Libertadores: Santos e Peñarol fazem final depois de quase meio século - Noticias


Libertadores: Santos e Peñarol fazem final depois de quase meio século

Times jogam nesta quarta-feira (15), às 21h50, no Estádio Centenário, em Montevidéu

Por Joao Lobo em Esportes

15 de junho de 2011 às 16:36

Há 9 anos

Neymar faz reconhecimento de campo. Foto: santosfc.com.br

Santos e Peñarol voltam se reencontram numa final da Taça Libertadores da América após quase meio século (49 anos). Como foi na conquista do primeiro título continental em 1962, o Peixe encara o mais tradicional time uruguaio nesta quarta-feira (15), às 21h50, no Estádio Centenário, em Montevidéu. A partida de volta estpa marcada para a próxima semana (quarta-feira, 22), no estádio Pacaembu. O campeão possivelmente vai fazer a final de interclubes com o Barcelona, ainda no fim deste ano.

Leia mais no Blog de Esportes

Na competição deste ano, a campanha do time santista pode ser dividida entre antes e depois da chegada do técnico Muricy Ramalho. Ainda sem o treinador, o Peixe não teve vitória nos três primeiros jogos. Foram dois empates – com Deportivo Táchira (Venezuela) e Cerro Porteño (Paraguai) – e uma derrota diante do Colo Colo (Chile). A primeira vitória veio sob o olhar do então récem-contratado. Ainda dos camarotes da Vila, ele viu seus comandados darem o troco nos chilenos, fazendo 3 a 2.

Pórem, na estreia de Muricy, o Santos foi a Assunção com a obrigação de vencer o Cerro Porteño, em duelo em que tinha Elano, Neymar e PH Ganso suspensos. Com toda dificuldade, conseguiu arrancar o placar vitorioso: 2 a 1 no Estádio Olla Azulgrana. Já no mata-mata, o Santos ganhou entrosamento e passou por América (México), Once Caldas (Colômbia) e novamente pelo Cerro Porteño.

Apesar de estar embalado pela boa campanha, o Peixe terá que superar quatro importantes ausências no jogo desta quarta-feira (15). O capitão Edu Dracena está supenso, enquanto Jonathan, Léo e PH Ganso estão lesionados. Assim, a escalação santista, já confirmada por Muricy Ramalho, terá Rafael, Pará, Bruno Rodrigo, Durval e Alex Sandro; Adriano, Arouca, Danilo e Elano. Neymar e Zé Eduardo.

Arbitragem
O paraguaio Carlos Amarilla será o árbitro do primeiro duelo entre Santos FC e Peñarol, auxiliados por seus compatriotas Nicolás Yegros e Rodney Aquino.

Fonte: Santosfc.com.br

Publicidade

Dê sua opinião

Libertadores: Santos e Peñarol fazem final depois de quase meio século

Times jogam nesta quarta-feira (15), às 21h50, no Estádio Centenário, em Montevidéu

Por Joao Lobo em Esportes

15 de junho de 2011 às 16:36

Há 9 anos

Neymar faz reconhecimento de campo. Foto: santosfc.com.br

Santos e Peñarol voltam se reencontram numa final da Taça Libertadores da América após quase meio século (49 anos). Como foi na conquista do primeiro título continental em 1962, o Peixe encara o mais tradicional time uruguaio nesta quarta-feira (15), às 21h50, no Estádio Centenário, em Montevidéu. A partida de volta estpa marcada para a próxima semana (quarta-feira, 22), no estádio Pacaembu. O campeão possivelmente vai fazer a final de interclubes com o Barcelona, ainda no fim deste ano.

Leia mais no Blog de Esportes

Na competição deste ano, a campanha do time santista pode ser dividida entre antes e depois da chegada do técnico Muricy Ramalho. Ainda sem o treinador, o Peixe não teve vitória nos três primeiros jogos. Foram dois empates – com Deportivo Táchira (Venezuela) e Cerro Porteño (Paraguai) – e uma derrota diante do Colo Colo (Chile). A primeira vitória veio sob o olhar do então récem-contratado. Ainda dos camarotes da Vila, ele viu seus comandados darem o troco nos chilenos, fazendo 3 a 2.

Pórem, na estreia de Muricy, o Santos foi a Assunção com a obrigação de vencer o Cerro Porteño, em duelo em que tinha Elano, Neymar e PH Ganso suspensos. Com toda dificuldade, conseguiu arrancar o placar vitorioso: 2 a 1 no Estádio Olla Azulgrana. Já no mata-mata, o Santos ganhou entrosamento e passou por América (México), Once Caldas (Colômbia) e novamente pelo Cerro Porteño.

Apesar de estar embalado pela boa campanha, o Peixe terá que superar quatro importantes ausências no jogo desta quarta-feira (15). O capitão Edu Dracena está supenso, enquanto Jonathan, Léo e PH Ganso estão lesionados. Assim, a escalação santista, já confirmada por Muricy Ramalho, terá Rafael, Pará, Bruno Rodrigo, Durval e Alex Sandro; Adriano, Arouca, Danilo e Elano. Neymar e Zé Eduardo.

Arbitragem
O paraguaio Carlos Amarilla será o árbitro do primeiro duelo entre Santos FC e Peñarol, auxiliados por seus compatriotas Nicolás Yegros e Rodney Aquino.

Fonte: Santosfc.com.br