Empresas cearenses começam a investir na contratação de funcionários home office

NO CONFORTO DE CASA

Empresas cearenses começam a investir na contratação de funcionários home office

A modalidade foi regulamentada com as mudanças da reforma trabalhista, e estabelecimentos trocam o modo convencional pelo serviço feito de casa

Por Tribuna Bandnews FM em Negócios

4 de agosto de 2019 às 07:00

Há 10 meses
Segundo pesquisa, a modalidade home office gera mais engajamento e produtividade (FOTO: Freepik)

Segundo pesquisa, a modalidade home office gera mais engajamento e produtividade (FOTO: Freepik)

Com as mudanças da reforma trabalhista e a regulamentação do trabalho home office, empresas cearenses começaram a investir mais nessa modalidade de contratação. Estabelecimentos que antes trabalhavam apenas no modo convencional, agora experimentam também a utilização do serviço feito de casa.

Além de ser mais econômica para empresários, de acordo com pesquisa mundial do MindMetre Research, a modalidade gera maior engajamento por conta da flexibilização, produtividade e ajuda a reter o trabalhador na empresa.

Mesmo com os benefícios, o professor Eneas Arrais Neto, doutor em Educação e Filosofia pela Universidade Federal do Ceará, explica que os funcionários precisam ficar atentos aos seus direitos no momento da contratação.

“É importante que se compreenda que esse quadro vai exigir uma reorganização social para repensar a questão dos direitos”

A jornalista Sabrina Lima, por exemplo, trabalhava de modo convencional numa empresa de comunicação em Fortaleza há oito meses, mas precisou se mudar para Boa Viagem. Com isso, começou a prestar seus serviços de casa. Ela achou que essa foi uma ótima solução.

Entre as vantagens do trabalho em casa, a jornalista destaca o fato de não ter que gastar mais de uma hora e meia para chegar ao trabalho e poder almoçar em casa. “Minha qualidade de vida mudou muito também”, acrescentou.

Em todo país, segundo pesquisa sobre flexibilidade do trabalho feita pela consultoria de recursos humanos Randstad, 45% dos entrevistados brasileiros afirmam que a maneira tradicional de trabalho está mudando para formas mais flexíveis.

Confira as entrevistas de Juliana Marques, da Tribuna BandNews FM:

 

 

Publicidade

Dê sua opinião

NO CONFORTO DE CASA

Empresas cearenses começam a investir na contratação de funcionários home office

A modalidade foi regulamentada com as mudanças da reforma trabalhista, e estabelecimentos trocam o modo convencional pelo serviço feito de casa

Por Tribuna Bandnews FM em Negócios

4 de agosto de 2019 às 07:00

Há 10 meses
Segundo pesquisa, a modalidade home office gera mais engajamento e produtividade (FOTO: Freepik)

Segundo pesquisa, a modalidade home office gera mais engajamento e produtividade (FOTO: Freepik)

Com as mudanças da reforma trabalhista e a regulamentação do trabalho home office, empresas cearenses começaram a investir mais nessa modalidade de contratação. Estabelecimentos que antes trabalhavam apenas no modo convencional, agora experimentam também a utilização do serviço feito de casa.

Além de ser mais econômica para empresários, de acordo com pesquisa mundial do MindMetre Research, a modalidade gera maior engajamento por conta da flexibilização, produtividade e ajuda a reter o trabalhador na empresa.

Mesmo com os benefícios, o professor Eneas Arrais Neto, doutor em Educação e Filosofia pela Universidade Federal do Ceará, explica que os funcionários precisam ficar atentos aos seus direitos no momento da contratação.

“É importante que se compreenda que esse quadro vai exigir uma reorganização social para repensar a questão dos direitos”

A jornalista Sabrina Lima, por exemplo, trabalhava de modo convencional numa empresa de comunicação em Fortaleza há oito meses, mas precisou se mudar para Boa Viagem. Com isso, começou a prestar seus serviços de casa. Ela achou que essa foi uma ótima solução.

Entre as vantagens do trabalho em casa, a jornalista destaca o fato de não ter que gastar mais de uma hora e meia para chegar ao trabalho e poder almoçar em casa. “Minha qualidade de vida mudou muito também”, acrescentou.

Em todo país, segundo pesquisa sobre flexibilidade do trabalho feita pela consultoria de recursos humanos Randstad, 45% dos entrevistados brasileiros afirmam que a maneira tradicional de trabalho está mudando para formas mais flexíveis.

Confira as entrevistas de Juliana Marques, da Tribuna BandNews FM: