IML confirma que corpo encontrado no Piauí é de professora cearense - Noticias


IML confirma que corpo encontrado no Piauí é de professora cearense

O Instituto Médico Legal de Teresina-PI confirmou que a ossada encontrada no dia 27 de dezembro de 2011 no município de Pimenteiras, é de Antônia Roseana Mota, de 26 anos, moradora de Tauá, região dos Inhamuns

Por Tribuna do Ceará em Polícia

19 de janeiro de 2012 às 12:58

Há 8 anos

Antônia Roseana desapareceu no dia 2 de dezembro (Foto: Reprodução)

O Instituto Médico Legal (IML) de Teresina-PI confirmou que a ossada encontrada no dia 27 de dezembro de 2011 no município de Pimenteiras, no Piauí, é de Antônia Roseana Mota, de 26 anos, moradora de Tauá, região dos Inhamuns, no Ceará.

A professora desapareceu no dia 2 de dezembro. No dia 12, familiares compareceram à Delegacia de Tauá para registrar um Boletim de Ocorrências sobre seu sumiço. Um inquérito foi aberto, e as investigações tiveram início.

A Polícia Civil do Ceará mobilizou os municípios vizinhos a Tauá, inclusive do Piauí, em busca de pistas sobre o paradeiro da vítima. Foram realizados exames de DNA no restos mortais que constataram ser da professora a ossada encontrada.

Dois suspeitos do crime tiveram prisão preventiva decretada: Ismael Sampaio Costa, marido de Antônia Roseana e Willames Gomes de Mota.

Redação Jangadeiro Online

Publicidade

Dê sua opinião

IML confirma que corpo encontrado no Piauí é de professora cearense

O Instituto Médico Legal de Teresina-PI confirmou que a ossada encontrada no dia 27 de dezembro de 2011 no município de Pimenteiras, é de Antônia Roseana Mota, de 26 anos, moradora de Tauá, região dos Inhamuns

Por Tribuna do Ceará em Polícia

19 de janeiro de 2012 às 12:58

Há 8 anos

Antônia Roseana desapareceu no dia 2 de dezembro (Foto: Reprodução)

O Instituto Médico Legal (IML) de Teresina-PI confirmou que a ossada encontrada no dia 27 de dezembro de 2011 no município de Pimenteiras, no Piauí, é de Antônia Roseana Mota, de 26 anos, moradora de Tauá, região dos Inhamuns, no Ceará.

A professora desapareceu no dia 2 de dezembro. No dia 12, familiares compareceram à Delegacia de Tauá para registrar um Boletim de Ocorrências sobre seu sumiço. Um inquérito foi aberto, e as investigações tiveram início.

A Polícia Civil do Ceará mobilizou os municípios vizinhos a Tauá, inclusive do Piauí, em busca de pistas sobre o paradeiro da vítima. Foram realizados exames de DNA no restos mortais que constataram ser da professora a ossada encontrada.

Dois suspeitos do crime tiveram prisão preventiva decretada: Ismael Sampaio Costa, marido de Antônia Roseana e Willames Gomes de Mota.

Redação Jangadeiro Online