Taxista que matou passageiro por dívida de 1 centavo é interrogado - Noticias


Taxista que matou passageiro por dívida de 1 centavo é interrogado

Epifânio Neto Garcia de Castro, acusado de cometer um crime de janeiro de 2005 devido a uma dívida de 1 centavo, foi interrogado nesta terça-feira (8), na 3ª Vara do Júri de Fortaleza

Por Rodrigo Cavalcante em Polícia

8 de novembro de 2011 às 23:43

Há 8 anos

Epifânio Neto Garcia de Castro, acusado de matar um passageiro, em janeiro de 2005 por causa de uma dívida de 1 centavo, foi interrogado nesta terça-feira (8), na 3ª Vara do Júri de Fortaleza.

O crime ocorreu na Praça do Mercado São Sebastião, na Capital. Geovanni Vicente Ferreira, de 48 anos, estava dentro do táxi do acusado e, ao fim da corrida, ficou devendo 1 centavo a Epifânio Neto. Após discussão, o acusado disparou vários tiros contra a vítima.

De acordo com o juiz da 3ª Vara do Júri, José de Castro Andrade, Epifânio Neto se apresentou à polícia no dia 28 de outubro deste ano e foi encaminhado ao Presídio do Município de Caucaia.

O acusado deverá ser ouvido novamente em dezembro e, segundo o juiz, o taxista disse que não pretende recorrer da sentença.

Leia mais:
Adolescentes confirmam autoria da morte de menino de 11 anos
Irmãos são mortos por dívida de R$ 7 em Ubajara

Redação Jangadeiro Online, com informações do juiz da 3ª Vara do Júri de Fortaleza

Publicidade

Dê sua opinião

Taxista que matou passageiro por dívida de 1 centavo é interrogado

Epifânio Neto Garcia de Castro, acusado de cometer um crime de janeiro de 2005 devido a uma dívida de 1 centavo, foi interrogado nesta terça-feira (8), na 3ª Vara do Júri de Fortaleza

Por Rodrigo Cavalcante em Polícia

8 de novembro de 2011 às 23:43

Há 8 anos

Epifânio Neto Garcia de Castro, acusado de matar um passageiro, em janeiro de 2005 por causa de uma dívida de 1 centavo, foi interrogado nesta terça-feira (8), na 3ª Vara do Júri de Fortaleza.

O crime ocorreu na Praça do Mercado São Sebastião, na Capital. Geovanni Vicente Ferreira, de 48 anos, estava dentro do táxi do acusado e, ao fim da corrida, ficou devendo 1 centavo a Epifânio Neto. Após discussão, o acusado disparou vários tiros contra a vítima.

De acordo com o juiz da 3ª Vara do Júri, José de Castro Andrade, Epifânio Neto se apresentou à polícia no dia 28 de outubro deste ano e foi encaminhado ao Presídio do Município de Caucaia.

O acusado deverá ser ouvido novamente em dezembro e, segundo o juiz, o taxista disse que não pretende recorrer da sentença.

Leia mais:
Adolescentes confirmam autoria da morte de menino de 11 anos
Irmãos são mortos por dívida de R$ 7 em Ubajara

Redação Jangadeiro Online, com informações do juiz da 3ª Vara do Júri de Fortaleza