"Onde um pneu é um pneu": Slogan famoso entre os cearenses nasceu por acaso

GERARDO BASTOS

“Onde um pneu é um pneu”: Slogan famoso entre os cearenses nasceu por acaso

Conheça a história por trás da criação do slogan simples da Gerardo Bastos, um dos mais reconhecidos em Fortaleza

Por Daniel Rocha em Negócios

13 de dezembro de 2017 às 07:00

Há 3 anos

O slogan acompanha a marca desde os primeiros anos da empresa (FOTO: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

O slogan é simples e óbvio, mas o suficiente para ser lembrado e associado quase instantaneamente à marca Gerardo Bastos pelos cearenses. A frase “Onde um pneu é um pneu” acompanha a revendedora da Pirelli e loja de autopeças desde seus primeiros anos, na década de 1960. Mas, se você pensa que trata-se de uma criação de alguma agência de publicidade, está enganado.

Segundo o presidente da empresa e filho do fundador, Gerardo Bastos Filho, a frase surgiu durante uma venda de um pneu a um cliente que não quis pagar pelo produto.

Gerardo Gusmão Bastos, o pai dele, começou a trabalhar em 1938, e em 1967 abriu a empresa de pneus que leva seu nome, com uma loja no Centro. Com pouco tempo no negócio, porém, surgiu um contratempo causado por um funcionário, que acabou sendo responsável pelo slogan.

“O meu pai havia mandado um rapaz deixar os quatro pneus e pediu que quando voltasse trouxesse o dinheiro. Na volta, o entregador não tinha trazido o dinheiro”, relata Gerardo. De acordo com o presidente, a situação deixou seu pai chateado, por ter tido um prejuízo logo no início do empreendimento.

“O rapaz voltou para a casa do cliente, cobrando o valor dos pneus. Nesse momento, o cliente ligou para o meu pai: ‘Gerardo, é apenas um pneu. Não vá se aborrecer por isso'”, respondeu.

Eu vivo de pneu

Ao escutar a frase do cliente, Gerardo Gusmão Bastos respondeu que um pneu era importante para sua empresa. “Papai disse: ‘Como não vai fazer diferença? Um pneu é um pneu. Eu vivo de pneu‘”, conta.

O atual presidente não soube precisar a data do ocorrido, mas acredita que deve ter acontecido poucos anos depois da inauguração da primeira loja.

A Gerardo Bastos, hoje comandada pelo filho do fundador, completou 50 anos em 2017 (FOTO: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

Segundo Gerardo Filho, quando seu pai comentou a situação para um amigo jornalista, ele sugeriu que a frase poderia servir de slogan à loja. Na época, os dois estavam pensando em uma frase marcante para a empresa.

Aderson Braz (jornalista e radialista) disse ao meu pai: ‘Olha aí, Gerardo. Vamos colocar Onde um pneu é um pneu’. Naquela hora meu pai gostou e sustentou”, conta.

Não se muda time que está ganhando

Mesmo sendo um slogan simples, a frase tornou a empresa a mais lembrada do setor automotivo, na avaliação de Duda Brígido, sócio da EBM Quinto Comunicação e atual responsável pela publicidade da Gerardo Bastos. “Quando começamos a trabalhar com eles, a frase já estava na ‘boca do povo'”, destaca.

Por já estar consolidada, a empresa de publicidade faz questão de sempre trabalhar a frase em suas campanhas publicitárias. Duda cita um exemplo de um anúncio em que pede ao público para responder a seguinte pergunta: ‘Qual é a loja onde um pneu é um pneu?’. “O mais simples é o mais fácil de ser assimilado por todos”, ressalta.

Poderia ficar melhor?

Para a consultora de marketing e professora universitária Gal Kury, a frase traz uma ideia de que nas lojas são vendidos pneus de qualidade em vista da existência de pneus recondicionados que são oferecidos no mercado.

Entretanto, ela sugere que o slogan poderia ser mais forte se houvesse a presença de um artigo antes do segundo “pneu”. Desta forma, a ideia traria mais legitimidade para a marca.

“Dá uma ideia de ser um pneu de verdade. Torna-se interessante porque fala de qualidade. Eu até brinco com meus alunos que poderia ser: ‘Onde um pneu é o pneu‘. Essa mudança daria uma conotação de ser único”, avalia.

Além disso, a especialista acredita que o motivo de a Gerardo Bastos ser uma das marcas mais lembradas em Fortaleza deve-se às plaquinhas presentes nas ruas com o slogan da empresa, e também pelo seu tempo de existência. “A lembrança tornou-se muito forte”, constata.

Publicidade

Dê sua opinião

GERARDO BASTOS

“Onde um pneu é um pneu”: Slogan famoso entre os cearenses nasceu por acaso

Conheça a história por trás da criação do slogan simples da Gerardo Bastos, um dos mais reconhecidos em Fortaleza

Por Daniel Rocha em Negócios

13 de dezembro de 2017 às 07:00

Há 3 anos

O slogan acompanha a marca desde os primeiros anos da empresa (FOTO: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

O slogan é simples e óbvio, mas o suficiente para ser lembrado e associado quase instantaneamente à marca Gerardo Bastos pelos cearenses. A frase “Onde um pneu é um pneu” acompanha a revendedora da Pirelli e loja de autopeças desde seus primeiros anos, na década de 1960. Mas, se você pensa que trata-se de uma criação de alguma agência de publicidade, está enganado.

Segundo o presidente da empresa e filho do fundador, Gerardo Bastos Filho, a frase surgiu durante uma venda de um pneu a um cliente que não quis pagar pelo produto.

Gerardo Gusmão Bastos, o pai dele, começou a trabalhar em 1938, e em 1967 abriu a empresa de pneus que leva seu nome, com uma loja no Centro. Com pouco tempo no negócio, porém, surgiu um contratempo causado por um funcionário, que acabou sendo responsável pelo slogan.

“O meu pai havia mandado um rapaz deixar os quatro pneus e pediu que quando voltasse trouxesse o dinheiro. Na volta, o entregador não tinha trazido o dinheiro”, relata Gerardo. De acordo com o presidente, a situação deixou seu pai chateado, por ter tido um prejuízo logo no início do empreendimento.

“O rapaz voltou para a casa do cliente, cobrando o valor dos pneus. Nesse momento, o cliente ligou para o meu pai: ‘Gerardo, é apenas um pneu. Não vá se aborrecer por isso'”, respondeu.

Eu vivo de pneu

Ao escutar a frase do cliente, Gerardo Gusmão Bastos respondeu que um pneu era importante para sua empresa. “Papai disse: ‘Como não vai fazer diferença? Um pneu é um pneu. Eu vivo de pneu‘”, conta.

O atual presidente não soube precisar a data do ocorrido, mas acredita que deve ter acontecido poucos anos depois da inauguração da primeira loja.

A Gerardo Bastos, hoje comandada pelo filho do fundador, completou 50 anos em 2017 (FOTO: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

Segundo Gerardo Filho, quando seu pai comentou a situação para um amigo jornalista, ele sugeriu que a frase poderia servir de slogan à loja. Na época, os dois estavam pensando em uma frase marcante para a empresa.

Aderson Braz (jornalista e radialista) disse ao meu pai: ‘Olha aí, Gerardo. Vamos colocar Onde um pneu é um pneu’. Naquela hora meu pai gostou e sustentou”, conta.

Não se muda time que está ganhando

Mesmo sendo um slogan simples, a frase tornou a empresa a mais lembrada do setor automotivo, na avaliação de Duda Brígido, sócio da EBM Quinto Comunicação e atual responsável pela publicidade da Gerardo Bastos. “Quando começamos a trabalhar com eles, a frase já estava na ‘boca do povo'”, destaca.

Por já estar consolidada, a empresa de publicidade faz questão de sempre trabalhar a frase em suas campanhas publicitárias. Duda cita um exemplo de um anúncio em que pede ao público para responder a seguinte pergunta: ‘Qual é a loja onde um pneu é um pneu?’. “O mais simples é o mais fácil de ser assimilado por todos”, ressalta.

Poderia ficar melhor?

Para a consultora de marketing e professora universitária Gal Kury, a frase traz uma ideia de que nas lojas são vendidos pneus de qualidade em vista da existência de pneus recondicionados que são oferecidos no mercado.

Entretanto, ela sugere que o slogan poderia ser mais forte se houvesse a presença de um artigo antes do segundo “pneu”. Desta forma, a ideia traria mais legitimidade para a marca.

“Dá uma ideia de ser um pneu de verdade. Torna-se interessante porque fala de qualidade. Eu até brinco com meus alunos que poderia ser: ‘Onde um pneu é o pneu‘. Essa mudança daria uma conotação de ser único”, avalia.

Além disso, a especialista acredita que o motivo de a Gerardo Bastos ser uma das marcas mais lembradas em Fortaleza deve-se às plaquinhas presentes nas ruas com o slogan da empresa, e também pelo seu tempo de existência. “A lembrança tornou-se muito forte”, constata.