População reclama de congestionamento após implantação de semáforo em cruzamento no Mucuripe

INSATISFAÇÕES CONTINUAM

População reclama de congestionamento após implantação de semáforo em cruzamento no Mucuripe

Motoristas contam que já chegaram a passar mais de 15 minutos parados no local e moradores reclamam de motociclistas subindo nas calçadas por pressa

Por TV Jangadeiro em Mobilidade Urbana

21 de novembro de 2019 às 09:28

Há 4 meses

Depois da implantação de semáforos, população reclama do congestionamento (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Há 4 meses, a população reclamava da falta de fiscalização do trânsito no cruzamento da Via Expressa com a rua Juvêncio Vasconcelos, no bairro Mucuripe, em Fortaleza. À época, veículos e pedestres disputavam passagem no trecho, devido a uma obra do VLT. Depois da implantação de semáforos, as reclamações continuam. Agora, o problema relatado é o congestionamento, que tem dificultado a entrada e a saída do bairro.

O Sistema Jangadeiro esteve no local mais uma vez na tarde da última quarta-feira (20). Motoristas contaram à reportagem que já chegaram a passar mais de 15 minutos parados no local. “Está difícil de entrar e sair no bairro. O sinal tem três tempos. Vamos dizer que seja cinco minutos em cada tempo. A gente chega a passar 15 minutos. É complicado“, explicou um motorista que passava pelo trecho.

Um outro condutor revela que tem tomado uma medida para compensar o tempo que fica parado no local. “Nesse horário, intensifica o trânsito e fica mais difícil passar aqui, é complicado. Tenho que sair mais cedo de casa, não tem jeito“, afirmou.

A solução encontrada pelos motociclistas nem sempre é a mais segura. Uma moradora do bairro conta que, para fugir do congestionamento, os pilotos têm subido nas calçadas e pondo a vida dos moradores em risco. “Eles não têm paciência e passam por aqui. Ninguém pode mais ficar sentada na calçada, não. (Esse hábito) acabou para nós. Tem perigo de sermos atropelados na calçada”, disse a mulher, com medo.

Apesar da reclamação, a moradora reconhece benefícios na implantação da sinalização de trânsito. “Foi melhor a sinalização, porque agora, eles param para a gente passar. Mas acho que quando terminar a obra lá (do VLT), vai melhorar. Mas se tivesse a AMC aqui, eles poderiam ter medo das multas e melhoraria mais um pouquinho”, reflete a moradora.

Em nota, Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informou que o objetivo da implantação do semáforo é disciplinar a circulação e possibilitar um tráfego seguro aos pedestres, além de melhorar o acesso dos moradores. “O novo equipamento conta com três tempos e permite que os condutores que trafegam em ambas as vias realizem conversões à esquerda, à direita e sigam em frente”, explica o órgão no comunicado.

Ainda segundo a AMC, o bloqueio da Travessa Jangadeiros é uma medida emergencial adotada em virtude das obras do VLT no trecho. Já em relação aos veículos que passam em cima das calçadas, a autarquia informa que vai reforçar a fiscalização.

A Secretaria da Infraestrutura do Estado do Ceará (Seinfra) também respondeu sobre o assunto. Segundo o órgão, para garantir a operação do VLT com agilidade e segurança, a faixa de domínio da ferrovia precisaria ser isolada. “No entanto, para garantir o tráfego de veículos com segurança nos trechos cortados pelos trilhos, o projeto prevê a construção de passagens de nível (PNs), com sinalização adequada”.

“No caso do bairro Mucuripe, a travessia de veículos será feita exclusivamente pela passagem de nível da rua Juvêncio Vasconcelos, conforme aprovado pela Prefeitura de Fortaleza. A previsão é que o VLT comece a trafegar no trecho até o final do ano, após a conclusão da instalação dos equipamentos de sinalização da PN”, finalizou.

Confira mais na reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta quinta-feira (21).

Publicidade

Dê sua opinião

INSATISFAÇÕES CONTINUAM

População reclama de congestionamento após implantação de semáforo em cruzamento no Mucuripe

Motoristas contam que já chegaram a passar mais de 15 minutos parados no local e moradores reclamam de motociclistas subindo nas calçadas por pressa

Por TV Jangadeiro em Mobilidade Urbana

21 de novembro de 2019 às 09:28

Há 4 meses

Depois da implantação de semáforos, população reclama do congestionamento (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Há 4 meses, a população reclamava da falta de fiscalização do trânsito no cruzamento da Via Expressa com a rua Juvêncio Vasconcelos, no bairro Mucuripe, em Fortaleza. À época, veículos e pedestres disputavam passagem no trecho, devido a uma obra do VLT. Depois da implantação de semáforos, as reclamações continuam. Agora, o problema relatado é o congestionamento, que tem dificultado a entrada e a saída do bairro.

O Sistema Jangadeiro esteve no local mais uma vez na tarde da última quarta-feira (20). Motoristas contaram à reportagem que já chegaram a passar mais de 15 minutos parados no local. “Está difícil de entrar e sair no bairro. O sinal tem três tempos. Vamos dizer que seja cinco minutos em cada tempo. A gente chega a passar 15 minutos. É complicado“, explicou um motorista que passava pelo trecho.

Um outro condutor revela que tem tomado uma medida para compensar o tempo que fica parado no local. “Nesse horário, intensifica o trânsito e fica mais difícil passar aqui, é complicado. Tenho que sair mais cedo de casa, não tem jeito“, afirmou.

A solução encontrada pelos motociclistas nem sempre é a mais segura. Uma moradora do bairro conta que, para fugir do congestionamento, os pilotos têm subido nas calçadas e pondo a vida dos moradores em risco. “Eles não têm paciência e passam por aqui. Ninguém pode mais ficar sentada na calçada, não. (Esse hábito) acabou para nós. Tem perigo de sermos atropelados na calçada”, disse a mulher, com medo.

Apesar da reclamação, a moradora reconhece benefícios na implantação da sinalização de trânsito. “Foi melhor a sinalização, porque agora, eles param para a gente passar. Mas acho que quando terminar a obra lá (do VLT), vai melhorar. Mas se tivesse a AMC aqui, eles poderiam ter medo das multas e melhoraria mais um pouquinho”, reflete a moradora.

Em nota, Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informou que o objetivo da implantação do semáforo é disciplinar a circulação e possibilitar um tráfego seguro aos pedestres, além de melhorar o acesso dos moradores. “O novo equipamento conta com três tempos e permite que os condutores que trafegam em ambas as vias realizem conversões à esquerda, à direita e sigam em frente”, explica o órgão no comunicado.

Ainda segundo a AMC, o bloqueio da Travessa Jangadeiros é uma medida emergencial adotada em virtude das obras do VLT no trecho. Já em relação aos veículos que passam em cima das calçadas, a autarquia informa que vai reforçar a fiscalização.

A Secretaria da Infraestrutura do Estado do Ceará (Seinfra) também respondeu sobre o assunto. Segundo o órgão, para garantir a operação do VLT com agilidade e segurança, a faixa de domínio da ferrovia precisaria ser isolada. “No entanto, para garantir o tráfego de veículos com segurança nos trechos cortados pelos trilhos, o projeto prevê a construção de passagens de nível (PNs), com sinalização adequada”.

“No caso do bairro Mucuripe, a travessia de veículos será feita exclusivamente pela passagem de nível da rua Juvêncio Vasconcelos, conforme aprovado pela Prefeitura de Fortaleza. A previsão é que o VLT comece a trafegar no trecho até o final do ano, após a conclusão da instalação dos equipamentos de sinalização da PN”, finalizou.

Confira mais na reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta quinta-feira (21).