Kombi pega fogo logo após ser abastecida no bairro Dionísio Torres - Noticias


Kombi pega fogo logo após ser abastecida no bairro Dionísio Torres

O veículo pertencente a uma empresa de manutenção de equipamentos de refrigeração pegou fogo, na noite desta sexta-feira (19). no cruzamento das ruas Coronel Linhares com Francisco Gonçalves, bairro Dionísio Torres.

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

19 de agosto de 2011 às 21:15

Há 8 anos

Kombi pega fogo após ser abastecida

Uma kombi, pertencente a uma empresa de manutenção de equipamentos de regrigeração, pegou fogo na noite desta sexta-feira (19), no cruzamento das ruas Coronel Linhares com Francisco Gonçalves, bairro Dionísio Torres, em Fortaleza.

O condutor do veículo disse que, minutos antes de o fogo começar, parou em um posto e pediu para abastecer com gás natural. Como o frentista informou que aquele tipo de combustível estava em falta, ele pediu que colocasse gasolina.

O motorista estava com dois ajudantes e informou que o fogo iniciou no motor da Kombi. O veículo foi fabricado em 1995 e não tinha seguro.

Esse foi o segundo caso de veículo incendiado, nesta sexta-feira (19), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Pela manhã, um micro-ônibus que fazia transporte alternativo, pegou fogo, na CE-060, em frente à Ceasa, em Maracanaú. Nos dois acidentes, ninguém saiu ferido.

Redação Jangadeiro Online, com informações do repórter Jefferson Abreu

Publicidade

Dê sua opinião

Kombi pega fogo logo após ser abastecida no bairro Dionísio Torres

O veículo pertencente a uma empresa de manutenção de equipamentos de refrigeração pegou fogo, na noite desta sexta-feira (19). no cruzamento das ruas Coronel Linhares com Francisco Gonçalves, bairro Dionísio Torres.

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

19 de agosto de 2011 às 21:15

Há 8 anos

Kombi pega fogo após ser abastecida

Uma kombi, pertencente a uma empresa de manutenção de equipamentos de regrigeração, pegou fogo na noite desta sexta-feira (19), no cruzamento das ruas Coronel Linhares com Francisco Gonçalves, bairro Dionísio Torres, em Fortaleza.

O condutor do veículo disse que, minutos antes de o fogo começar, parou em um posto e pediu para abastecer com gás natural. Como o frentista informou que aquele tipo de combustível estava em falta, ele pediu que colocasse gasolina.

O motorista estava com dois ajudantes e informou que o fogo iniciou no motor da Kombi. O veículo foi fabricado em 1995 e não tinha seguro.

Esse foi o segundo caso de veículo incendiado, nesta sexta-feira (19), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Pela manhã, um micro-ônibus que fazia transporte alternativo, pegou fogo, na CE-060, em frente à Ceasa, em Maracanaú. Nos dois acidentes, ninguém saiu ferido.

Redação Jangadeiro Online, com informações do repórter Jefferson Abreu