Funcionários morrem após explosão em fábrica de alimentos


Funcionários morrem após explosão em fábrica de alimentos

Dois funcionários feridos durante explosão da caldeira de uma fábrica de alimentos morreram na madrugada desta segunda-feira (1º), no Instituto Dr. José Frota (IJF)

Por Rodrigo Cavalcante em Fortaleza

1 de outubro de 2012 às 09:32

Há 8 anos

Dois funcionários feridos durante explosão da caldeira de uma fábrica de alimentos morreram na madrugada desta segunda-feira (1º), no Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza. Segundo informações da assessoria, Evandro Lima Silva, de 48 anos, e Diego da Conceição de Souza, de 25 anos, estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e não resistiram aos ferimentos.

Os outros cinco pacientes apresentam queimaduras de 30 a 90% do corpo e estão sendo tratados com banhos anestésicos e curativos. Romário Ribeiro Dantas e Roberto da Silva Ribeiro continuam em estado grave na UTI, já Francisco Vinícios Oliveira da Silva, Denis Wiliam Silva Lima e George Felipe de Morais Lima seguem internados no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ).

O caso

A explosão aconteceu, no último dia 27 de setembro, em uma das caldeiras da fábrica de Gorduras e Margarinas Especiais (GME) localizada na Rua Travessa Setúbal, no Bairro Serviluz, na capital cearense. Pelo menos oito ambulâncias foram acionadas para o resgate dos feridos, e a AMC realizou uma “onda verde” no semáforos para acelerar o tráfego das ambulâncias até o IJF.

Confira a reportagem exibida no Jornal Jangadeiro:

Publicidade

Dê sua opinião

Funcionários morrem após explosão em fábrica de alimentos

Dois funcionários feridos durante explosão da caldeira de uma fábrica de alimentos morreram na madrugada desta segunda-feira (1º), no Instituto Dr. José Frota (IJF)

Por Rodrigo Cavalcante em Fortaleza

1 de outubro de 2012 às 09:32

Há 8 anos

Dois funcionários feridos durante explosão da caldeira de uma fábrica de alimentos morreram na madrugada desta segunda-feira (1º), no Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza. Segundo informações da assessoria, Evandro Lima Silva, de 48 anos, e Diego da Conceição de Souza, de 25 anos, estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e não resistiram aos ferimentos.

Os outros cinco pacientes apresentam queimaduras de 30 a 90% do corpo e estão sendo tratados com banhos anestésicos e curativos. Romário Ribeiro Dantas e Roberto da Silva Ribeiro continuam em estado grave na UTI, já Francisco Vinícios Oliveira da Silva, Denis Wiliam Silva Lima e George Felipe de Morais Lima seguem internados no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ).

O caso

A explosão aconteceu, no último dia 27 de setembro, em uma das caldeiras da fábrica de Gorduras e Margarinas Especiais (GME) localizada na Rua Travessa Setúbal, no Bairro Serviluz, na capital cearense. Pelo menos oito ambulâncias foram acionadas para o resgate dos feridos, e a AMC realizou uma “onda verde” no semáforos para acelerar o tráfego das ambulâncias até o IJF.

Confira a reportagem exibida no Jornal Jangadeiro: