não conhece o seu partido?”

Hélio Góis afirma não ser “genial”, se diz “cristão” e que não sabe de nenhum desses escândalos.

13h 53
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a General Theóphilo

Ailton Lopes pergunta sobre um candidato tucano (Maia Júnior) na gestão de Camilo Santana. General Theóphilo contou que, quando fez o primeiro discurso, dois partidos deixaram de apoiá-lo. Além disso, ele ressaltou que Maia Júnior foi obrigado a se licenciar do partido, “por exigência minha”.

Ailton Lopes diz que o candidato precisa conhecer mais da história do Ceará. “Maia Júnior foi secretário do Tasso por duas gestões”.

General Theóphilo diz que Ailton Lopes só reforça sua posição. “Eu não conheço o Maia Júnior, mas a exigência que eu fiz é que no meu governo ele não faz parte”.

13h 49
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Hélio Góis

General Theóphilo pergunta para Hélio Góis sobre o desperdício de dinheiro nas obras do Ceará.

Hélio Góis afirma que a situação é de “imoralidade ímpar”. Citou a obra do Acquário no Ceará e indicou que deveria transformá-la em um museu. “Esses gastos cobram um preço”. Novamente lembrou a ausência de Camilo Santana no debate e indagou: “Como conseguirá acomodar dentro de um mesmo guarda-chuva todos esses partidos?”.

General Theóphilo diz que Hélio Góis foi enfático na declaração e lembra ainda da demora na obra do metrô de Fortaleza.

13h 45
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Ailton Lopes

General Theóphilo questiona aliança de Eunício e Camilo, que se acusavam de corrupção em 2014. “Vale tudo para se manter no poder?”.

Ailton Lopes responde que é necessário fazer essa pergunta a Tasso Jereissati, que apoiou Eunício na última eleição. “Camilo agora está com quem votou contra o trabalhador e se ausenta do debate para não dizer que o Eunício agora é candidato dele. Os Ferreira Gomes falavam do Eunício, um ao outro se chamando de bandido”.

General Theóphilo disse que o candidato sempre fala de Tasso e salienta que, no interior, há muita gente com admiração pelo senador.

Ailton Lopes novamente alfineta Tasso, apontando que ele não teria se candidatado para não responder perguntas sobre Aécio Neves.

13h 40
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a General Theóphilo

Helio Góis pergunta ao candidato sobre o envolvimento de seu partido com o socialismo.

General Theóphilo: “PSDB jamais foi um partido de esquerda, é um partido de centro. Quem está no PSDB que eu sigo e tenho honra é o senador Tasso Jereissati. São essas autoridades, Tasso Jereissati e Lúcio Alcântara, que balizam meu procedimento ético e governante. O debate tem que ser do nosso estado, vamos deixar Brasília para lá, não vamos discutir os problemas dos outros”.

Hélio Góis: “Saber o que é certo e errado é muito fácil. A nossa proposta é de lastrear as decisões entre o certo e errado em valores cristãos”.

General Theóphilo concorda com Hélio Góis. Aproveita para afirmar que o agronegócio é o que mais gera emprego, alfinetando Ailton Lopes, que havia comentado sobre o assunto.

13h 36
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a Ailton Lopes

Hélio Góis pergunta como o candidato pretende gerar empregos no Estado. Ailton Lopes responde que a intenção é de mudar o modelo econômico, “o modelo concentrador de renda”. “São poucas elites beneficiadas, [e os políticos] destroem a agricultura familiar e o agronegócio toma conta. É preciso investir na agroecologia, na agricultura familiar, no turismo comunitário”.

Hélio Góis afirma que possui uma agenda liberal, que propõe a diminuição do Estado. Afirma que pretende desburocratizar a abertura de empresas para quem quer empreender e diminuir a carga tributária.

Ailton Lopes: “Diminuir [o Estado] hoje pra quem? Quem tem muito Estado hoje é o rico. O Estado não é grande para a periferia”.

13h 35
22 Ago 2018

Direito de resposta de Ailton Lopes

“Psol não apenas tem exemplo de improbidade administrativa, não existe nenhuma prova nem citação em relação a isso. Psol não tem ninguém envolvido em Lava-Jato. Psol fez representação que afastou Eduardo Cunha”.

13h 34
22 Ago 2018

Terceiro bloco

Neste bloco, há um confronto direto entre candidatos.

13h 30
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a General Theóphilo

Hélio Góis questiona como o candidato concilia a moral de sua vida com a convivência com pessoas de seu próprio partido envolvidas na Lava Jato.

General Theóphilo: “Existe gente até do PSOL envolvida (na Lava Jato)”. Ele diz que é necessário que a pessoa cumpra a sentença, caso seja condenada. Além disso, apontou que há “laranja podre” em vários ambientes, até no exército. “PSDB tem, PSOL tem, PSL tem”.

Helio Góis citou Jair Bolsonaro e ressaltou que o candidato manteve o nome limpo durante o tempo de mandato. “Corrupção será tratada com linha dura”.

General Theóphilo: “Queremos honestidade e que as escolas transitem com isso”.

13h 24
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a Ailton Lopes

Hélio Góis perguntou sobre o socialismo e experiência que tenha dado certo. Além disso, se pretende começar comunismo no Ceará.

“Não é possível fazer socialismo no estado. O socialismo é um ideal em relação a avançar nos direitos das pessoas”. Ailton Lopes comentou novamente sobre os desperdícios de dinheiro com grandes obras no estado. “São essas causas sociais que a gente tem defendido, direito às mulheres, aos trabalhadores, negros, feministas, reivindicamos os direitos humanos. Não concordamos com esse momento que vivemos que investe no ódio, defendemos uma sociedade justa e de direitos iguais”.

Hélio Góis afirmou que o que Ailton Lopes informou “é grave, determinados avanços sociais não permitem retrocesso (…) Comunista gosta de dinheiro”.

Em resposta, Ailton Lopes afirma que “há pessoas que debatem apenas com provocação”. E acrescentou: “Política não se faz só em época de eleição”.

13h 20
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Hélio Góis

General Theóphilo questiona sobre iniciativas para segurança da mulher. Hélio Góis responde que vai tratar “do ser humano na sua sobrevivência”. “Eixo da sobrevivência é responsável pela segurança pública, hídrica e alimentar. Com enfrentamento capaz de botar freio nas facções”.

General Theóphilo: “Acho que a preocupação com feminicídio tem que ser muito importante”. Ele explica que quer criar um “Batalhão Maria da Penha” e colocar tornozeleiras eletrônicas nos indivíduos que comenterem esses crimes.

Hélio Góis: “A única coisa que divergimos é essa separação. Considero que ser humano tem que ser tratado de forma geral”.

13h 16
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Ailton Lopes

General Théophilo: “Governo gastou R$ 700 milhões em propaganda e investe pouco. Temos dívida de R$ 12 bilhões. Como seu governo pretende fazer para realizar o ajuste fiscal?”

Ailton Lopes citou obras milionárias do Governo, como o Acquário e o Porto Pecém. “Por isso o governador Camilo não participa do debate hoje. É preciso fazer uma inversão de prioridades. Enquanto falta água de qualidade para os cearenses, está sobrando água para dar a essas indústrias”.

General Theóphilo comentou que Ailton Lopes não respondeu a pergunta: “Falou e esqueceu de dizer que a presidente do PSOL está envolvida em outros escândalos. Não vi o projeto do PSOL para resolver esse problema. Tem que ter geração de renda, investimento, estamos discutindo um projeto de governo”.

Ailton Lopes, como resposta, disse que “não satisfez o candidato Theóphilo. Falei de reinversão de prioridades. Talvez não tenha prestado atenção no que eu falei. PSDB faz parte do governo Temer, me impressiona o nível de desinformação de um candidato”.

13h 12
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a Hélio Góis

Ailton Lopes pergunta se o candidato vai manter ou revogar um decreto que concede descontos em agrotóxicos. Hélio Góis responde que não pode barrar o desenvolvimento do Estado e é necessário ver outras questões, como a coleta seletiva. “Sobre os agrotóxicos, prometo me debruçar sobre a lei. Há de ser vista, mas será uma gota no oceano de coisas que vou fazer”.

Ailton Lopes: “Eu recomendo mesmo ao candidato que estude e analise a lei”. Depois citou que um candidato do partido de Hélio Góis votou a favor da liberação de vários tipos de agrotóxicos e venenos. E finalizou afirmando que pretende revogar o decreto.

Helio Góis: “O que posso dizer de um parlamentar do meu partido é que ele não sou eu”.

13h 09
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a General Theóphilo

Ailton Lopes questiona o apoio à Reforma Trabalhistas do partido de General Theópilho.

General Theópilho responde que o candidato não leria jornais, que indicavam o aumento de empregos. Ainda salientou que a reforma teria apenas influenciado nos sindicatos.

Ailton Lopes: “O candidato não conhece a sua vida, está mais difícil conseguir emprego. Ele não conhece os dados e não conhece sua vida”.

General Theóphilo: “Os comércios estão fechados pela violência, pelos bandidos. A geração de emprego quem interiorizou as indústrias foi o Tasso Jereissati. Ninguém mais fez isso. Como pode ter emprego se ninguém investe no Ceará?”

13h 05
22 Ago 2018

Segundo bloco

Neste bloco, há confronto direto entre os candidatos.

12h 53
22 Ago 2018

Ailton Lopes responde sobre Saúde

Ailton Lopes fala que há problemas como a terceirização, “como é o caso do ISGH e foram fechados 920 leitos nos últimos 8 anos”. “Oito em cada 10 cearenses precisam do SUS. A gente ouve profissionais reclamando que não tem concurso, enquanto as prefeituras dizem que não tem recursos. O Governo poderia ajudar. Tudo poderia ser evitado se garantíssemos dignidade à população, na saúde primária. No caso dos leitos, estado deve agir criando leitos próprios”.

12h 52
22 Ago 2018

General Theóphilo responde sobre Saúde

General Theóphilo disse que achava que segurança era o principal problema do Ceará, mas ao visitar os hospitais mudou de ideia. “Melhorar a gestão, nomear diretores com dedicação integral e melhorar salários. Em parceria com os municípios, incentivar a atenção primária”.

12h 51
22 Ago 2018

Hélio Góis responde sobre Saúde

“Contribuinte paga com o suor do seu rosto e é mal utilizado. Tudo é fruto da atual gestão e das outras duas que antecederam. Elas fizeram com que o estado virasse um canteiro de obras. Saúde é algo sério, no nosso estado temos dificuldade com a falta de insumos básicos, como gases ou fios de sutura. O Estado prevê esse tipo de coisa. Se não o faz, tá na hora de sair do meio e deixar que quem efetivamente faz ocupe esse cargo”.

12h 48
22 Ago 2018

Terceiro tema

Terceiro tema sorteado é Saúde!

12h 43
22 Ago 2018

Hélio Góis responde sobre Segurança

Hélio Góis salienta que segurança é dever do Estado. Ele indica que é necessário fazer um “investimento pesado” em material humano, no número de policiais. “Na nossa casa, chega uma pizza mais rápido que uma viatura”.

12h 42
22 Ago 2018

General Theóphilo responde sobre Segurança

“O nosso projeto é baseado em um grande tripé. Tem que ter inteligência, sem ela não podemos antecipar o crime. Temos que usar tecnologia total e fazer um micromapeamento de delitos no nosso estado. Não é possível a gente tirar o oxigênio do crime organizado sem fazer fiscalização. Temos um HUB com voos para Europa, Estados Unidos, sem ter fiscalização decente. A quantidade de apreensão de drogas é praticamente zero. Tem que tirar oxigênio dos traficantes”.

12h 41
22 Ago 2018

Ailton Lopes responde sobre Segurança

Ailton Lopes critica propostas de redução de violência. “Trabalhar com prevenção é fundamental”. Além disso, salientou que é necessário identificar os locais onde é preciso realizar políticas públicas, trabalhos sociais e iniciativas de educação.

12h 40
22 Ago 2018

Segundo tema

Segundo tema sorteado é Segurança!

12h 39
22 Ago 2018

Hélio Góis responde sobre Educação

Hélio Góis explica que vai investir em creches. Além disso, o tema da escola está no eixo 2 de seu plano, o eixo do desenvolvimento individual.

12h 38
22 Ago 2018

General Theóphilo responde sobre Educação

“É preciso que os estudantes tenham motivação, melhorar o ensino em tempo integral. A evasão é muito grande. Se torna um prato cheio para crime organizado cooptar essas crianças. Nas escolas, os estudantes têm que ter hora pra chegar e para sair, é preciso cobrar e atualizar professores”.

12h 37
22 Ago 2018

Críticas

General Theóphilo lamentou a ausência do governador Camilo Santana no debate. “Não me surpreende, porque é uma característica desse governador”.

12h 36
22 Ago 2018

Ailton Lopes responde sobre Educação

Ailton Lopes  apontou que 37% das pessoas com mais de 19 anos não têm ensino médio completo. Além disso, salientou que as escolas não serão feitas apenas para crianças e adolescentes passarem o dia inteiro, mas para formar cidadãos. Ainda afirmou que irá cuidar da questão salarial de professores.

12h 35
22 Ago 2018

Críticas

Ao responder a primeira pergunta, Ailton Lopes aproveitou o momento para criticar a ausência de Camilo Santana. “Ele não tem condições de explicar a aliança que fez com Eunício Oliveira (…)”.

12h 34
22 Ago 2018

Primeiro tema

Primeiro tema sorteado é Educação!

12h 30
22 Ago 2018

Confira o debate ao vivo na nossa Live!

11h 55
22 Ago 2018

Enquete pré-debate

11h 50
22 Ago 2018

Candidatos chegam ao Sistema Jangadeiro

11h 48
22 Ago 2018

Militantes na Avenida Antônio Sales

11h 40
22 Ago 2018

#DebateJangadeiro

Digite #DebateJangadeiro nas redes sociais e fique por dentro de tudo!

11h 20
22 Ago 2018

Equipe do Sistema Jangadeiro

A equipe do Sistema Jangadeiro reunida e preparada para o debate dos candidatos ao Governo do Estado.

11h 10
22 Ago 2018

Tudo pronto!

Tudo pronto para começar o debate no Sistema Jangadeiro!

10h 50
22 Ago 2018

Confira perfil de Hélio Góis

Hélio Góis (PSL) é professor universitário e advogado criminalista. Bacharel em Direito pela Universidade de Fortaleza; especialista em direito público pela Universidade Federal do Ceará; Mestre em direito constitucional pela Universidade Federal do Ceará; mestre em Direito Internacional, investimentos internacionais e soluções pacíficas de controvérsias, pela Universidade de Heidelberg (Alemanha).

10h 45
22 Ago 2018

Confira perfil de General Theóphilo

General Theóphilo (PSDB) nasceu em 1955, no Rio de Janeiro. Foi aluno do Colégio Militar de Fortaleza. Graduado em Processamento de Dados e pós-graduado em Engenharia de Sistemas. Theóphilo ocupou os mais altos cargos no Exército brasileiro, como o Comando Militar da Amazônia, o Comando Geral de Logística e o comando da 12ª Região Militar, como também a função de observador militar da ONU para a América Central.

10h 40
22 Ago 2018

Confira perfil de Ailton Lopes

Ailton Lopes (Psol) concorre ao Governo do Ceará pela segunda vez. Em 2014, ficou em 4º lugar, com 2,4% dos votos. O candidato tem 40 anos, é bancário e economiário, natural do Rio Grande do Norte.

10h 30
22 Ago 2018

Debate ao vivo em 11 veículos do Sistema Jangadeiro


O Sistema Jangadeiro realiza o maior debate multiplataforma do Ceará entre os candidatos ao governo. Nesta quarta (22), na TV, no Rádio e na Internet. Um encontro para discutir os rumos e projetos para o nosso estado. Não perca!Assista pela TV Jangadeiro, Nordestv, Rede Jangadeiro FM, Tribuna Bandnews FM, Tribuna do Ceará e redes sociais. #debatejangadeiro

Posted by Tribuna do Ceará on Tuesday, August 21, 2018

Acompanhe mais informações sobre o debate:

Confira como foi o debate dos candidatos ao Governo no Sistema Jangadeiro

Editorial do Sistema Jangadeiro sobre a ausência de Camilo Santana no debate dos candidatos ao Governo

General Theóphilo propõe colocar tornozeleira eletrônica em agressores de mulheres

“Camilo não veio porque não pode explicar a aliança que fez com Eunício”, critica Ailton Lopes

Candidato de Bolsonaro no CE questiona General sobre FHC “ter se mancomunado com Lula no Foro de SP

Publicidade

Dê sua opinião

MINUTO A MINUTO

Confira como foi o debate dos candidatos ao Governo no Sistema Jangadeiro

O debate do Sistema Jangadeiro será o maior multiplataforma no Ceará nas eleições 2018, envolvendo 11 veículos de comunicação

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

22 de agosto de 2018 às 10:37

Há 1 ano

Acompanhe

Última atualização: 15:14 16/10/2019
14h 07
22 Ago 2018

Minutos finais

Hélio Góis: “Sou candidato de Jair Messias Bolsonaro”, salientou. Apontou que as únicas coisas que traz são: fé, valores cristãos e defesa inegociável da família. “Respeito a lei, não por obrigação, mas a lei é capaz de colocar o poder no seu devido lugar”.

Ailton Lopes: “Nós rejeitamos a política como balcão de negócios”. Citou que há um condomínio eleitoral de Camilo Santana. Ao final, ressaltou a presença de uma indígena na chapa do Psol para presidência.

General Theóphilo: apontou que havia um candidato que queria debater sobre o Brasil. “Acho que devemos debater sobre o Ceará”. Ressaltou que não quer fama, mas está candidato para servir o povo.

13h 58
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a Hélio Góis

Ailton Lopes: “Por que 100% dos deputados do seu partido votaram contra a instauração de inquérito contra o presidente Michel Temer?”

Hélio Góis responde que é “um nome novo na política”. “Eu me lembro que Temer era o vice de Lula”. Disse que quer ter acesso aos instrumentos para garantir o “bem em larga escala”. Disse que as afirmações feitas por Ailton Lopes não o interessam. “Sou candidato de Jair Bolsonaro com muito orgulho, os governos em geral são feitos por humanos”.

Ailton Lopes diz que a média do povo cearense está acima da dos participantes do debate. “Impressiona que o candidato não saiba, porque foi 100% da bancada que votou. O candidato não conhece o seu partido?”

Hélio Góis afirma não ser “genial”, se diz “cristão” e que não sabe de nenhum desses escândalos.

13h 53
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a General Theóphilo

Ailton Lopes pergunta sobre um candidato tucano (Maia Júnior) na gestão de Camilo Santana. General Theóphilo contou que, quando fez o primeiro discurso, dois partidos deixaram de apoiá-lo. Além disso, ele ressaltou que Maia Júnior foi obrigado a se licenciar do partido, “por exigência minha”.

Ailton Lopes diz que o candidato precisa conhecer mais da história do Ceará. “Maia Júnior foi secretário do Tasso por duas gestões”.

General Theóphilo diz que Ailton Lopes só reforça sua posição. “Eu não conheço o Maia Júnior, mas a exigência que eu fiz é que no meu governo ele não faz parte”.

13h 49
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Hélio Góis

General Theóphilo pergunta para Hélio Góis sobre o desperdício de dinheiro nas obras do Ceará.

Hélio Góis afirma que a situação é de “imoralidade ímpar”. Citou a obra do Acquário no Ceará e indicou que deveria transformá-la em um museu. “Esses gastos cobram um preço”. Novamente lembrou a ausência de Camilo Santana no debate e indagou: “Como conseguirá acomodar dentro de um mesmo guarda-chuva todos esses partidos?”.

General Theóphilo diz que Hélio Góis foi enfático na declaração e lembra ainda da demora na obra do metrô de Fortaleza.

13h 45
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Ailton Lopes

General Theóphilo questiona aliança de Eunício e Camilo, que se acusavam de corrupção em 2014. “Vale tudo para se manter no poder?”.

Ailton Lopes responde que é necessário fazer essa pergunta a Tasso Jereissati, que apoiou Eunício na última eleição. “Camilo agora está com quem votou contra o trabalhador e se ausenta do debate para não dizer que o Eunício agora é candidato dele. Os Ferreira Gomes falavam do Eunício, um ao outro se chamando de bandido”.

General Theóphilo disse que o candidato sempre fala de Tasso e salienta que, no interior, há muita gente com admiração pelo senador.

Ailton Lopes novamente alfineta Tasso, apontando que ele não teria se candidatado para não responder perguntas sobre Aécio Neves.

13h 40
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a General Theóphilo

Helio Góis pergunta ao candidato sobre o envolvimento de seu partido com o socialismo.

General Theóphilo: “PSDB jamais foi um partido de esquerda, é um partido de centro. Quem está no PSDB que eu sigo e tenho honra é o senador Tasso Jereissati. São essas autoridades, Tasso Jereissati e Lúcio Alcântara, que balizam meu procedimento ético e governante. O debate tem que ser do nosso estado, vamos deixar Brasília para lá, não vamos discutir os problemas dos outros”.

Hélio Góis: “Saber o que é certo e errado é muito fácil. A nossa proposta é de lastrear as decisões entre o certo e errado em valores cristãos”.

General Theóphilo concorda com Hélio Góis. Aproveita para afirmar que o agronegócio é o que mais gera emprego, alfinetando Ailton Lopes, que havia comentado sobre o assunto.

13h 36
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a Ailton Lopes

Hélio Góis pergunta como o candidato pretende gerar empregos no Estado. Ailton Lopes responde que a intenção é de mudar o modelo econômico, “o modelo concentrador de renda”. “São poucas elites beneficiadas, [e os políticos] destroem a agricultura familiar e o agronegócio toma conta. É preciso investir na agroecologia, na agricultura familiar, no turismo comunitário”.

Hélio Góis afirma que possui uma agenda liberal, que propõe a diminuição do Estado. Afirma que pretende desburocratizar a abertura de empresas para quem quer empreender e diminuir a carga tributária.

Ailton Lopes: “Diminuir [o Estado] hoje pra quem? Quem tem muito Estado hoje é o rico. O Estado não é grande para a periferia”.

13h 35
22 Ago 2018

Direito de resposta de Ailton Lopes

“Psol não apenas tem exemplo de improbidade administrativa, não existe nenhuma prova nem citação em relação a isso. Psol não tem ninguém envolvido em Lava-Jato. Psol fez representação que afastou Eduardo Cunha”.

13h 34
22 Ago 2018

Terceiro bloco

Neste bloco, há um confronto direto entre candidatos.

13h 30
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a General Theóphilo

Hélio Góis questiona como o candidato concilia a moral de sua vida com a convivência com pessoas de seu próprio partido envolvidas na Lava Jato.

General Theóphilo: “Existe gente até do PSOL envolvida (na Lava Jato)”. Ele diz que é necessário que a pessoa cumpra a sentença, caso seja condenada. Além disso, apontou que há “laranja podre” em vários ambientes, até no exército. “PSDB tem, PSOL tem, PSL tem”.

Helio Góis citou Jair Bolsonaro e ressaltou que o candidato manteve o nome limpo durante o tempo de mandato. “Corrupção será tratada com linha dura”.

General Theóphilo: “Queremos honestidade e que as escolas transitem com isso”.

13h 24
22 Ago 2018

Hélio Góis pergunta a Ailton Lopes

Hélio Góis perguntou sobre o socialismo e experiência que tenha dado certo. Além disso, se pretende começar comunismo no Ceará.

“Não é possível fazer socialismo no estado. O socialismo é um ideal em relação a avançar nos direitos das pessoas”. Ailton Lopes comentou novamente sobre os desperdícios de dinheiro com grandes obras no estado. “São essas causas sociais que a gente tem defendido, direito às mulheres, aos trabalhadores, negros, feministas, reivindicamos os direitos humanos. Não concordamos com esse momento que vivemos que investe no ódio, defendemos uma sociedade justa e de direitos iguais”.

Hélio Góis afirmou que o que Ailton Lopes informou “é grave, determinados avanços sociais não permitem retrocesso (…) Comunista gosta de dinheiro”.

Em resposta, Ailton Lopes afirma que “há pessoas que debatem apenas com provocação”. E acrescentou: “Política não se faz só em época de eleição”.

13h 20
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Hélio Góis

General Theóphilo questiona sobre iniciativas para segurança da mulher. Hélio Góis responde que vai tratar “do ser humano na sua sobrevivência”. “Eixo da sobrevivência é responsável pela segurança pública, hídrica e alimentar. Com enfrentamento capaz de botar freio nas facções”.

General Theóphilo: “Acho que a preocupação com feminicídio tem que ser muito importante”. Ele explica que quer criar um “Batalhão Maria da Penha” e colocar tornozeleiras eletrônicas nos indivíduos que comenterem esses crimes.

Hélio Góis: “A única coisa que divergimos é essa separação. Considero que ser humano tem que ser tratado de forma geral”.

13h 16
22 Ago 2018

General Theóphilo pergunta a Ailton Lopes

General Théophilo: “Governo gastou R$ 700 milhões em propaganda e investe pouco. Temos dívida de R$ 12 bilhões. Como seu governo pretende fazer para realizar o ajuste fiscal?”

Ailton Lopes citou obras milionárias do Governo, como o Acquário e o Porto Pecém. “Por isso o governador Camilo não participa do debate hoje. É preciso fazer uma inversão de prioridades. Enquanto falta água de qualidade para os cearenses, está sobrando água para dar a essas indústrias”.

General Theóphilo comentou que Ailton Lopes não respondeu a pergunta: “Falou e esqueceu de dizer que a presidente do PSOL está envolvida em outros escândalos. Não vi o projeto do PSOL para resolver esse problema. Tem que ter geração de renda, investimento, estamos discutindo um projeto de governo”.

Ailton Lopes, como resposta, disse que “não satisfez o candidato Theóphilo. Falei de reinversão de prioridades. Talvez não tenha prestado atenção no que eu falei. PSDB faz parte do governo Temer, me impressiona o nível de desinformação de um candidato”.

13h 12
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a Hélio Góis

Ailton Lopes pergunta se o candidato vai manter ou revogar um decreto que concede descontos em agrotóxicos. Hélio Góis responde que não pode barrar o desenvolvimento do Estado e é necessário ver outras questões, como a coleta seletiva. “Sobre os agrotóxicos, prometo me debruçar sobre a lei. Há de ser vista, mas será uma gota no oceano de coisas que vou fazer”.

Ailton Lopes: “Eu recomendo mesmo ao candidato que estude e analise a lei”. Depois citou que um candidato do partido de Hélio Góis votou a favor da liberação de vários tipos de agrotóxicos e venenos. E finalizou afirmando que pretende revogar o decreto.

Helio Góis: “O que posso dizer de um parlamentar do meu partido é que ele não sou eu”.

13h 09
22 Ago 2018

Ailton Lopes pergunta a General Theóphilo

Ailton Lopes questiona o apoio à Reforma Trabalhistas do partido de General Theópilho.

General Theópilho responde que o candidato não leria jornais, que indicavam o aumento de empregos. Ainda salientou que a reforma teria apenas influenciado nos sindicatos.

Ailton Lopes: “O candidato não conhece a sua vida, está mais difícil conseguir emprego. Ele não conhece os dados e não conhece sua vida”.

General Theóphilo: “Os comércios estão fechados pela violência, pelos bandidos. A geração de emprego quem interiorizou as indústrias foi o Tasso Jereissati. Ninguém mais fez isso. Como pode ter emprego se ninguém investe no Ceará?”

13h 05
22 Ago 2018

Segundo bloco

Neste bloco, há confronto direto entre os candidatos.

12h 53
22 Ago 2018

Ailton Lopes responde sobre Saúde

Ailton Lopes fala que há problemas como a terceirização, “como é o caso do ISGH e foram fechados 920 leitos nos últimos 8 anos”. “Oito em cada 10 cearenses precisam do SUS. A gente ouve profissionais reclamando que não tem concurso, enquanto as prefeituras dizem que não tem recursos. O Governo poderia ajudar. Tudo poderia ser evitado se garantíssemos dignidade à população, na saúde primária. No caso dos leitos, estado deve agir criando leitos próprios”.

12h 52
22 Ago 2018

General Theóphilo responde sobre Saúde

General Theóphilo disse que achava que segurança era o principal problema do Ceará, mas ao visitar os hospitais mudou de ideia. “Melhorar a gestão, nomear diretores com dedicação integral e melhorar salários. Em parceria com os municípios, incentivar a atenção primária”.

12h 51
22 Ago 2018

Hélio Góis responde sobre Saúde

“Contribuinte paga com o suor do seu rosto e é mal utilizado. Tudo é fruto da atual gestão e das outras duas que antecederam. Elas fizeram com que o estado virasse um canteiro de obras. Saúde é algo sério, no nosso estado temos dificuldade com a falta de insumos básicos, como gases ou fios de sutura. O Estado prevê esse tipo de coisa. Se não o faz, tá na hora de sair do meio e deixar que quem efetivamente faz ocupe esse cargo”.

12h 48
22 Ago 2018

Terceiro tema

Terceiro tema sorteado é Saúde!

12h 43
22 Ago 2018

Hélio Góis responde sobre Segurança

Hélio Góis salienta que segurança é dever do Estado. Ele indica que é necessário fazer um “investimento pesado” em material humano, no número de policiais. “Na nossa casa, chega uma pizza mais rápido que uma viatura”.

12h 42
22 Ago 2018

General Theóphilo responde sobre Segurança

“O nosso projeto é baseado em um grande tripé. Tem que ter inteligência, sem ela não podemos antecipar o crime. Temos que usar tecnologia total e fazer um micromapeamento de delitos no nosso estado. Não é possível a gente tirar o oxigênio do crime organizado sem fazer fiscalização. Temos um HUB com voos para Europa, Estados Unidos, sem ter fiscalização decente. A quantidade de apreensão de drogas é praticamente zero. Tem que tirar oxigênio dos traficantes”.

12h 41
22 Ago 2018

Ailton Lopes responde sobre Segurança

Ailton Lopes critica propostas de redução de violência. “Trabalhar com prevenção é fundamental”. Além disso, salientou que é necessário identificar os locais onde é preciso realizar políticas públicas, trabalhos sociais e iniciativas de educação.

12h 40
22 Ago 2018

Segundo tema

Segundo tema sorteado é Segurança!

12h 39
22 Ago 2018

Hélio Góis responde sobre Educação

Hélio Góis explica que vai investir em creches. Além disso, o tema da escola está no eixo 2 de seu plano, o eixo do desenvolvimento individual.

12h 38
22 Ago 2018

General Theóphilo responde sobre Educação

“É preciso que os estudantes tenham motivação, melhorar o ensino em tempo integral. A evasão é muito grande. Se torna um prato cheio para crime organizado cooptar essas crianças. Nas escolas, os estudantes têm que ter hora pra chegar e para sair, é preciso cobrar e atualizar professores”.

12h 37
22 Ago 2018

Críticas

General Theóphilo lamentou a ausência do governador Camilo Santana no debate. “Não me surpreende, porque é uma característica desse governador”.

12h 36
22 Ago 2018

Ailton Lopes responde sobre Educação

Ailton Lopes  apontou que 37% das pessoas com mais de 19 anos não têm ensino médio completo. Além disso, salientou que as escolas não serão feitas apenas para crianças e adolescentes passarem o dia inteiro, mas para formar cidadãos. Ainda afirmou que irá cuidar da questão salarial de professores.

12h 35
22 Ago 2018

Críticas

Ao responder a primeira pergunta, Ailton Lopes aproveitou o momento para criticar a ausência de Camilo Santana. “Ele não tem condições de explicar a aliança que fez com Eunício Oliveira (…)”.

12h 34
22 Ago 2018

Primeiro tema

Primeiro tema sorteado é Educação!

12h 30
22 Ago 2018

Confira o debate ao vivo na nossa Live!

11h 55
22 Ago 2018

Enquete pré-debate

11h 50
22 Ago 2018

Candidatos chegam ao Sistema Jangadeiro

11h 48
22 Ago 2018

Militantes na Avenida Antônio Sales

11h 40
22 Ago 2018

#DebateJangadeiro

Digite #DebateJangadeiro nas redes sociais e fique por dentro de tudo!

11h 20
22 Ago 2018

Equipe do Sistema Jangadeiro

A equipe do Sistema Jangadeiro reunida e preparada para o debate dos candidatos ao Governo do Estado.

11h 10
22 Ago 2018

Tudo pronto!

Tudo pronto para começar o debate no Sistema Jangadeiro!

10h 50
22 Ago 2018

Confira perfil de Hélio Góis

Hélio Góis (PSL) é professor universitário e advogado criminalista. Bacharel em Direito pela Universidade de Fortaleza; especialista em direito público pela Universidade Federal do Ceará; Mestre em direito constitucional pela Universidade Federal do Ceará; mestre em Direito Internacional, investimentos internacionais e soluções pacíficas de controvérsias, pela Universidade de Heidelberg (Alemanha).

10h 45
22 Ago 2018

Confira perfil de General Theóphilo

General Theóphilo (PSDB) nasceu em 1955, no Rio de Janeiro. Foi aluno do Colégio Militar de Fortaleza. Graduado em Processamento de Dados e pós-graduado em Engenharia de Sistemas. Theóphilo ocupou os mais altos cargos no Exército brasileiro, como o Comando Militar da Amazônia, o Comando Geral de Logística e o comando da 12ª Região Militar, como também a função de observador militar da ONU para a América Central.

10h 40
22 Ago 2018

Confira perfil de Ailton Lopes

Ailton Lopes (Psol) concorre ao Governo do Ceará pela segunda vez. Em 2014, ficou em 4º lugar, com 2,4% dos votos. O candidato tem 40 anos, é bancário e economiário, natural do Rio Grande do Norte.

10h 30
22 Ago 2018

Debate ao vivo em 11 veículos do Sistema Jangadeiro


O Sistema Jangadeiro realiza o maior debate multiplataforma do Ceará entre os candidatos ao governo. Nesta quarta (22), na TV, no Rádio e na Internet. Um encontro para discutir os rumos e projetos para o nosso estado. Não perca!Assista pela TV Jangadeiro, Nordestv, Rede Jangadeiro FM, Tribuna Bandnews FM, Tribuna do Ceará e redes sociais. #debatejangadeiro

Posted by Tribuna do Ceará on Tuesday, August 21, 2018

Acompanhe mais informações sobre o debate:

Confira como foi o debate dos candidatos ao Governo no Sistema Jangadeiro

Editorial do Sistema Jangadeiro sobre a ausência de Camilo Santana no debate dos candidatos ao Governo

General Theóphilo propõe colocar tornozeleira eletrônica em agressores de mulheres

“Camilo não veio porque não pode explicar a aliança que fez com Eunício”, critica Ailton Lopes

Candidato de Bolsonaro no CE questiona General sobre FHC “ter se mancomunado com Lula no Foro de SP