Operação Gárgula II: PF cumpre três mandados de prisão temporária - Noticias


Operação Gárgula II: PF cumpre três mandados de prisão temporária

Foram presos um vereador de Acopiara, Neves Neto; o empresário José Luiz Araújo Bica e o genro do prefeito de Miraíma, Alan Galdino

Por Joao Lobo em Polícia

29 de abril de 2010 às 18:34

Há 10 anos

A Polícia Federal apresentou nesta tarde o balanço da “Operação Gárgula II”, deflagrada na manhã desta quinta-feira (29), em 11 municípios do interior cearense (Maracanaú, Itaitinga, Aracati, Fortim, Cariús, Senador Pompeu, Quixeramobim, Quixeré, Miraíma, Beberibe e Pacujá) visando  desarticular quadrilhas especializadas em desvio de verbas públicas, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Dos seis mandados de prisão temporária expedidos, três foram cumpridos.

Foram presos o vereador de Acopiara, Neves Neto; o empresário José Luiz Araújo Bica e o genro do prefeito de Miraíma, Alan Galdino. Os advogados dos outros três procurados disseram que seus clientes ainda se apresentarão a PF.

Leia também:
Operação Gárgula II: PF investiga corrupção em 11 prefeituras cearenses
Agente da Polícia Federal é preso por vazar informações na Operação Gárgula
Polícia Federal divulga balanço da Operação Gárgula; 15 pessoas presas
Polícia Federal divulga nota oficial sobre operação deflagrada no Ceará

Os investigados poderão responder por desvio de verbas públicas, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Os policias efeturam ainda 20 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal, abrangendo residências de investigados, empresas e as prefeituras dos 11 municípios investigados.

A execução das ordens judiciais envolvou um efetivo de 85 policiais federais e 14 servidores da Controladoria Geral da União, além da participação de Promotores do Ministério Público Estadual.

Publicidade

Dê sua opinião

Operação Gárgula II: PF cumpre três mandados de prisão temporária

Foram presos um vereador de Acopiara, Neves Neto; o empresário José Luiz Araújo Bica e o genro do prefeito de Miraíma, Alan Galdino

Por Joao Lobo em Polícia

29 de abril de 2010 às 18:34

Há 10 anos

A Polícia Federal apresentou nesta tarde o balanço da “Operação Gárgula II”, deflagrada na manhã desta quinta-feira (29), em 11 municípios do interior cearense (Maracanaú, Itaitinga, Aracati, Fortim, Cariús, Senador Pompeu, Quixeramobim, Quixeré, Miraíma, Beberibe e Pacujá) visando  desarticular quadrilhas especializadas em desvio de verbas públicas, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Dos seis mandados de prisão temporária expedidos, três foram cumpridos.

Foram presos o vereador de Acopiara, Neves Neto; o empresário José Luiz Araújo Bica e o genro do prefeito de Miraíma, Alan Galdino. Os advogados dos outros três procurados disseram que seus clientes ainda se apresentarão a PF.

Leia também:
Operação Gárgula II: PF investiga corrupção em 11 prefeituras cearenses
Agente da Polícia Federal é preso por vazar informações na Operação Gárgula
Polícia Federal divulga balanço da Operação Gárgula; 15 pessoas presas
Polícia Federal divulga nota oficial sobre operação deflagrada no Ceará

Os investigados poderão responder por desvio de verbas públicas, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Os policias efeturam ainda 20 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal, abrangendo residências de investigados, empresas e as prefeituras dos 11 municípios investigados.

A execução das ordens judiciais envolvou um efetivo de 85 policiais federais e 14 servidores da Controladoria Geral da União, além da participação de Promotores do Ministério Público Estadual.